QUAIS EMPRESAS SE BENEFICIAM COM A QUEDA DO DÓLAR?

Quais empresas se beneficiam com a queda do dólar?

Nos últimos dois meses, vimos uma apreciação enorme do Real frente ao dólar. A cotação do dólar que chegou em R$ 3,47 no dia 02/12/2016, caiu ao longo de Dezembro/2016, Janeiro/2017 e início deste mês de Fevereiro e chegou em R$ 3,05 no último dia 15/02.

Este movimento mostra dois fatores principais: O primeiro é a entrada de capital estrangeiro no Brasil. Grandes investidores internacionais, estão aproveitando  a grande diferença ainda existente no Brasil, entre a taxa de juros Selic (hoje em 13%) e a inflação (em torno de 6,29%). O segundo fator é que esses players internacionais estão percebendo que a percepção de risco brasileiro está se reduzindo nos últimos meses. O Risco brasileiro inclusive baixou de 300 pontos pela primeira vez, no dia 11/01/2017 depois de muito tempo. Atualmente, o risco Brasil está em 280 pontos, isso significa que o investidor estrangeiro precisa de um rendimento no Brasil de 2,80% acima do que ele ganharia nos Estados Unidos. Assim desenhou-se o melhor dos cenários para o investidor estrangeiro. Alto retorno, com risco cada vez menor.

Veja abaixo na tabela que o fluxo de capital estrangeiro no mercado a vista em fevereiro é positivo em 1,7 bilh
es de reais. E isso, só no mercado à vista.

 

queda-do-dolar01

 

Partindo do principio desse cenário de entrada maciça de recursos estrangeiros no Brasil e por consequência a queda do dólar, podemos esperar que haja uma valorização dos ativos em bolsa de Valores no Brasil, como já foi mostrado nesse vídeo Ibovespa x Dólar.

Neste vídeo mostro que bolsa e dólar possuem correlação negativa muito alta. Nos últimos dois anos uma correlação próxima a -0,8 (-1 seria a correlação negativa perfeita). Portanto, podemos dizer que, frequentemente, quando a bolsa sobe, o dólar cai e o oposto também é real muitas vezes.

Quais os grandes impactos que isso podem causar no país?

A apreciação do Real reduz a pressão do dólar sobre os produtos dando mais margem para diminuição dos preços de commodities em moeda nacional (como trigo, milho, arroz e café, por exemplo). Fica mais barato para empresas importarem produtos, com isso, faz com que os produtos produzidos no mercado interno sejam menos competitivos no exterior.

Principalmente porque o custo de produção deles aumenta, quando calculados em moeda estrangeira. Se esse processo permanecer no longo prazo (maior que 2 anos) é possível que o Brasil tenha uma nova onda de desindustrialização, visto que, os produtos importados ficarão mais baratos para o consumidor, e o país pode ter impactos negativos na balança comercial. Os impactos poderão ser sentidos até no curto prazo.Com uma balança comercial desfavorável, (exportações – importações)o governo pode ter dificuldades adicionais para fazer a economia voltar a crescer.

Com relação a bolsa, podemos dizer que a queda do dólar ajuda empresas com altas dívidas em dólar, ou moedas estrangeiras, e atrapalha empresas que tenham receitas em dólar.

Veja alguns exemplos de valorização nesse ano:

Enquanto o Ibovespa subiu 12,6% em 2017, as empresas que possuem muita dívida em moeda estrangeira conseguiram se descolar do índice e subiram bem . Vejam o caso de Gol (Goll4) e de Oi (oibr4), esta última mesmo em recuperação judicial subiu 45% no ano até as 16 horas de sexta dia 17/02. A dívida de Oi estrangeira passava de 31 bilhões no trimestre que findou em setembro de 2016e espera-se que essa dívida tenha sido reduzida pelo efeito câmbio. Possivelmente, essa é uma das principais razões dessa enorme alta.

Já Gol, é uma empresa que tem Patrimônio Líquido Negativo, isto é, ela tem mais dívidas do que ativos. Explicando resumidamente, se ela conseguisse vender todos os seus ativos e conseguisse um comprador para todos ao mesmo tempo, o dinheiro levantado não seria suficiente para pagar todas as suas obrigações. Somente em moeda estrangeira ela tem dívidas de 5,3 bilhões de reais, mas ela teve valorização de 85,50% esse ano de 2017.

Um outro exemplo que vale a pena falar aqui é o de JBS, uma empresa de alimentos que possui 23,4 bilhões de reais em dívida de moeda estrangeira. No entanto, essa empresa teve uma valorização pequena de apenas 5,79%. Parte dessa baixa valorização é porque ela tem mais de 25% de suas receitas em dólar também. Assim, caem as dívidas, mas também as receitas devem se reduzir. Mas esse exemplo é importante para mostrar, principalmente para os mais iniciantes, que não basta ir no google e buscar “empresas mais endividadas em dólar”.

 

Por outro lado empresas que têm uma parcela expressiva de suas receitas em dólar como: Suzano (suzb5), Fibria (Fibr3) e Klabin (klbn11) por exemplo, só para pegar as do setor de papel e celulose, têm tido um ano de 2017 bastante complicado com desvalorizações de 4,08%, 11,32%, 11,21% respectivamente, até as 16:54 do dia 17/02/2017. Só para deixar registrado, algumas dessas empresas foram as que mais subiram no ano de 2015, quando o dólar saiu dos mesmos 3 reais e foi a 4 reais. Mostrando que elas podem ser importantes em um cenário adverso caso isso ocorra.

Por fim, quero registrar que não estou fazendo recomendação de nenhuma das empresas que estão nesse post, apenas estou mostrando com exemplos práticos, o poder da redução do dólar para subir inclusive empresas que estão em situações muito complicadas. E para reduzir o preço de ações que em tese estariam bem de saúde financeira. Como eu sempre falo, bolsa de valores não é uma ciência exata, mas tampouco é um jogo de sorte e azar, como vocês estão percebendo no canal e agora nos posts do site.

Até a próxima, abraços

Daniel Nigri

 

Seja um apoiador mensal, ajude o site a crescer, e participe de um grupo de Whatsapp junto comigo, onde respondo dúvidas e coleto sugestões para novos vídeos. Clique aqui!

 

  • misael da silva

    Muito obrigado pela mais uma aula de investimento como o dólar pode influenciar muito na bolsa de valores.

    • Daniel

      Valeu MIsael

  • Jim Winston Dantas Meira

    Muito Boa sua explicação. Tenho aprendido muito nos videos e matérias. Obrigado.

    • Daniel

      Obrigado JIm. Peço que avise aos amigos para que mais pessoas tenham acesso a essas informações