POR QUE AS EMPRESAS FAZEM IPO?

porque-empresas-fazem-ipo-capa

POR QUE AS EMPRESAS FAZEM IPO?

Várias empresas voltaram a abrir capital na bolsa brasileira, principalmente à partir desse mês de Julho. Só para constar, nesse mês tivemos as ofertas públicas de abertura de Capital das empresas, Carrefour (Atacadão – CRFB3), Omega Energia (OMGE3), Biotoscana (neste caso é uma empresa estrangeira emitindo BDRs) e IRB resseguradora. E ainda existem outras na fila para abrir capital neste segundo semestre de 2017.

 Mas, o que leva uma empresa a abrir capital, ou na sigla em inglês fazer um IPO (Initial Public Offering)?

 

Vamos responder essa pergunta nas próximas linhas. Lembrando que há alguns meses atrás escrevi outro artigo sobre IPO. Clique aqui e leia.

Normalmente, as empresas de capital fechado, sejam elas limitadas, ou SA (fechadas), necessitam de dinheiro novo para realizar investimentos em novos projetos, para quitar dívidas, ou até para adquirir outras empresas em um movimento de fusão e aquisição. O modelo mais tradicional de se levantar esse dinheiro seria captar um empréstimo ou um financiamento em alguma entidade financeira. Outra forma seria emitir uma debênture, ou uma nota promissória. Entretanto, todos estes modelos geram juros (despesas financeiras) que precisarão ser pagas no futuro. Algumas vezes, as empresas não podem ou não querem se endividar mais.

Então, uma forma tradicional de se preservar o nível de crescimento e manter um nível saudável de endividamento é a partir da emissão de ações no mercado da bolsa de valores. A empresa faz o registro na CVM, realiza um procedimento que tem muitos custos, mas que garante, normalmente, ao final uma grande entrada de capital na empresa.

O IPO de Carrefour, por exemplo, pode levantar até 3,8 bilhões de reais para entrar diretamente no caixa da empresa. Esse dinheiro certamente ajudará a empresa a reduzir o seu índice de endividamento e, além disso, manter seu plano de crescimento ambicioso de número de lojas. Já falei exaustivamente sobre esse IPO neste vídeo clique aqui.

Já, sobre os IPOs da Omega Geração e da Biotoscana, eu falei brevemente sobre ambas na nova área de membros do site Dica de Hoje, dentro da carteira Dica de Hoje Restrita. Clique aqui e vire um membro Gold. Aproveite além dos relatórios da carteira Dica de Hoje Restrita, a montagem das cinco estratégias para que os seus investimentos avancem para o próximo nível de rentabilidade x risco.

Mas, nem sempre o dinheiro arrecadado em um IPO vai para o caixa da empresa. Existem muitos fundos que se especializam em comprar participações em algumas empresas, e quando a empresa abre capital, o fundo aproveita para se desfazer de parte desse investimento ou da totalidade dele. Veja a foto abaixo retirada do prospecto preliminar da oferta Pública de ações de Omega Geração e vamos entender melhor isso.

porque-empresas-fazem-ipo-03

 

Observando a foto acima vemos que existe um campo denominado oferta primária e outro campo denominado oferta secundária. A oferta primária, é composta de novas ações que serão emitidas pela empresa, e o dinheiro arrecadado com essa emissão entrará no caixa da empresa. Já a oferta secundária é a venda pública de ações já existentes e que são detidas por algum sócio atual. Este sócio pode vender a totalidade de suas ações ou parte delas durante o IPO.

No caso de Omega Geração o Fundo que está vendendo inicialmente 16.066.536ações é o WP FIP (WP INcome Fundo de Investimentos em Participações). Importante ressaltar, que o fato do fundo estar vendendo sua participação não significa que o projeto seja ruim, ou que não valha a pena. Existem fundos que tem o objetivo de pegar empresas médias, fazê-las crescer e depois vender na oferta publica inicial de ações.

No caso do IPO de Omega Geração, este Fundo (WP FIP) irá vender todas as suas ações e os outros dois fundos (BJJ FIP e FIP Lambda3) irão manter as suas ações, como mostra a foto abaixo.
porque-empresas-fazem-ipo-02

 

Agora que já entendemos o motivo que faz uma empresa abrir capital na bolsa, outra pergunta que é normal me fazerem por e-mail é:

Depois que a empresa abre capital na bolsa ela não recebe mais dinheiro algum? Não entra nenhum capital novo na empresa?

A resposta a essa pergunta é não.

A empresa de capital aberto ganha mais comumente de duas formas após ter realizado a abertura de capital na bolsa.

A primeira delas é no custo de financiamento. Como as empresas de capital aberto, são reguladas por regras da CVM, estas são obrigadas a divulgar balanços e informações auditadas. Muitas vezes, as agencias de risco avaliam a capacidade dessas empresas de honrar as suas obrigações, e tendo uma boa gestão e bons ratings, elas costumam conseguir taxas de financiamento e empréstimos bem menores que empresas de capital fechado, ou empresas limitadas. Percebam que nesta hipótese não está entrando dinheiro diretamente no caixa da empresa pelos acionistas, mas o custo do capital será menor gerando menores despesas financeiras futuras, facilitando a viabilidade dos projetos de investimento e aumentando o lucro de todos os acionistas (minoritários e controladores).

A segunda forma de levantar capital é via subscrição de ações. Normalmente a subscrição de ações é uma nova emissão de ações dentro do limite estipulado de aumento de capital na AGO ou AGE (Assembleia Geral). Neste caso, os acionistas têm o direito de comprar algumas ações, normalmente com algum deságio no preço, e esse dinheiro levantado entra no caixa da empresa.

Para ilustrar melhor essa operação, veja a subscrição de ações que os acionistas do Banco ABC (abcb4) estão podendo realizar agora.

porque-empresas-fazem-ipo-01

 

As principais informações que podemos encontrar neste comunicado retirado do site de RI do Banco clique aqui ==  são:  a quantidade de novas ações emitidas (6.566.746 ações), o preço de cada ação (R$ 13,39), o deságio aplicado (20% sobre o preço dos últimos 10 pregões) e a proporção (3,521105112%).

Essa proporção significa que um acionista que possui 1000 ações do Banco, poderá adquirir 35 novas ações a um preço de R$ 13,37. Para isso o acionista gastará R$ 467,95. Para comprar 35 ações que no mercado custariam R$ 584,85. Vejam que é uma forma de trazer caixa para a empresa e, além disso, fazer com que o acionista seja beneficiado com um desconto.

O Banco ABC usa essa estratégia semestralmente. E uma última conta, o Banco irá emitir 6.566.746 ações e irá cobrar R$13,37 por cada uma delas, logo entrará no caixa do Banco o total de R$87.797.394,02 (ou mais de 87 milhões de reais). Isso exemplifica que a empresa continua podendo captar dinheiro mesmo após a captação inicial de recursos.

Haverá muitos outros IPO ainda nesse ano, principalmente por causa da conjunção de fatores favoráveis da economia brasileira atual. Cenário de queda de juros, com inflação controlada e volta do crescimento da economia. Assim, espero que vocês tenham entendido porque é importante para uma empresa abrir capital e ser negociada na bolsa de valores.

            Outra pergunta que sempre me fazem é a seguinte:

Eu não acredito em IPO. Pra mim, os controladores enfeitam a empresa para vender mais caro. Todas elas caem de preço depois.

A resposta dessa pergunta com um estudo dos IPOs que ocorreram nos últimos anos eu vou fazer em um próximo artigo.

por-que-empresas-fazem-ipoConheça a nova área de membros do site Dica de Hoje com cinco estratégias para que a sua carteira avance para o próximo nível. Torne-se um membro Gold e tenha acesso também à área da Carteira Dica de Hoje Restrita que possui relatórios semanais com recomendações. E, além disso, um vídeo analisando uma empresa nova por semana, inclusive determinando seu preço justo. Clique aqui  e conheça.

 

Abraços e Bons Investimentos

Daniel Nigri  analista CNPI