Demanda robusta e cortes de oferta levam aço na China a tocar recorde

0
10

Os preços do aço na China saltaram para níveis recorde nesta terça-feira, impulsionados por uma forte demanda doméstica e preocupações com cortes de produção no país, maior fabricante e exportador global do material usado em construção e na indústria.

O contrato maio do vergalhão de aço na bolsa de futuros de Xangai fechou o pregão diurno com alta de 2,1%, a 5.180 iuanes (791 dólares) por tonelada, após ter subido mais cedo para 5.200 iuanes, o maior nível já registrado ao menos desde 2011.

Restrições à produção no pólo siderúrgico chinês de Tangshan durante a época de maior demanda reduziram os estoques em armazéns comerciais e criaram um “ambiente altista” para o mercado, disseram analistas da Sinosteel Futures em nota.

Na última quinta-feira, o ministério chinês da indústria e o órgão estatal de planejamento anunciaram planos de fiscalização para averiguar a implementação de cortes na capacidade em centros produtivos do país, reiterando a intenção de cortar a produção em 2021 para reduzir emissões.

Os futuros do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian recuaram, com o contrato mais ativo, para setembro, recuando 0,6%, para 971 iuanes por tonelada.

Na bolsa de Cingapura, o contrato mais ativo, para maio, subiu 0,3%, para 161,25 dólares por tonelada.

Fonte: Investing

Quer ter acesso as nossas  carteiras? FIIs, Ações e outras áreas do site?