Destaques do Mercado: Minério em alta, petróleo em queda e reunião do COPOM

0
21

Bolsas e petróleo (8h)

China (Shanghai Comp.): +0,78% (pregão encerrado)

Japão (Nikkei 225): +0,52 (pregão encerrado)

Alemanha (DAX): +0,63%

Londres (FTSE 100): +0,49%

Petróleo Brent: -1,32% (US$ 67,97). O brent é referência para a Petrobras.

Petróleo WTI: -1,29% (US$ 64,54).

Futuros de ações em Nova York

Às 8h01 em Wall Street, o Dow Jones futuro operava em queda de 0,14% e o S&P 500 futuro com valorização de 0,03%. Nasdaq futuro subia 0,50%.

Minério de ferro na China

O contrato futuro mais líquido do minério de ferro negociado na bolsa de Dalian, na China, teve alta de 3,8%, cotado em 1070 iuanes por tonelada (164,6 dólares/tonelada). A cotação em Dalian pode impactar os papéis da brasileira Vale (VALE3).

Petrobras

A Petrobras (PETR4) informou que seu Comitê de Pessoas realizará reunião nesta terça, 16. Na agenda, entre outras pautas, está a análise da indicação de Joaquim Silva e Luna para a presidência da estatal,  podendo, ou não, haver manifestação desse Comitê nesta data.

Ministro novo e mais vacina

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na noite da segunda-feira, 15, ter acertado a nomeação do médico Marcelo Queiroga como ministro da Saúde. Ele é presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Mais cedo, também na segunda-feira, o ministro que está deixando o cargo, Eduardo Pazuello, anunciou a compra de 100 milhões de doses da vacina da Pfizer-BioNTech, que devem ser entregues até setembro.

O Brasil vive o pior momento da pandemia com aumento de mortes e contaminações e a vacinação avançando lentamente. O estado de São Paulo entrou na ‘Fase Emergencial’, a mais rigorosa.

Começa reunião do Copom

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil começa hoje seu encontro que será concluído na quarta.

Amanhã o Comitê de Política Monetária (Copom) divulga, às 18h30, a nova taxa Selic. Se depender da aposta majoritária dos analistas ligados ao mercado, a taxa básica de juros será elevada em 0,50 ponto percentual.

A última decisão do Copom que elevou a Selic é de julho de 2015. Na ocasião, a taxa passou de 13,75% para 14,25% ao ano. Depois disso, entremeada com períodos de estabilidade, a taxa caiu até atingir a mínima histórica de 2% anuais em agosto de 2020. Esse patamar foi mantido nos últimos sete meses.

Fonte: Finance News

Quer ter acesso as nossas  carteiras? FIIs, Ações e outras áreas do site?