Analise Facebook (FBOK)

0
32

Estamos aqui para mais um texto de apresentação de ações estrangeiras. Vamos falar do Facebook.

Você usa a rede social Facebook?

Acredito que você utilizou mais no passado e que agora esteja usando mais outras redes sociais, correto?

Mas é bom salientar que a companhia Facebook compreende também outras empresas e, com isso, uma pluralidade de receitas, aliado a alto potencial, que vamos conhecer no decorrer desse texto.

Vamos então aos produtos da companhia:

  • Facebook

O Facebook possibilita que os usuários se conectem, compartilhem, descubram e se comuniquem entre si, tanto por computadores quanto por celulares. Essas funções podem ser acessadas através do News Feed, Stories, Marketplace e Watch.

  • Instagram

O Instagram é um lugar onde as pessoas podem se expressar por fotos, vídeos e mensagens privadas, e isso pode ser feito no Feed ou nos Stories, além de seguir suas empresas, pessoas e páginas preferidas.

  • Messenger

O Messenger é um aplicativo de mensagens simples para que se viabilize a conexão entre amigos, familiares, grupos e empresas.

  • WhatsApp

O WhatsApp também é um aplicativo de mensagens simples, confiável e seguro, usado por pessoas e empresas de todo o mundo para se comunicarem.

  • Oculus

Conjunto de hardware, software e desenvolvedor que permite que pessoas de todo o mundo se unam e se conectem através dos produtos de realidade virtual.

Certo, agora que sabemos onde encontramos a empresa, vamos ver como ela ganha dinheiro.

Praticamente toda a receita da companhia é gerada a partir da venda de canais de publicidade. Os anúncios podem aparecer em vários lugares, incluindo Facebook, Instagram, Messenger e aplicativos e sites de terceiros.

Fonte: Facebook

Essas outras receitas incluem os valores recebidos de desenvolvedores que usam a infraestrutura da companhia e também de dispositivos de hardware.

Esses anúncios permitem que as empresas contratantes alcancem pessoas baseadas em diversos fatores, como idade, sexo, local, interesses e comportamentos.

Podemos observar também, de acordo com o resultado do último trimestre, a origem das receitas por região:

Fonte: Facebook

O WhatsApp virou notícia há aproximadamente duas semanas, após o anúncio de que seria possível a realização de pagamentos online através da plataforma, em parceria com a Cielo.

Por mais que o Banco Central do Brasil tenha interrompido, por ora, essa funcionalidade, esse movimento evidencia a postura e o potencial de monetização do WhatsApp.

Esse é um universo que nos próximos meses e anos deverá ser muito mais explorado pela companhia, possibilitando parcerias não só com empresas de terceiros, como também com as empresas de dentro do grupo. Essa funcionalidade do WhatsApp conta com proteção do Facebook Pay.

Essas integrações entre marcas próprias podem ajudar também, por exemplo, a própria rede social Facebook, já que outras redes estão ocupando seu espaço.

Essa perda de espaço é fruto das mudanças de hábitos frequentes por parte dos usuários, e pode ser ainda expandida devido às alterações nas leis vigentes de diversos países, que buscam uma maior proteção e armazenamento dos dados de redes sociais.

Em relação às mudanças nas leis, alguns países estão considerando e outros já aprovaram legislações com objetivo de proteger dados ou exigindo armazenamentos e processamentos que podem aumentar o custo e a complexidade da prestação dos serviços da companhia.

Já as mudanças dos hábitos dos consumidores podem servir para ilustrar a pergunta do início desse texto.

A rede social Facebook era muito mais usada antigamente em países em que tinha uma força maior, como o Brasil, por exemplo, e acabou perdendo espaço para o Instagram, marca que também pertence à companhia.

Entretanto, o problema não é o Instagram em si.

As pessoas, em geral, anseiam por novidade, ainda mais quando ela é relacionada à tecnologia. Isso pode ser muito bem ilustrado com a nova moda do TikTok, uma rede social de vídeos rápidos caracterizada por um toque a mais de entretenimento e “comédia”.

Outro fator de risco foi evidenciado com a pandemia do coronavírus, já que a receita é gerada a partir da publicidade, e com o isolamento social e a queda das receitas das empresas de todo o mundo, isso acabou impactando negativamente os resultados da empresa, principalmente nas últimas três semanas de março.

Entretanto, em abril os resultados, segundo a companhia, foram em linha, se comparado ao mesmo período de 2019, e como ponto positivo, desde o início da pandemia houve um grande aumento de novos usuários em todos os negócios da empresa.

Não dá para negar que estamos falando de uma grande companhia, com poder para ter bom desempenho em diversos cenários e com potencial a ser explorado, principalmente através do WhatsApp.

Com isso, vamos encerrando por aqui mais uma apresentação de empresas estrangeiras.

Vale ressaltar que, ainda mais se tratando de uma empresa ligada à tecnologia, a análise tem que ser muito mais abrangente e envolver diversos fatores.

Lembrando que esse texto é apenas uma apresentação e que a análise completa do Facebook e de outras empresas estará em breve disponível em nossa carteira de ações internacionais.

Nossa nova carteira contará com diversas novidades e estará recheada de muita análise.

Em agosto! Não perca!

Abraços e bons investimentos,

Raphael Rocha.

Pra ter acesso as nossas carteiras de ações, FIIs, análises das empresas e aos relatórios, escolha um plano. (clique aqui  pra ver mais).

Já participa do nosso grupo do Telegram?

Videos, informações e novidades vem aí.

Link do grupo