O que é esta Cessão Onerosa?

0
336
cessao-onerosa-capa

O que é esta Cessão Onerosa?

Fala Pessoal! Bittencourt na área! No dia 9/abril/2019, o governo federal anunciou que fechou um acordo com a Petrobras em torno do contrato de excedente da chamada cessão onerosa. O anúncio foi feito após a reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). Pelo acordo, a Petrobras receberá um bônus de US$ 9,058 bilhões pelo aditivo de contrato. (fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2019-04/governo-e-petrobras-fecham-acordo-sobre-contrato-de-cessao-onerosa)

 

Mas o que é esta tal “Cessão Onerosa”?

Em 2010, a Petrobras adquiriu os direitos de explorar e produzir até 5 bilhões de barris de óleo equivalentes (boe – que considerada petróleo + gás natural) em seis áreas do pré-sal da Bacia de Santos (Florim, Búzios, Entorno de Lara, Nordeste de Tupi, Sul de Guará e Sul de Lula). Esta área foi cedida a Petrobras, por isso o nome “cessão”. A Petrobras pagou antecipadamente ao governo o valor R$ 74,8 bilhões ou US$ 42,5 bilhões (taxa de câmbio Real/Dólar 1,75) o que lhe deu direito de participação de 100% nas áreas definidas, com 40 anos de exploração mais 5 anos prorrogável e o pagamento de royalties de 10% ao governo. A engenharia foi criada pelo governo Lula para a empresa poder fazer uma capitalização na Bolsa de Valores e a participação do governo na empresa não ser diluída. A União, na época, usou os próprios recursos recebidos pela Petrobras para acompanhar a chamada de capital, que levantou naquele ano R$ 120 bilhões. Com isso, aumentou de 40% para 48% sua participação no controle da empresa.  

 

cessao-onerosa-01  

 

Como surgiu estes US$ 9 bi que a Petrobras vai receber?

A Petrobras entende que deve ser ressarcida por conta da queda no preço do barril do petróleo de 2010 (US$ 77 o barril em 2010), quando o contrato da cessão onerosa foi fechado, até os dias de hoje (final de 2018 – US$ 53 o barril). Então esta diferença é que o governo está ressarcindo a Petrobras! Mas, a história deste acordo anunciado não é tão simples assim quanto parece e vou explicar logo abaixo!

 

 

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

 

 Primeiro precisamos entender o que é o “Excedente da Cessão Onerosa”:

  A Petrobras com avanço nas perfurações descobriu-se que as áreas da cessão onerosa continham muito mais petróleo do que se imaginava. A estimativas indicam que existem mais de 15 bilhões de barris (boe) a mais do que os 5 bilhões de barris acordado, este excedente é chamado de “Excedente da Cessão Onerosa“. Então em junho de 2014, no governo Dilma Rousseff e com Graça Foster no comando da Petrobras, o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou a contratação direta da Petrobras para a produção do volume excedente sob regime de partilha. No entanto, poucos meses depois, em novembro de 2014, o Tribunal de Contas da União (TCU) proibiu que o governo assinasse com a Petrobras o contrato e determinou que fossem feitos antes os ajustes e revisão no contrato original. A partir daí a conversa se estendeu por mais 5 anos, até se chegar a este acordo assinado agora em abril/2019.    

Mas o que vai ser feito com este excedente da cessão onerosa?

 Então, foi decidido que este excedente será leiloado no dia 28 de outubro. Vai ser o maior leilão feito até hoje sobre as áreas do pré-sal. O Conselho Nacional de Política Energética(CNPE) também definiu que o vencedor deverá pagar à Petrobras uma compensação pelos investimentos realizados na área e, como contrapartida adquirirá uma parte dos ativos e da produção.

Nos próximos dias o CNPE definirá os critérios do bônus de assinatura do leilão, que é o valor a ser pago pelas empresas que arrematarem as áreas. A expectativa do governo é que seja arrecadado cerca de R$ 100 bilhões em bônus. Parte desse valor será usado pelo governo para compor o resultado das receitas primárias e abater o déficit fiscal, parte será usada será usada para pagar este acordo com a Petrobras e existe a expectativa que seja usado também uma parte para socorrer estados e municípios. Nos basta agora é esperar o andar desta carruagem e ver o que vai acontecer neste super leilão!  

Até a próxima, Leo Bittencourt

 

Atenção pessoal!!

O Dica de Hoje está lançando um novo curso chamado “Primeiros Passos”, que é focado para o investidor que está iniciando. Se por acaso você está com dificuldade de montar a sua carteira? E se você quer aprender a fazer uma análise simples rápida e rentável? Este curso é ideal para você!   Último dia de Venda é HOJE, 16/04. Depois a próxima turma só ano que vem!! Não deixe para última Hora!  

Além do curso possuir 46 vídeo-aulas e 3 hangouts agendados com alunos, teremos ainda um grupo exclusivo no whatsapp onde os alunos e os professores (Daniel Nigri, Patricia Rossari e o William Wohlers) participaram ativamente durantes as 16 semanas de duração do curso! Não percam esta oportunidade!   Clique aqui e tenha mais informações sobre o curso “Primeiros Passos”!

 

Está com dificuldade de achar oportunidades?

Quer receber recomendações sobre as melhores ações da Bolsa? Relatórios e Vídeos semanais de análise de empresas. Clique aqui e vire um Membro Gold (pagando menos de R$1,25 por dia!)

Veja a tabela abaixo com todos os benefícios:

Membro Bronze Carteira Z Membro Gold
Carteira PEG  Não Sim Sim
Carteira Barganhas Sim Sim Sim
Carteira P/L abaixo da Média Sim Sim Sim
Carteira Dividendos Não Sim Sim
Carteira Graham Não Sim Sim
Carteira de Greenblatt Não Sim Sim
Carteira P/VP x ROE Não Sim Sim
Carteira Z (fundos de Investimentos) Não Sim Sim
Carteira Dica de Hoje Não Não Sim
Dados de empresa Sim Sim Sim
Relatórios Dica de Hoje (ações + Fiis) Não Não Sim
Resultados de Empresas com cálculo de preço justo Não Não Sim
Panorama de Ações Sim Sim Sim
Radar de FIIs Não Não Sim
Vídeos Dica de Hoje Não Não Sim
Hangouts Não Não Sim
Descontos em Cursos Não Não Sim
Clique Gratuito R$ 239,90 anual R$ 447,00 anual

*As carteiras Membro Bronze podem ser modificadas sem aviso prévio, a qualquer momento. Confira os resultados de Porto Seguro do 4T18.

Para informações sobre o Curso de opções Dica de Hoje, clique aqui.

Abraços e Bons Investimentos!

Daniel Nigri (analista CNPI)

Com a ajuda de Leo Bittencourt

 

Disclosure

Elaborado pelo analista independente Daniel Isaac Nigri CNPI 1810, este relatório é de uso exclusivo de seu destinatário.

Este estudo é baseado em informações disponíveis ao público nos próprios sites de RI das empresas analisadas ou comparadas, consideradas confiáveis na data de publicação.

As opiniões, aqui expressas, estão sujeitas a mudanças, por se tratarem de estimativas baseadas em fundamentos e projeções de futuro que podem ou não ocorrer.

Este relatório não representa oferta de negociação de valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros.

As análises, informações e estratégias de investimento têm como único propósito fomentar o debate entre o analista responsável e os destinatários.

Sugestão aos destinatários

Os destinatários devem, portanto, desenvolver as próprias análises e estratégias. (Caminhar com as próprias pernas e ter bom senso)

Informações adicionais sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros aqui abordados podem ser obtidas mediante solicitação, e serão arquivadas por 5 anos conforme determinação da CVM.

O analista responsável pela elaboração deste relatório declara, nos termos do artigo 17º da Instrução CVM nº 483/10, que as recomendações do relatório de análise refletem única e exclusivamente a sua opinião pessoal e foram elaboradas de forma independente.

O analista Daniel Isaac Nigri CNPI é o responsável principal pelo conteúdo do relatório e pelo cumprimento do disposto no Art. 16, parágrafo único da Instrução ICVM 483/10.

 

Artigo anteriorIniciante na bolsa: Não pule os primeiros passos
Próximo artigoResultados de Via Varejo do 4T18
Meu nome é Leo Bittencourt, tenho 37 anos, sou casado e pai de 1 filho. Sou formado em Ciência da Computação pela UFRJ e sou estudioso do setor de Óleo e Gás. Sou apaixonado por praias e pela vida simples do interior, especialmente por Minas Gerais, com suas serras, cafés e comidas artesanais. Como investidor comecei com 22 anos, comprando meus primeiros "pequenos" imóveis na cidade do Rio de Janeiro. De lá pra cá, me aventurei em alguns empreendimentos e entrei no Mercado de Ações em 2010 comprando minhas primeiras ações. Hoje a minha missão é ajudar pessoas levando maiores informações possíveis sobre investimentos, mercados e empresas!