De Olho no Óleo – Panorama Semanal do setor de Petróleo e Gás Natural:

0
12

Panorama Semanal do setor de Petróleo e Gás natural (11 a 17 outubro/2020)

(Por: Leo Bittencourt)

– Produção de petróleo da Petrobras cai 5,8% em setembro:

A produção de petróleo da Petrobras totalizou 2,26 milhões de barris por dia (b/d) em setembro, representando uma queda de 5,8% em comparação com agosto, de acordo com os dados preliminares de produção da Agência Nacional do Petróleo (ANP). A produção de gás natural da companhia no mês somou 95,6 milhões de metros cúbicos por dia (m3/d), uma diminuição de 6,3% na comparação mensal. Com isso, a produção total da estatal no mês somou 2,77 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), redução de 5,9% na comparação mensal.

A menor produção da Petrobras puxou para baixo a média da produção nacional em setembro. Ao todo, o Brasil produziu 2,9 milhões de b/d de petróleo no mês, queda de 6% em relação a agosto, e 125,25 milhões de m3/d de gás natural, retração de 5,9%. A produção total nacional em setembro foi de 3,69 milhões de boe/d, diminuição de 6% em relação ao mês anterior. (Fonte: Valor Online)

– Agência Internacional de Energia diz que demanda por petróleo deve enfraquecer em 2020:

A Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) cortou sua projeção para a demanda por petróleo em 2020. De acordo com a agência, a demanda pelo produto deve perder força até o fim do ano. A IEA estima que devem ser reduzidos cerca de 200 mil barris por dia (bpd), caindo para 91,7 milhões de bpd, na segunda revisão para baixos dos números em dois meses. “Nós esperamos que a recuperação da demanda desacelere de forma marcante no segundo semestre de 2020, com a maior parte dos ganhos fáceis já tendo sido alcançada”, disse a IEA em relatório mensal, e continua: “a desaceleração econômica levará meses para ser totalmente revertida… além disso, há o potencial de uma segunda onda do vírus pode reduzir a mobilidade novamente.” (Fonte: Panorama Offshore)

– México corta estimativa de produção de petróleo da Pemex:

O México cortou a previsão de produção de petróleo para 2021 da sua estatal Pemex (“Petróleos Mexicanos”) em 8,4%, sob o impacto da dívida de US$ 107 bilhões da estatal e da pandemia de coronavírus. A estimativa preliminar de produção no próximo ano ficou em torno de 1,857 milhão de barris por dia em relação a 2,027 milhões da previsão de abril, de acordo com esboço da proposta de orçamento de 2021 do país. Além disso, a Pemex também prevê uma redução de quase 70% das exportações de seu principal petróleo pesado, conhecido como Maya, entre 2021 e 2023. É importante destacarmos que o orçamento do México depende, em parte, do aumento da produção de petróleo, uma fonte importante de receita do governo. (Eu explico a história da fundação da PEMEX e o início da exploração de petróleo na América Latina no livro Ouro Negro). (Fonte: Bloomberg)

– Importação de petróleo e gás pela China cresce em setembro:

As importações de petróleo bruto pela China aumentaram 2,1% em setembro em relação ao mês anterior, já que algumas cargas atrasadas finalmente foram liberadas da alfândega após a diminuição de congestionamentos em portos, enquanto a capacidade de armazenamento em terra foi expandida. A China, maior importador mundial de petróleo bruto, importou 48,48 milhões de toneladas de petróleo no mês passado, segundo dados da Administração Geral das Alfândegas, o equivalente a 11,8 milhões de barris por dia (bpd). O volume é superior aos 11,18 milhões de bpd em agosto e aos 10,04 milhões de bpd de setembro do ano passado, mas ainda ficou abaixo do nível recorde de 12,94 milhões de bpd importado em junho. As instalações de armazenamento com estoques de petróleo bruto nos principais portos chineses ficaram quase cheias em julho e agosto, após compras de barganha em meio a um colapso dos preços do petróleo em abril devido à pandemia do coronavírus.

As importações de gás natural em setembro, tanto gás natural canalizado quanto liquefeito (GNL), foram de 8,66 milhões de toneladas, um aumento de 5,5% em relação ao ano anterior. (Fonte: Reuters)

– Estoques de Petróleo nos EUA:

Na última quinta-feira (dia 15/outubro) foram divulgados os números dos estoques semanais de petróleo bruto dos EUA pela agência “Energy Information Administration (EIA)”. Na semana passada foi registrado uma queda de -3,8 milhões de barris de petróleo bruto, sendo que os analistas previam uma queda de -2,8 milhões de barris. No entanto, os estoques ainda estão 11% acima da média dos últimos cinco anos, em um contexto de demanda fraca devido à pandemia do coronavírus que reduziu o consumo de energia. A queda das reservas na semana passada é explicada pela queda na produção americana de meio milhão de barris por dia (mbd) para 10,5 mbd, devido às interrupções no Golfo do México pelo furacão Delta. (Fonte: AFP)

– Número de sondas americanas em atividades:

Ontem foi divulgado, pela empresa de serviços de energia Baker Hughes, a contagem do número de sondas de perfuração em atividade nos EUA. A contagem desta semana registrou um aumento de 12 novas sondas em relação semana passada, o primeiro grande aumento em meses, chegando a um total de 205 sondas de perfuração em atividade. Na semana passada esta contagem tinha alcançado 193 sondas. Desde início de junho/2020, a contagem de sondas não passava do total de 200 e há 5 semanas este número vem aumentando aos poucos. Aparentemente pode ser um sinal de retomada da produção americana de Shale-Oil. Vamos ficar de olho! (Fonte: EUA – Contagem de Sondas Baker Hughes – Investing.com)

– Panorama Semanal do preço do Barril do Petróleo:

Os preços do petróleo recuaram nesta sexta-feira, pressionados por preocupações de que um aumento nos casos de Covid-19 na Europa e nos EUA reduza a demanda em duas das maiores regiões consumidoras de combustível no mundo. Alguns países europeus estão revivendo toques de recolher e lockdowns para combater o aumento de novos casos de coronavírus, com os britânicos impondo restrições mais severas em Londres a partir desta sexta-feira.

Nesta semana também aconteceu a reunião do comitê técnico da Opep+, segundo informações a Opep e aliados cumpriram suas metas de cortes de oferta em setembro, embora haja preocupações de que a retomada na demanda por combustíveis permaneça estagnada pelo aumento no número de casos de coronavírus em todo o mundo. Mesmo assim, a Opep+ pretende começar a flexibilizar seus cortes de produção de petróleo em 2021, conforme planejado, devendo reduzir seus atuais cortes de oferta de 7,7 milhões de barris por dia (bpd) em 2 milhões de bpd em janeiro.

Os contratos futuros do Brent para o mês de dezembro, terminaram o dia com uma queda de -0,81%, encerrando o dia negociados a US$ 42,81 o barril na Intercontinental Exchange (ICE), em Londres. Os preços do WTI para o mês de novembro apresentaram uma queda de -0,46%, sendo negociado a US$ 40,77 o barril na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex). No acumulado semanal, a referência global Brent se manteve praticamente estável com leve queda de -0,09% e a referência americana WTI subiu 0,42%. (Fonte: Reuters / Investing.com)

Até a próxima semana!

Abraços

Leo Bittencourt

DESCUBRA O PODER EXPLOSIVO DAS SMALL CAPS NESSE EVENTO 100% ONLINE E 100% GRATUITO!!

Nesse workshop, o Daniel Nigri mostrará em detalhes: O que são Small Caps e seu potencial de rentabilidade? Como as Small Caps performaram durante a crise? Veja que as melhores ações dos últimos anos eram Small Caps!

Clique aqui e se inscreva no workshop!

ATENÇÃO TEMOS NOVIDADES!!! O Dica de Hoje lançou uma Área Internacional. Ela reúne boas estratégias em investimento que aplicam parte do patrimônio no exterior. Contam com profissionais qualificados e equipe competente. Uma opção mais viável para quem quer diversificar e investir lá fora.

Venha conosco nessa jornada e conheça os detalhes dessa nova área Premium!

Você já conhece a nossa conheça a nossa nova ESTRATÉGIA XEQUE-MATE?

Clique aqui e descubra a estratégia que permite aos grandes investidores lucros até mesmo durante a pior das crises. Conheça os detalhes da metodologia Anti-crise, provada e comprovada do DIVIDENDOS 3X, que pode multiplicar os rendimentos das ações (Mesmo em um ano de fracos Dividendos!).

Você conhece os nossos planos de assinaturas?

– Clique aqui e escolha um plano “Dica de Hoje” que que se adeque melhor a seu perfil!

Escolha um dos Planos “Dica de Hoje”:

– Plano “Ações – Dica de Hoje”: Plano mensal / Plano anual

– Plano “Combo Ações + FIIS – Dica de Hoje”: Plano mensal /  Plano anual

Você já adquiriu o nosso livro OURO NEGRO??

Clique aqui e tenha em mãos a incrível história do Petróleo da sua origem até os dias de hoje (incluindo notícias até dezembro de 2019)! São 160 anos de história com muitas curiosidades, fotos, e foi escrito de forma bem simples e descontraída!