Insight Internacional: Preço Importa? E o Value vs Growth

0
5

A política de juro zero hoje vigente no mundo “empurra” investidores cada vez mais para investimentos de risco. O gráfico abaixo compara a expansão monetária com a expansão do múltiplo Preço/Lucro (price/earnings) do S&P500 (fonte). A ideia subjacente aqui é a de que a expansão monetária e o juro zero fazem com que você pague mais caro pelos ativos… ou a de que o P/E “justo” do S&P deveria ser 100x, de acordo com o caminhão de dinheiro jogado na economia.

Existem várias filosofias de investimentos, e duas das principais são as de investimento em valor e de investimento em crescimento, ou ainda, uma terceira via, que seria uma simbiose entre as duas, que é o que eu, Eliseu, mais acredito, procurando realizar uma série de avaliações e verificar se há ou não uma margem de segurança adequada ao investir. Por margem de segurança entende-se a possibilidade de investir com uma segurança, um valor mínimo que tem que valer hipoteticamente um ativo, compreendendo a diferença entre o valor de mercado e o valor intrínseco de um ativo. Calcular esse valor intrínseco não é uma unanimidade entre os investidores, porém isso traz uma probabilidade maior de acerto nos investimentos.

Essa diferença entre os approaches de investir em valor e crescimento em raros períodos atingiu uma diferença tão grande como no momento atual. Nos EUA, usando o ETF de crescimento do S&P500 e o ETF focado em investimento em valor, podemos ver objetivamente a grande diferença:

Veremos as ações consideradas de valor obterem um retorno acima das de growth. O gráfico abaixo corrobora ao exposto acima

Por estarmos em um período de eleições presidenciais americanas, com uma expectativa próxima de uma vacina e volta controlada ao normal e uma continuação nos estímulos, esses fatores favorecem historicamente os investimentos em valor

Além disso, temos uma diferença grande entre os valuations de mercados emergentes e o S&P 500, como podemos ver abaixo:

Preço importa?

Abaixo um estudo realizado entre 1933 e 2012 pela Charles Schwabb nos Estados Unidos, país que moro atualmente. Nesse estudo mostra-se que a compra no suposto “momento certo” (perfect timming), traz pouca diferença para a construção de patrimônio de longo prazo, para aquele indivíduo que não acerta perfeitamente o timming, que executa o popular “preço médio”. Preço médio ou momento certo, o fato que é que ambas são melhores do que a manutenção dos recursos em caixa.

Ficar fora do mercado não garante maiores retornos. Nesse outro estudo do Business Insider vemos o impacto da filosofia do Buy and Hold durante 30 anos, estando no mercado o tempo todo! O retorno médio foi de 8,4% ao ano. Já para o investidor que perdeu os 5 melhores dias da bolsa nesse período de 30 anos, o retorno foi para 6,69%, em média. Em caso de perda dos 10 melhores dias, o retorno foi para 5,61%. Com perda dos 20 melhores dias, o retorno foi para 3,84% ao ano, e, com perda dos 25 melhores dias, o retorno foi para 3,06% ao ano!

Você pode investir em empresas que crescem e se tornar um investidor de valor. é buscar a margem de segurança. Atualmente, e nessa nova economia, algumas empresas de qualidade oferecem mais margem de segurança que outras.

Fonte: Investing/ Bugg dia 14/09/2020

Artigo estudo  de William Alves 

https://bugg.com.br/

Dica Internacional

Não deixe de diversificar seus Investimentos.

Uma carteira de REITS e três de ações

Os detalhes estão na pagina abaixo.

Pagina com os detalhes