Preço x Aumento de Margem

1
477

Preço x Aumento de margem

Uma das formas mais tradicionais de analisarmos o desempenho de uma empresa é analisar a sua operação. Analisar os pontos fortes e fracos da empresa, sua estratégia de crescimento, suas vantagens competitivas, barreiras a entrada e etc… Mas, muitas vezes, analisamos apenas os lucros e a geração de caixa, ou endividamento e acabamos ficando bitolados nos números e esquecemos do principal que se resume a esta pergunta.

O que gera valor para a empresa?

O valor de uma empresa é gerado pela eficiência de sua produção, por uma melhor logística, menores custos com armazenamento e estocagem, redução de capacidade ociosa e menores custos com a produção ou com a geração do serviço dela, dentre muitos outros fatores operacionais.

Há alguns meses escrevi um artigo sobre margens aqui no site inclusive eu coloquei Duratex como exemplo. Quem ainda não leu vale a pena ler esse artigo, antes de continuar nesse.

Hoje iremos falar sobre a importância da margem Bruta nesse processo. Irei apresentar a análise da margem bruta das empresas do IBX100 de 1 ano para cá e veremos quais tiveram alterações significativamente positivas. Veremos, também, se os crescimentos de preços que estão sendo verificados agora, têm respaldo na melhora de suas operações.

Recapitulando a Margem Bruta pode ser explicada na figura abaixo:

margem-preço-01Elaborado pelo autor

 

 Margem Bruta = Lucro Bruto / Receita Líquida

 

O importante aqui é perceber que a empresa pode aumentar a margem bruta  de duas formas. A primeira, e mais óbvia seria se reduzisse os custos com a produção ou com a prestação de seu serviço e mantivesse uma receita igual. E a outra forma que será muito normal em um mercado expansionista que veremos a partir deste segundo semestre no Brasil, é algo que chamamos de recomposição de margens. As margens ficaram muito reduzidas, devido a toda crise econômica que o país passou nos últimos anos. Empresas tiveram que absorver aumentos de custos para não perder receitas. Tiveram que produzir menos e perderam economia de escala. Esse fator está pronto para ser invertido, e com isso a receita deve aumentar a um percentual maior que os custos, melhorando assim a margem bruta das empresas.

Abaixo, eu fiz um gráfico com as vendas de pares de calçados de Grendene apenas para ilustrar como existiu uma retração grande nas vendas e como as empresas tentaram se manter da forma que conseguiram.

margem-preço-02

Elaborado pelo autor com dados desse site

 

Percebe-se que foi um momento difícil para a indústria, mas agora estamos com o futuro a frente e muitas dessas empresas estão com capacidade ociosa. Grendene, por exemplo, em 2013 se preparou para fabricar 250 milhões de pares de sapatos ao ano, quando ela ainda vendia 215 milhões.

Isso significa que as empresas têm condição de crescer muito sem fazer investimentos relevantes.

Agora, entramos na segunda parte do nosso artigo: Quais ações já conseguiram melhorar suas margens do 2T2016 (anualizado) para o 2T2017 (anualizado), e o que aconteceu com suas ações?

Vejam a tabela abaixo que eu montei com dados do GuianvestPro  E por falar nisso, eu estou lá na rede Guiainvest sempre postando os meus trabalhos na #dicadehoje

margem-preço-03

 

Na cor verde, vemos as empresas que melhoraram suas margens brutas a taxas superiores a 8%, nesse período. Confesso que não fiquei surpreso ao ver várias empresas do setor de siderurgia e mineração. O preço das commodities como ferro e minério subiu muito esse ano. Além disso, vemos algumas empresas elétricas e de saneamento, que melhoraram as margens, provavelmente por ter tido mais chuvas nesse ano comparado com os anos de 2015 e 2016. Fugindo desses setores temos: Odontoprev, Randon, Natura e Gol.

Agora vamos ver como se comportaram os preços dessas ações que melhoraram suas operações na figura abaixo.

margem-preço-04

 

Olhem como a melhora das margens brutas, ocasionada seja por aumento das receitas ou por redução dos custos de produção trazem melhoras para o preço da ação também. Todas as ações subiram. É como eu falo sempre:

 

 

No Longo Prazo, o preço das ações refletem os fundamentos das empresas

 

Algumas pessoas irão dizer que a bolsa toda subiu. Então, eu montei a tabela comparada ao Ibovespa, que realmente teve uma alta expressiva nesses 15 meses de 44%. Das 11 empresas, 6 subiram mais que o índice, 1 ficou empatada com o índice e 4 subiram menos que o IBOV.

 

Observação: Esse estudo isoladamente, não deve ser levado em consideração para balizar a compra de qualquer ação. As ações de siderurgia e mineração, tiveram altas expressivas, porque com preço das commodities tão baixos em 2016, os analistas estimavam o pior cenário possível. Quando você pega uma ação com uma expectativa muito ruim, e ela dá uma resultado médio, ela melhora muito. Enquanto isso, ações como odontoprev que tinham boas expectativas ano passado, confirmaram essas premissas e subiram menos. Terça feira, eu entrevistei Anderson Lueders, autor do livro Investindo em Small Caps que está a venda nas livrarias on-line e ele falou bastante sobre essa questão do previsto x realizado. Assista ao Hangout aqui.

 

Espero que vocês tenham gostado do artigo de hoje. Para terminar um leitor assíduo nosso, o Agnaldo, me perguntou quais cursos eu recomendo que sejam bem amplos em termos de investimento e que comecem desde o início. Eu recomendo esses dois produtos. O curso do Primo Rico que inclui entrevistas bem interessantes com pessoas de sucesso também. , e o GIWay Fase3 Como acumular Riqueza

São cursos mais caros, mas que não se restringem a ações .

Já, o Danilo pediu para eu indicar curso de fundos imobiliários: Eu gosto desse da Rexperts que deixam inclusive você ver a primeira aula grátis

 

Abraços e Bons Investimentos

Daniel Nigri   analista CNPI

 

 

Conheça as carteiras da área de Membros Gold

 

 

 

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.