Como o risco, o seu retorno e o tempo estão relacionados

0
150
Como o risco, o seu retorno e o tempo estão relacionados Com certeza você já deve ter ouvido dizer:

Como o risco, o seu retorno e o tempo estão relacionados

Com certeza você já deve ter ouvido dizer: “Sem risco não há retorno”. Mas você sabia que o tempo pode realmente diminuir seu risco e aumentar sua recompensa?

Resumo:

  • Diferentes tipos de investimentos têm diferentes níveis de risco.
  • Quanto mais tempo você mantiver seu dinheiro investido, maiores serão suas chances de superar momentos de queda.
  • Seus ganhos de investimento podem crescer exponencialmente ao longo do tempo, à medida que seus investimentos vão rendendo.

 

Será que Investir é um negócio arriscado?

Quando algumas pessoas pensam em investir, elas se concentram no potencial de grandes retornos e na possibilidade de achar a nova Magazine Luiza, comprando ações desconhecidas que aumentariam de valor muitas vezes.

Outras pessoas não investem, baseadas no medo do risco, ou seja, na possibilidade de perder tudo em caso de um colapso do mercado ou em uma má escolha de ações.

Quem está certo?

Bem, a verdade é que todo investimento envolve algum risco.

Também é verdade que o investimento é uma das melhores maneiras de aumentar a quantidade de dinheiro que você tem disponível para atingir seus objetivos.

(embora uma expectativa de riqueza imediata seja altamente irreal).

De fato, normalmente existe uma relação direta entre a quantidade de risco envolvida em um investimento e a quantidade potencial de dinheiro que ele pode gerar.

Diferentes tipos de investimentos se encaixam nessa filosofia de recompensa de risco.

Não importa qual seja seu objetivo, você pode encontrar investimentos que possam ajudá-lo a alcançar seu objetivo sem assumir riscos desnecessários.

Inclusive faremos uma semana de Fundos Imobiliários gratuita para você aprender muito mais sobre este tipo de investimento(clique aqui).

 

O tempo está ao seu lado

Aqui está o ingrediente secreto que pode tornar os investimentos menos arriscados: tempo.

“Débora, como assim?”

Se você investisse no mercado de ações por 1 ano, sua chance de perder dinheiro seria maior que 1 em 4 (25%).

Mas se você investisse por 10 anos, esse número cairia para cerca de 1 em 25 (4%) – e depois de 20 anos, a zero.

 

Alguns cuidados

Se você investir em apenas alguns fundos ou em várias ações do mesmo setor, o tempo não tornará necessariamente a sua carteira mais segura.

Basta perguntar a alguém que detinha ações da Petrobrás ou desse setor nos últimos anos, apenas para ver que seu patrimônio pode se reduzir da noite para o dia.

A razão pela qual funciona uma carteira diversificada de investimentos é que, com o tempo, costuma haver mais “vencedores” do que “perdedores”.

E os investimentos que ganham dinheiro compensam os que perdem.

Além disso, você deve deixar seu dinheiro investido o tempo todo.

Se você sacar seu dinheiro quando o mercado cair e começar a comprar novamente quando o mercado voltar a subir, simplesmente se enfiará em um buraco.

Aquele “bom” e velho ditado: comprar na alta e vender na baixa.

 

Quanto mais tempo você tiver, mais você se beneficia

A passagem do tempo não apenas ajuda a diminuir o risco, como também potencialmente aumenta os retornos do investimento.

Não acredite que você possa dobrar seu dinheiro todos os anos! Mas esse é um ponto importante para você entender:

Quando seu investimento inicial é maior, seus retornos também são maiores. E com o tempo, isso pode aumentar significativamente.

Não entendeu? Vamos lá.

Como regra geral, se seus investimentos retornassem 6% ao ano, você dobraria seu investimento a cada 12 anos.

Por exemplo, se você ganhar 6% ao ano em um investimento de R$ 10.000,00, ganhará R$ 600,00 no primeiro ano.

Sendo assim, você já começa o segundo ano com R$ 10.600,00 – sendo que com esses 6% a.a., você receberá R$ 636,00.

No vigésimo ano deste exemplo hipotético, você ganhará mais de R$ 1.800,00 – e seu saldo terá aumentado mais de 200%.

 

Outra ressalva

Se você sacar esses rendimentos da sua conta e gastá-los todos os anos, seu saldo nunca aumentará – nem seus ganhos anuais.

Portanto, em vez de ganhar mais de R$ 20.000,00 em 20 anos, você coletaria seus R$ 600,00 por ano, totalizando apenas R$ 12.000,00.

Se, em vez disso, você deixar seu dinheiro em paz, quietinho e descansando, os rendimentos acabarão se tornando maiores do que os ganhos do seu investimento original.

 

Ou seja, deixe seu dinheiro descansando e apresente o melhor amigo que ele pode ter: o tempo.

 

 

Artigo anteriorE o múltiplo? Ele diz tudo o que tu precisas saber?
Próximo artigoProjeções para 2020. E o que isso significa?
Formada em Direito pela PUC-RJ, Débora Toledo é advogada tributarista e assessora de investimentos especializada em alta renda. Fez curso de Gestão de Empresas Familiares na Fundação Getúlio Vargas (FGV-RJ), mesma instituição onde ESTUDOU MBA em Mercados Capitais, atualmente cursando MBA em agronegócio pela Esalq/ USP 70% de sua cartela de clientes é formada por famílias do agronegócio. Atuante há 10 anos também em planejamento patrimonial, Débora aborda temas relacionados a dólar, commodities, investimentos para alta renda ou segmentos private, macroeconomia, planejamento familiar e agronegócio.