De Olho no Óleo

0
14

Olá pessoal!! A partir de hoje estamos começando a divulgação do nosso novo periódico “De olho no Óleo”, que vai trazer as principais notícias e informações da semana do setor de Petróleo e Gás Natural.

Não percam!! Vamos publicar todo sábado aqui no nosso site!

Panorama Semanal do setor de Petróleo e Gás natural (19 a 25/julho/2020)

(Por: Leo Bittencourt)

– Petrobras solicita licença ao Ibama para a implantação de 12 FPSOs no pré-sal da Bacia de Santos e a reativação da FPSO Mero:

A Petrobras (código B3: PETR3/PETR4) solicitou licença ao Ibama para a implantação de 12 FPSOs no pré-sal da Bacia de Santos e a reativação do FPSO Mero (com capacidade para produzir 50 mil b/d). São quatro novas unidades para o campo de Búzios (FPSOs de Búzios 9, 10, 11 e 12), além dos FPSOs de Sépia 2, Atapu 2, Sururu e Revitalização de Lula. A estatal também pediu licença para unidades nas áreas de Sagitário, Uirapuru, Três Marias e Aram, em fase de exploração.

Os FPSOs do campo de Búzios (unidades 9, 10, 11 e 12) são os mais robustos da lista. Os quatro têm capacidade de produção prevista de 225 mil b/d e processamento de 12 milhões de m³/d de gás natural, que serão reinjetados. O primeiro óleo das plataformas está previsto para ocorrer entre junho de 2025 e novembro de 2027. Segundo maior produtor do país, o campo de Búzios conta com quatro unidades em operação (P-74, P-75, P-76 e P-77) e outra em construção, o FPSO Almirante Barroso. (Fonte: Petróleo Hoje – Laís Carregosa)

– Petrobras conclui a venda da TAG:

A Petrobras (código B3: PETR3/PETR4) informou, por meio de uma nota no dia 20/julho, que conclui a venda da sua participação remanescente de 10% na Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG), para o grupo formado pela ENGIE (código B3: EGIE3) e pelo fundo canadense Caisse de Dépôt et Placement du Québec (CDPQ). O valor da transação foi de R$ 1,1 bilhão. Os outros 90% da TAG já tinham sido vendidos pela Petrobras para o mesmo consórcio, em junho do ano passado, por R$ 33,5 bilhões em valores da época.

Essa diferença de valor gerou um certo “desconforto” no mercado, mas que foi prontamente explicada pela companhia, ao afirmar que o valor de venda dos 10% é relativamente menor porque a dívida da TAG aumentou de R$ 2 bilhões em meados de 2019 para R$ 23 bilhões atualmente.

Segundo a empresa, esta operação de venda está alinhada com sua estratégia de otimização de seu portfólio e de melhoria de alocação de capital, além de representar um importante marco para abertura do setor de gás natural no Brasil (compromisso assumido junto ao CADE).

A TAG detém autorizações de longo prazo para operar e administrar um sistema de gasodutos de cerca de 4,5 mil km de extensão, localizados principalmente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, com capacidade instalada de 75 milhões de metros cúbicos por dia (m3/d). (Fonte: site de RI da Petrobras)

Eneva utiliza técnicas de Machine Learning na exploração de gás natural:

A Eneva (código B3: ENEV3) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Puc-Rio), por meio do Instituto Tecgraf, anunciaram a criação da ferramenta ALINE (Automated Learning Intelligence for Exploration), que permite a Eneva interpretar dados sísmicos, reduzindo os riscos da atividade. A primeira versão está sendo testada próximo aos poços de exploração de gás natural do Complexo Parnaíba, no Maranhão. A segunda fase do projeto consiste no aprimoramento dos algoritmos e na inserção de novos dados.

A técnica “Machine Learning”, ou aprendizado de máquina, é um campo da ciência da computação que confere aos computadores a capacidade de aprender com seus próprios erros e, a partir deles, fazer previsões de dados. (Fonte: CanalEnergia.com.br)

ANP: Produção de petróleo e gás no Brasil atinge 3,821 mi boe/d em junho:

Segundo informado pelo ANP, na última terça-feira, a produção de petróleo e gás natural no Brasil subiu 9,6% em junho em relação a maio, para 3,821 milhões de barris equivalentes de petróleo por dia (boe/d). A produção somente de petróleo subiu 8,9%, para 3,013 milhões de barris dia (b/d), voltando ao patamar perdido após a pandemia de Covid-19. O gás natural também teve produção maior, de 128,4 milhões de metros cúbicos diários, 12,3% a mais do que no mês anterior.

A ANP informou ainda que a produção de petróleo da Petrobras teve alta de 9,2%, para 2,234 milhões de b/d. A produção de gás natural da estatal subiu para 97,2 milhões de metros cúbicos, contra os 88,9 milhões de metros cúbicos produzidos em maio. (Fonte: ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis)

Iraque aumenta exportação de petróleo em julho:

Parece que o Iraque ainda não está cumprindo o nível de cortes com que se comprometeu com a OPEP+ e está exportando bem mais que o indicado por sua programação de embarques para julho. As exportações de petróleo do Iraque (o segundo maior produtor da OPEP) aumentaram até o momento em julho, apresentando uma média 2,70 milhões de barris por dia (bpd) nos primeiros 20 dias do mês.

A OPEP+ começaram um corte recorde de oferta a partir de maio para impulsionar os preços do petróleo, impactados pela crise do coronavírus. Segundo o acordo, o Iraque deve cortar a produção em 1,06 milhão de bpd, mas pelos dados parece que o país não vai cumprir essa programação. (Eu explico a história da criação da OPEP e OPEP+ no livro Ouro Negro). (Fonte: Reuters)

Estoques de Petróleo no EUA:

Na última quarta-feira (dia 22/julho) foram divulgados os números dos estoques semanais de petróleo bruto dos EUA pela agência “Energy Information Administration (EIA)”. Foi registrado um aumento no estoque de 4,892 milhões de barris de petróleo bruto, maior que a projeção do mercado de redução de -2,088 milhões de barris. Segundo a agência, esta semana subiram as importações de petróleo nos EUA e as refinarias processaram menos. Esse aumento do estoque acaba pressionando para baixo o preço do barril. (Fonte: Investing.com)

Número de sondas americanas em atividades:

Ontem foi divulgado a contagem do número de sondas de perfuração em atividade nos EUA divulgado pela empresa de serviços de energia Baker Hughes. A contagem desta semana registrou um total de 181 sondas de perfuração em atividades, representando um aumento de 1 sonda em relação à semana passada. Este é um movimento bem interessante, visto que desde do dia 20/março/2020 estavam sendo registradas quedas nesta contagem. Em 20/março/2020 foram registradas 664 sondas em atividades. No artigo da semana passada eu apresentei o gráfico desta contagem. (Fonte: EUA – Contagem de Sondas Baker Hughes – Investing.com)

Refinarias na China atingiram recordes em junho:

A S&P Global Platts informou que o rendimento das refinarias domésticas da China subiu 9% na comparação anual, atingindo uma alta histórica de 14,14 milhões de barris por dia em junho, citando dados da Administração Geral de Alfândegas. Segundo Phil Flynn, analista sênior de mercado do Price Futures Group, “as refinarias chinesas operadas em julho provavelmente atingiram altas recordes, pois as empresas elevaram as taxas médias de operação para 84% da capacidade”. (Fonte: Valor Online)

Panorama Semanal do preço do Barril do Petróleo:

O Petróleo fechou a sexta em leve alta e acumula ganhos na semana. Os contratos futuros do Brent para o mês de setembro avançaram 0,06%, encerrando o dia negociados a US$ 43,34 o barril na ICE, em Londres. Os preços do WTI para o mesmo mês avançaram 0,53%, a US$ 41,29 o barril na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex). No acumulado semanal, as referências global e americana subiram 0,13% e 1,17%, respectivamente.

Os investidores estão levando em conta sinais de melhora na atividade econômica global (com dados positivos da Europa), mas nesta semana pesou contra o cenário de crescentes tensões geopolíticas entre EUA e China. (Fonte: Valor Online)

Até a próxima semana!

Abraços

Leo Bittencourt

Você conhece os nossos planos de assinaturas?

Clique aqui e escolha um plano “Dica de Hoje” que que se adeque melhor a seu perfil!

Escolha um dos Planos “Dica de Hoje”:

– Plano “Ações – Dica de Hoje”: Plano mensal / Plano anual

– Plano “Combo Ações + FIIS – Dica de Hoje”: Plano mensal /  Plano anual

Você já adquiriu o nosso livro OURO NEGRO??

Clique aqui e tenha em mãos a incrível história do Petróleo da sua origem até os dias de hoje (incluindo notícias até dezembro de 2019)! São 160 anos de história com muitas curiosidades, fotos, e foi escrito de forma bem simples e descontraída!