– Petrobras prevê investir US$ 300 milhões até 2025 em refinarias que não serão vendidas:

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (24) o lançamento de um programa que prevê investimentos de US$ 300 milhões até 2025 para aumentar a eficiência e desempenho de refinarias que não estão no plano de desinvestimentos da companhia. A estatal disse que tem o “objetivo de estar entre as melhores companhias refinadoras de petróleo no mundo” com o plano chamado “RefTop-refino de classe mundial“.

A Petrobras afirmou que as unidades que receberão os aportes serão as refinarias: Presidente Bernardes (RPBC – Cubatão/SP), Duque de Caxias (REDUC – Duque de Caxias/RJ), Capuava (RECAP – Mauá/SP), Paulínia (REPLAN – Paulínia/SP) e Henrique Lage (REVAP – São José dos Campos/SP). Os investimentos do programa já estão incluídos nos US$ 3,7 bilhões que a empresa prevê para a área de refino no Plano Estratégico 2021-2025.

A Petrobras também informou que vai interromper o processamento na Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco, entre os meses de junho e agosto, para a primeira parada programada de manutenção da unidade. A RNEST tem capacidade para processar 130 mil barris de petróleo por dia, com foco na produção de diesel (70%). Foi projetada para produzir diesel com baixo teor de enxofre (S-10). Entrou em operação em 2014. De acordo com dados da ANP, foi responsável pelo processamento de 8,841 milhões de barris de petróleo no primeiro trimestre de 2021, cerca de 5,42% de toda a carga processada no país no período. A média diária foi de 99 mil barris/dia. (Fonte: Reuters / EPBR)

– Produção de gás natural da China aumenta 11,6% entre janeiro e abril:

A China registrou um crescimento constante em sua produção de gás natural durante os primeiros quatro meses do ano, mostram dados oficiais. A produção de gás natural do país aumentou 11,6% em termos anuais, para 70,2 bilhões de metros cúbicos durante o período, de acordo com dados do Departamento Nacional de Estatísticas (DNE). O número aumentou 23,1% em comparação com o nível de 2019, colocando o crescimento médio de janeiro a abril em 10,9% para 2020 e 2021.

Só em abril, a produção de gás natural da China chegou a 16,9 bilhões de metros cúbicos, um aumento anual de 7%, e a produção média diária chegou a 560 milhões de metros cúbicos. As importações de gás natural do país nos primeiros quatro meses aumentaram 22,4% em termos anuais, para 39,46 milhões de toneladas, de acordo com o DNE. (Fonte: Xinhuanet.com)

– Reservas de petróleo da Rússia durarão mais 59 anos e reservas de gás mais 103 anos:

O ministro dos Recursos Naturais da Rússia, Alexander Kozlov, afirmou que a Rússia tem petróleo extraível suficiente ainda no solo para manter a produção por mais 59 anos e reservas de gás que podem ser exploradas por mais 103 anos. “A disponibilidade de todas as reservas de petróleo com produção existente é de 59 anos, dado o nível de produção atual, e para o gás natural é de 103 anos”, disse Kozlov. “Mas entendemos que isso é apenas um equilíbrio geral. Há campos que estão sendo desbloqueados, enquanto há campos que ainda estão para atingir a carga total. De qualquer forma, temos que melhorar a exploração geológica, incluindo a exploração em áreas remotas. Temos o objetivo de carregar a Rota do Mar do Norte [NSR], os hidrocarbonetos se tornarão sua base.

A maior parte da produção de petróleo da Rússia está concentrada, e tem sido desde os tempos soviéticos, no oeste da Sibéria, no entanto, o leste da Sibéria, que tem uma geografia muito semelhante e acredita-se que possui reservas significativas não exploradas, permanece subdesenvolvido. Mais recentemente, a Rússia também começou a explorar a região ártica que também é pensada para deter ainda mais reservas e está se tornando cada vez mais acessível graças ao derretimento do gelo devido ao aquecimento global. (Fonte: O Petroleo.com.br) (Eu apresento as maiores empresas russas de petróleo no livro Ouro Negro)

– Estoques de Petróleo nos EUA:

Na última quarta-feira (26/maio) foram divulgados os números dos estoques semanais de petróleo bruto dos EUA pela agência “Energy Information Administration (EIA)”. Os estoques de petróleo caíram 1,662 milhão de barris na semana passada em comparação com as expectativas dos analistas de uma queda de 1,05 milhão de barris.

Os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo para aquecimento, caíram 3,013 milhões de barris na semana contra as expectativas de uma queda de 1,9 milhão de barris, mostraram os dados da EIA.

O refino de petróleo foi de 123.000 barris. A taxa semanal de utilização das refinarias aumentou 0,7%. Os estoques de gasolina caíram 1,745 milhão de barris na semana passada em comparação com as expectativas de uma queda de 614.000 barris. (Fonte: Investing.com)

– Número de sondas americanas em atividades:

Ontem foi divulgado, pela empresa de serviços de energia Baker Hughes, a contagem do número de sondas de perfuração em atividade nos EUA. A contagem desta semana registrou um aumento de 3 sondas em relação semana passada, registrando um total de 359 sondas de perfuração em atividade. Na semana retrasada esta contagem tinha registrado um aumento de 4 sondas totalizando 356 sondas. Esses dados indicam um sinal de retomada da produção americana de Shale-Oil, no entanto, ainda está bem longe de recuperar os números de antes da pandemia, quando registrava em março a faixa de 680 sondas em atividades. Vamos ficar de olho! (Fonte: EUA – Contagem de Sondas Baker Hughes – Investing.com)

– Panorama Semanal do preço do Barril do Petróleo:

Os contratos futuros de petróleo fecharam em baixa nesta sexta-feira, encerrando uma semana de alta, na qual o mercado foi influenciado pelas tratativas por questões nucleares entre potências globais e o Irã. A commodity chegou a operar em alta durante o dia, com as perspectivas para a retomada na demanda impulsionando o mercado. Mas os preços sofreram correção ao final do dia, depois de ter cinco avanços consecutivos.

O petróleo chegou a operar em alta, impulsionado por “dados econômicos e apetite por risco de investidores” no mercado, aponta o banco alemão Commerzbank. “As preocupações com a demanda por causa da pandemia estão dando lugar ao otimismo em vista do rápido retorno dos consumidores“, indicou o banco. Sobre as tratativas nucleares, o Commerzbank aponta que “as exportações de petróleo iraniano não devem retornar tão cedo“. O vice-ministro das Relações Exteriores do Irã diminuiu as expectativas de que qualquer avanço será alcançado em breve nas negociações que estão atualmente em andamento em Viena, indicou o banco alemão.

O mercado de petróleo observa ainda as questões relativas a metas ambientais das maiores empresas do setor, especialmente depois que investidores ativistas ganharam assentos na Exxon Mobil. Além disso, um tribunal europeu decidiu que a Royal Dutch Shell terá de reduzir suas emissões líquidas de carbono em 45% até 2030, em comparação com os níveis de 2019. “Essas ações representam uma mudança substancial no cenário para as empresas de petróleo, que anteriormente prevaleciam nos tribunais, e em grande parte afastam votos significativos dos acionistas, em questões relacionadas ao clima“, avalia a Moody’s, sugerindo possíveis aumentos de “risco”.

Os contratos futuros do Brent para o mês de agosto/2021, terminaram o dia com uma queda de -0,27%, encerrando o dia negociados a US$ 69,01 o barril na Intercontinental Exchange (ICE), em Londres. preços do WTI para o mês de julho/2021 apresentaram uma queda de -0,28%, sendo negociado a US$ 66,66 o barril na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex). No acumulado semanal, a referência global Brent apresentou uma alta de 3,87% e a referência americana WTI alta de 4,84%. (Fonte: Estadão Conteúdo / Investing.com)

Até a próxima semana!

Abraços

Leo Bittencourt

DESCUBRA O PODER EXPLOSIVO DAS SMALL CAPS! CONHEÇA A NOSSA NOVA CARTEIRA:

SMALL CAPS: A LISTA DAS AÇÕES MAIS EXPLOSIVAS DA BOLSA DE VALORES

Venha descobrir as ações que poderão se valorizar muito em pouco tempo!

ATENÇÃO TEMOS NOVIDADES!!! O Dica de Hoje lançou uma Área Internacional. Ela reúne boas estratégias em investimento que aplicam parte do patrimônio no exterior. Contam com profissionais qualificados e equipe competente. Uma opção mais viável para quem quer diversificar e investir lá fora.

Venha conosco nessa jornada e conheça os detalhes dessa nova área Premium!

Você já conhece a nossa conheça a nossa nova ESTRATÉGIA XEQUE-MATE?

Clique aqui e descubra a estratégia que permite aos grandes investidores lucros até mesmo durante a pior das crises. Conheça os detalhes da metodologia Anti-crise, provada e comprovada do DIVIDENDOS 3X, que pode multiplicar os rendimentos das ações (Mesmo em um ano de fracos Dividendos!).

Você conhece os nossos planos de assinaturas?

– Clique aqui e escolha um plano “Dica de Hoje” que que se adeque melhor a seu perfil!

Escolha um dos Planos “Dica de Hoje”:

– Plano “Ações – Dica de Hoje”: Plano mensal / Plano anual

– Plano “Combo Ações + FIIS – Dica de Hoje”: Plano mensal /  Plano anual

Você já adquiriu o nosso livro OURO NEGRO??

Clique aqui e tenha em mãos a incrível história do Petróleo da sua origem até os dias de hoje (incluindo notícias até dezembro de 2019)! São 160 anos de história com muitas curiosidades, fotos, e foi escrito de forma bem simples e descontraída!

 

Leonardo Bittencourt

Meu nome é Leo Bittencourt, tenho 37 anos, sou casado e pai de 1 filho. Sou formado em Ciência da Computação pela UFRJ e sou estudioso do setor de Óleo e Gás. Sou apaixonado por praias e pela vida simples do interior, especialmente por Minas Gerais, com suas serras, cafés e comidas artesanais. Como investidor comecei com 22 anos, comprando meus primeiros "pequenos" imóveis na cidade do Rio de Janeiro. De lá pra cá, me aventurei em alguns empreendimentos e entrei no Mercado de Ações em 2010 comprando minhas primeiras ações. Hoje a minha missão é ajudar pessoas levando maiores informações possíveis sobre investimentos, mercados e empresas!