Panorama Semanal do setor de Petróleo e Gás natural (19 a 25/setembro/2021)

(Por: Leo Bittencourt)

– OPEP manterá acordo de produção de petróleo em outubro, diz ministro iraquiano:

A OPEP e seus aliados tentarão manter os preços do petróleo em 70 dólares por barril no primeiro trimestre de 2022, disse o ministro do petróleo do Iraque no último domingo, acrescentando que o grupo deve cumprir seu atual acordo de produção quando se reunir em outubro “se os preços se mantiverem estáveis”.

As exportações totais de petróleo do Iraque, incluindo as da região do Curdistão no norte do país, devem ficar em uma média de 3,4 milhões de barris por dia em setembro, disse o ministro Ihsan Abdul Jabbar, em entrevista coletiva em Bagdá. (Fonte: Reuters)

– Preços do gás sobem na Europa, mas Rússia não abre o registro:

Os preços do gás não param de subir na Europa, mas a Rússia, principal fornecedor do Velho Continente, não abre o registro para, assim, manter sua posição de sócio inevitável. A cada semana são registrados recordes e com a chegada do inverno, as altas vão repercutir no bolso dos consumidores.

O aumento se deve a um conjunto de fatores: recuperação econômica global, tensão no mercado de gás natural liquefeito (GNL), baixos níveis de armazenamento na Europa, obras e um incêndio, em agosto, nas infraestruturas russas que diminuiu a oferta. “Os preços na Europa já tinham batido todos os recordes possíveis. E talvez em um futuro próximo voltem a bater“, declarou na sexta Alexei Miller, diretor da Gazprom.

A mensagem russa é clara: o aumento das exportações para a Europa passará pelo polêmico gasoduto Nord Stream 2 até a Alemanha, que acaba de concluir após um acordo entre Berlim e Washington para evitar sanções econômicas.

Não há dúvidas de que uma rápida entrada em serviço do Nord Stream 2 equilibrará consideravelmente os parâmetros de preços do gás natural na Europa“, disse o porta-voz do Kremlin esta semana. Mas para isso é necessário o aval do regulador alemão e muitos países europeus temem que Moscou use a dependência energética com fins políticos.

Segundo Dmitri Marinshenko, da agência de classificação de risco Fitch, a Rússia quer “demonstrar que a Europa enfrentará um mercado de gás mais restrito sem o Nord Stream 2“. E, consequentemente, a preços mais altos.

O gasoduto não deve entrar em serviço antes de 2022 e o caminho não parece fácil. (Eu escrevi sobre as maiores empresas de Petróleo da Rússia no livro Ouro Negro(Fonte: Reuters)

– Terminal de regaseificação em Suape (Pernambuco) trará investimento de R$ 1,5 bilhão:

A implantação de um terminal de regaseificação (Regás) no Complexo Industrial Portuário de Suape, prevista para o primeiro semestre de 2022, deve gerar investimentos da ordem de R$ 1,5 bilhão para Pernambuco. O tema foi discutido pelo governador Paulo Câmara em uma reunião com sua equipe, no dia 16/setembro. O montante corresponde aos aportes em infraestrutura, visando a implantação da unidade, que receberá um navio indústria – Floating Ship Regaseification Unit (FSRU) – para viabilização da operação, por meio de gasodutos interligados a uma Estação de Transferência de Custódia (ETC).

Durante o processo de instalação do terminal, cerca de 2,5 mil empregos serão gerados, e com a unidade em funcionamento, outros 300 postos de trabalho deverão ser criados. “A instalação do terminal de Regás será muito importante dentro do projeto de planejamento do futuro de Pernambuco, e vai garantir efetivamente que o Porto de Suape esteja cada vez mais preparado, dando condições para que o gás chegue a todos os cantos do Estado e seja utilizado cada vez mais como fonte de energia para os projetos prioritários e para as indústrias que já funcionam aqui”, destacou Paulo Câmara.

O gás natural que chegará por Suape atenderá não só as indústrias do complexo, mas também outros empreendimentos instalados em Pernambuco e na região. Esse é um importante passo para o fomento do segmento – por meio do mercado aberto – e para o meio ambiente, por ser um gás menos poluente. Com isso, Suape reforça os conceitos de sustentabilidade dentro e fora do porto”, ressaltou o diretor-presidente do Porto de Suape, Roberto Gusmão. (Fonte: www.portosenavios.com.br)

– Estoques de Petróleo nos EUA:

Na última quarta-feira (22/setembro) foram divulgados os números dos estoques semanais de petróleo bruto dos EUA pela agência “Energy Information Administration (EIA)”.

Os estoques de petróleo bruto dos EUA caíram mais uma vez mais do que o esperado na semana passada. Uma queda de 3,481 milhões de barris, totalizando um estoque de 414 milhões de barris, a mínima desde outubro de 2018. O resultado foi de um recuo maior do que o previsto por analistas, de 2,4 milhões de barris.

Os estoques de gasolina subiram em 3,474 milhões de barris, a 221,6 milhões de barris, contrariando a expectativa de analistas de queda de 1 milhão de barris. Já os de destilados caíram 2,554 milhões de barris, a 129,3 milhões de barris, quando a previsão era de queda de 900 mil.

A taxa de utilização da capacidade das refinarias americanas subiu de 82,1% na semana anterior para 87,5% na mais recente, ante expectativa de 83,9%.

Já a produção média diária dos EUA subiu de 10,1 milhões de barris na semana passada para 10,6 milhões de barris por dia com retorno gradativo das operações das instalações de petróleo no Golfo do México. (Fonte: Investing.com / Reuters)

– Número de sondas americanas em atividades:

Ontem foi divulgado, pela empresa de serviços de energia Baker Hughes, a contagem do número de sondas de perfuração em atividade nos EUA. A contagem desta semana registrou um aumento de 10 sondas em relação semana passada, registrando um total de 421 sondas de perfuração em atividade. Na semana retrasada esta contagem tinha registrado um aumento de 10 sondas totalizando 411 sondas. Esses dados indicam um sinal de retomada da produção americana de Shale-Oil, no entanto, ainda está bem longe de recuperar os números de antes da pandemia, quando registrava em março a faixa de 680 sondas em atividades. Vamos ficar de olho! (Fonte: EUA – Contagem de Sondas Baker Hughes – Investing.com)

– Panorama Semanal do preço do Barril do Petróleo:

Os preços do petróleo subiram pela terceira semana consecutiva para uma máxima de quase três anos nesta sexta-feira, uma vez que as interrupções na produção global forçaram as empresas de energia a retirarem grandes quantidades de petróleo dos estoques.

Esse foi o maior fechamento para o Brent desde outubro de 2018 e para o WTI desde julho de 2021, ambos pelo segundo dia consecutivo. Além disso, esta foi a terceira semana de ganhos para o Brent e a quinta para o WTI, principalmente devido às interrupções de produção na Costa do Golfo dos EUA diante do furacão Ida no final de agosto.

As perspectivas de amenização da pandemia e aumento da mobilidade estimulam as projeções de maior procura pelo produto, assim como a atual crise energética na Europa, que sugere uma maior busca pelo petróleo como alternativa ao gás.

Os fundamentos de oferta e demanda de curto prazo sugerem que o mercado permanecerá apertado durante os próximos meses, aponta Edward Moya, analista da Oanda. Segundo ele, a perspectiva da demanda está se tornando bastante otimista, já que alguns modelos preveem um declínio constante nos casos de covid-19 até março, indica, lembrando que as viagens de férias continuarão a aumentar, apoiando a demanda de combustível de aviação. Além disso, Moya lembra que os baixos estoques de gás natural e um inverno frio para o hemisfério norte podem significar aumento da demanda por petróleo como fonte alternativa de energia.

A alta do dólar limitou os ganhos, assim como o fato de o ministro iraniano das Relações Exteriores, Hossein Amirabdollahian, ter dito que as negociações do acordo nuclear com o país serão retomadas em breve, lembra o analista. Já a Rystad Energy indica que a liberação de reservas chinesas de petróleo buscando conter os preços teve pouco efeito, com o mercado avaliando que os volumes não foram significativos.

 Os contratos futuros do Brent para o mês de novembro/2021, terminaram o dia com uma alta de 1,04%, encerrando o dia negociados a US$ 78,02 o barril na Intercontinental Exchange (ICE), em Londres. Os preços do WTI para o mês de novembro/2021 apresentaram uma alta de 0,93%, sendo negociado a US$ 73,98 o barril na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex). No acumulado semanal, a referência global Brent apresentou uma alta de 3,60% e a referência americana WTI aumento de 2,79%. (Fonte: Reuters / Estadão Conteúdo)

Até a próxima semana!

Abraços

Leo Bittencourt

(Especialista no Setor de Petróleo e Gás)

DESCUBRA O PODER EXPLOSIVO DAS SMALL CAPS! CONHEÇA A NOSSA NOVA CARTEIRA:

SMALL CAPS: A LISTA DAS AÇÕES MAIS EXPLOSIVAS DA BOLSA DE VALORES

Venha descobrir as ações que poderão se valorizar muito em pouco tempo!

O Dica de Hoje também lançou uma Área Internacional. Ela reúne boas estratégias em investimento que aplicam parte do patrimônio no exterior. Contam com profissionais qualificados e equipe competente. Uma opção mais viável para quem quer diversificar e investir lá fora.

Descubra a estratégia que permite aos grandes investidores lucros até mesmo durante a pior das crises. Conheça os detalhes da metodologia Anti-crise, provada e comprovada do DIVIDENDOS 3X, que pode multiplicar os rendimentos das ações (Mesmo em um ano de fracos Dividendos!).

 

Você conhece os nossos planos de assinaturas?

Plano Combo Ações + FIIS – Dica de Hoje 

Plano Renda Fixa

Fundos Imobiliários

Plano Carteira Z – Fundos de Investimento

 

Você já adquiriu o nosso livro OURO NEGRO??

Clique aqui e tenha em mãos a incrível história do Petróleo da sua origem até os dias de hoje (incluindo notícias até dezembro de 2019)! São 160 anos de história com muitas curiosidades, fotos, e foi escrito de forma bem simples e descontraída!

 

Leonardo Bittencourt

Meu nome é Leo Bittencourt, tenho 37 anos, sou casado e pai de 1 filho. Sou formado em Ciência da Computação pela UFRJ e sou estudioso do setor de Óleo e Gás. Sou apaixonado por praias e pela vida simples do interior, especialmente por Minas Gerais, com suas serras, cafés e comidas artesanais. Como investidor comecei com 22 anos, comprando meus primeiros "pequenos" imóveis na cidade do Rio de Janeiro. De lá pra cá, me aventurei em alguns empreendimentos e entrei no Mercado de Ações em 2010 comprando minhas primeiras ações. Hoje a minha missão é ajudar pessoas levando maiores informações possíveis sobre investimentos, mercados e empresas!