O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel em todo o país, registrou inflação de 0,78% em julho deste ano, taxa superior ao 0,60% de junho. Com o resultado, o IGP-M acumula 15,98% no ano e 33,83% em 12 meses, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), que fez a pesquisa.

A alta de junho para julho foi puxada pelos preços no atacado e no varejo. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, subiu de 0,42% em junho para 0,71% em julho. Já o Índice de Preços ao Consumidor, que apura o varejo, passou de 0,57% para 0,83% no período.

Por outro lado, a inflação do Índice Nacional de Custo da Construção caiu 2,30% em junho para 1,24% em julho.

Composição do índice

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que possui peso de 60% na composição do IGP-M, subiu 071% em junho, ante 0,42% em maio. A taxa do grupo Bens Finais variou 1,08% em julho, enquanto no mês anterior, a variação havia sido de 1,32%.

Segundo a FGV, a principal contribuição a aceleração do IPA em julho partiu do subgrupo de alimentos processados, cuja taxa passou de 2,45% para 1,36%, no mesmo período.

A taxa do grupo Bens Intermediários passou de 1,78% em junho para 1,15% em julho, sendo que a maior influência sobre esse resultado partiu do subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cujo variação passou de 1,71% em junho para 0,11% em julho.

Todos os planos com 7 dias de garantia de reembolso

Dica Ações

Combo

Beginner

Confira nossas assinaturas Premium

 Small Caps 

IDENTIFICANDO AS AÇÕES QUE PODERÃO SE VALORIZAR MUITO PONTENCIAL.

Link Small Caps

Dica Internacional

DESCUBRA UMA MANEIRA SIMPLES E MUITO VANTAJOSA DE DIVERSIFICAR A SUA CARTEIRA E AMPLIAR O SEU PATRIMÔNIO ATRAVÉS DE DIVIDENDOS EM DÓLAR.

Link Dica internacional