Taxas: Elas não vão te destruir (Carteira Z)

0
182
taxas

Taxas: Elas não vão te destruir (Carteira Z)

Nesse tempo em que estamos caminhando no Projeto da Carteira Z – Dica de Hoje, temos recebido algumas dúvidas recorrentes e uma delas iremos transcorrer abaixo:

Antes da dúvida, queremos convidá-lo para dar um passo adiante, rumo aos seus sonhados objetivos financeiros, adquirindo conhecimento e confiança para investir com segurança.

Podemos ajudá-lo nessa jornada. Para ser membro Gold, acesse esse link.

Olá, Zattar! Tudo bem? Parabéns pelo trabalho de ajudar as pessoas a investir sem perder o tempo precioso com a família. Então, eu estive estudando através de cursos e material da internet e conclui que não preciso ser um profissional da área pra ficar matando o tempo da minha profissão e o tempo com a minha família para estar investindo. O Brasil é um país ótimo para se investir, mas precisa de pessoas ali estudando o mercado, conversando com gestores, empresas, coisa que eu não posso fazer. Por isso, vou tomar a decisão de começar a investir através das carteiras Z. Minha dúvida é sobre as declarações do imposto de Renda anual sobre os fundos de investimentos, como funcionam? Independente da aplicação ou rendimento precisa declarar? Tenho dúvida, também, coisa que muitos comentam, sobre os custos dos fundos, como isso impacta nos rendimentos?

 

O Imposto de Renda

Muitas pessoas ficam preocupadas com relação à declaração do imposto de renda nos fundos, mas quero lhe dizer que essa é uma das grandes vantagens dos fundos: o imposto é retido na fonte. Então, não é preciso que se crie alarde. É necessário somente declarar a posição de seus fundos de investimento no campo Bens e Direitos e pronto.

Para mais detalhes sobre a tabela de imposto de renda, bem como a taxa chamada come-cotas, veja esse outro artigo que escrevemos.

Vamos falar sobre as taxas de administração que incidem sobre os fundos de investimento e da taxa performance que incidem sobre alguns.

 

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

Primeiro gostaria de provocar uma reflexão:

Imagine agora o seu melhor professor da escola ou faculdade. O mais especializado e técnico e que provou isso ao longo de sua carreira.

Qual a probabilidade de você, mesmo sendo um aluno dedicado, tirar uma nota maior que ele em um determinado concurso em que a especialidade seja da área do professor?

Talvez não seja muito grande.

Será que mesmo com alguma condição adversa (um pouco menos de tempo para fazer a prova) ou algo similar, você poderia ter um resultado melhor que ele?

Ou será que se houvesse um custo nessa prova, e esse fosse de 100 reais, valeria a pena pagar 2%, ou 2 reais, para ele fazer a prova por você?

La Carteira Z de Papel

taxas

Repare aqui que não se trata de qualquer professor, mas do seu melhor professor.

Bom, essa provocação foi somente uma metáfora para te fazer entender que um tempo a menos de prova, ou alguma condição adversa, ou até o pagamento de uma pequena taxa, mesmo assim, provavelmente, levaria o professor, com anos de especialização e experiência na área, tirar uma nota maior que a sua.

Imagine se fossem várias provas, por vários semestres. Eventualmente você poderia tirar em algum exame uma nota mais alta, mas dificilmente conseguiria um melhor resultado na média de todas as provas.

E se o professor tivesse um aumento salarial ou alguma bonificação se ele atingisse ainda um melhor aproveitamento nos exames. Você concorda que ele se esforçaria para maximizar seus resultados?

Essas condições adversas que, teoricamente, prejudicariam o professor, considero, aqui, como as taxas.

Somente para exemplificação, considerei a condição adversa do tempo ou, então, a pequena taxa de 2 reais como as taxas de administração, e o prêmio por um resultado melhor, a taxa de performance.

Dito isto, vamos explicar o que significa cada uma das taxas:

Taxa de administração:

Essa taxa é cobrada pela gestão/administração do fundo e remunera todos os profissionais e empresas que se encontram envolvidas no fundo: Gestor, Administrador, Custodiante, Distribuidor e Auditor.

Taxa de Performance:

Essa taxa premia o gestor por um resultado além do seu benchmarking (sua referência).

Vejamos um exemplo:

Taxa de performance de 20% do que exceder o Ibovespa.

Nesse caso, provavelmente, trata-se de um fundo de ações. Digamos que o índice (média de todas as empresas da bolsa) rendeu 5% em determinado mês. Se o fundo render mais de 6% (20% a mais), o gestor será remunerado em 20% pelo seu esforço. Digamos que o fundo, no mês de referência, rendeu 10%, ou seja 100% acima do Ibovespa. Os 20% da taxa de performance, que incidirão sobre os 4%, serão a parte do gestor. Ou seja, 0,80%. A conta final será 10% – 0,8%= 9,2%. O investidor terá como rentabilidade líquida daquele mês 9,2%.

A questão, que muitos se perguntam, é se vale a pena pagar essa taxa adicional para a gestão. Nós entendemos que, se realmente ela for eficiente ao longo do tempo, vale sim.

Isso, obviamente, requer um acompanhamento para saber se os fundamentos do fundo continuam intactos. Em outros artigos ajudaremos a identificar esses fundamentos.

O que você preferiria: Pagar a taxa de performance e administração do exemplo acima e conseguir de rentabilidade líquida 9,2% ou não pagar taxa alguma e obter 5% de rentabilidade líquida? Parece óbvio, não?

Note que não falamos que qualquer fundo de investimento é bom ou satisfatório, pelo contrário, a minoria realmente produz resultados efetivos, como em qualquer outro tipo de investimento. Nós perseguimos essas exceções.

Acima vemos um fundo que rendeu nos últimos 10 anos quase 300% líquido.

Ou seja, mesmo com as taxas de administração e de performance que lhe são cabíveis, o capital do investidor se multiplicou por 3 vezes nesse período.

No mesmo período, o CDI rendeu 178,67% e o Ibovespa 16,79%.

Analisamos esse fundo, que é da categoria quantitativa, no nosso relatório do dia 12 de outubro, explicando todos os seus detalhes e no próximo relatório quinzenal, dia 26 de outubro, postaremos um bate papo com o gestor, no qual tivemos o privilégio de falar desse fundo para saber suas perspectivas futuras.

Conclusão

O que gostaríamos de deixar claro nesse artigo é que há um caminho extraordinário estudando as melhores gestões dos fundos de investimento. Se você é um profissional do ramo e pode dedicar horas de seu dia para a análise de empresas, e acredita que consegue melhores resultados que os grandes gestores, não há nada de errado em seguir esse caminho solo, mas salientamos que o estudo e a montagem de uma carteira resiliente de fundos de investimento, de acordo com o seu perfil, pode te levar a resultados fantásticos. Estamos aqui para te ajudar nessa jornada.

O primeiro lote da Turma II do Curso – Análise Fundamentalista & Precificação de Ativos já se encerrou, porém você ainda pode entrar nessa verdadeira imersão dos investimentos, clicando aqui.

Para se tornar membro Gold e ter acesso às nossas análises, carteiras e ter  acesso a todo o material Dica de Hoje, pagando o equivalente a apenas R$ 37,25 mensais no plano anual, acesse esse link.

Para conhecer a Carteira Z e ter direito aos relatórios quinzenais, além de atualização periódica das Carteiras, pelo equivalente a R$ 14,90 mensais, clique no link.

 

Abraços e bons investimentos.

RAFAEL ZATTAR

Artigo anteriorAções de indústria e varejo: Perguntas e Respostas
Próximo artigoVale e Petrobrás: Análise Completa
Rafael Zattar, Administrador de Empresas, Pós graduando em Gestão Pública e especialista em fundos de investimento. Ele se encantou pelo mundo dos fundos de investimento pela possibilidade de poder estudar as melhores gestões e selecionar a nata desse universo e, ao mesmo tempo, ajudar as pessoas a focarem em suas atividades profissionais para turbinar os aportes acompanhando as análises da Carteira Z. Apaixonado pela família, a sua avó Zenilda é o amor de sua vida e a inspiração de todos os dias. Tem como companheira de vida e parceira Stella e filho da batalhadora Silvia e sua irmã Carla, analista do Ministério Público, além de sua melhor amiga, é a revisora dos textos da Carteira Z.