Resultados de Braskem do 4T18

0
184
braskem-capa

Resultados de Braskem do 4T18

AES Tietê (código Bovespa: BRKM5 e BRKM3)

RESUMÃO – Resultados 4T18:

(Data de divulgação: 14/Março/2019)

(Dados retirados do site de RI)

 

– Estratégia da Empresa:

A Braskem é líder na produção de resinas termoplásticas (PE+PP+PVC) nas Américas sendo a maior produtora de PP (“Polipropileno”) nos EUA e líder na produção de PE (“Polietileno”) no México. É a única companhia do setor petroquímico integrada no Brasil com unidades industriais (Petroquímicos Básicos, Poliolefinas e Vinílicos) localizadas no país e no exterior (México, Estados Unidos e Europa). Em 2018, o progresso físico da construção da sua nova planta de PP nos Estados Unidos atingiu 48,3% (com investimento total já realizado de US$ 382 milhões), além disso, a Braskem assinou um contrato para compra de energia eólica que viabilizará a expansão do Complexo de Folha Larga, na Bahia e fez uma parceria com a Siemens para investirem aproximadamente R$ 600 milhões na modernização do sistema termoelétrico da unidade do Polo do ABC, através da substituição de algumas turbinas à base de vapor por motores elétricos de alta eficiência. Neste ano, a Braskem também deu início à sua transformação digital, com cerca de 50 iniciativas, cobrindo áreas como Operações Industriais, Marketing, Vendas, Supply Chain e Corporativa. O avanço nessas iniciativas é fundamental para que a Braskem continue à frente do processo de inovação que acompanha a indústria petroquímica global, e se coloque na posição de reduzir custo e capturar vantagens competitivas, que constantemente surgem de novas tecnologias.      

– Composição Acionária:

resultados-de-braskem-01

 

 

– Destaques por regiões:

– Brasil:

A demanda de resinas (PE, PP e PVC) foi de 5,2 milhões de toneladas, uma expansão de 2,4% em relação a 2017, explicada pela melhora no nível de atividade econômica, impulsionada pela demanda dos setores agrícola, cosméticos, farmacêutico e de embalagens para alimentos. Destaca-se o mercado de PVC que apresentou um crescimento de 1,4% após 4 anos consecutivos de retração. As vendas de resinas totalizaram 3,4 milhões de toneladas, 2% inferior a 2017 e a dos principais químicos foram 1% superior a 2017, totalizando 2,9 milhões de toneladas. Em 2018 as exportações de resinas foram de 1,3 milhão de toneladas e as dos principais químicos, 571 mil toneladas, 14% e 31% inferiores a 2017, respectivamente.Em 2018 as unidades do Brasil e exportações apresentaram EBITDA de US$ 1.905 milhões (R$ 6.985 milhões), representando 61% do consolidado de segmentos da Braskem. resultados-de-braskem-02    

– Estados Unidos e Europa:

A demanda de PP no mercado norte-americano foi aproximadamente 3% superior quando comparado a 2017, com destaque para os segmentos de tampas e filme orientado, muito utilizado em embalagens de alimentos. Em relação ao mercado europeu, a demanda de PP apresentou uma queda ante 2017, seguindo o fraco desempenho econômico da região, em particular de países como Alemanha e Itália. Em 2018 as unidades dos Estados Unidos e Europa apresentaram EBITDA de US$ 608 milhões (R$ 2.208 milhões), representando 19% do consolidado de segmentos da Braskem. resultados-de-braskem-03    

– México:

A demanda de PE no México foi de 2,1 milhões de toneladas ante 2,0 milhões de toneladas em 2017, representando um crescimento de 2,7%. Os setores que mais influenciaram este crescimento foram soprados e filmes/laminados, muito utilizados no segmento de embalagens alimentícias e de higiene. As vendas de PE foram 18% inferiores a 2017, totalizando 799 mil toneladas, das quais 67% foram direcionadas para atendimento do mercado mexicano.No ano, a unidade do México apresentou EBITDA de US$ 617 milhões (R$ 2.251) milhões, representando 20% do consolidado de segmentos da Braskem.  

 

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

– Destaques Operacionais e Financeiros:

 

– EBITDA:

O EBITDA consolidado da Braskem em Real apresentou uma redução de -8% em relação ao ano de 2017 e o EBITDA consolidado em dólar teve uma redução de -20% em relação ao ano de 2017.  

– Resultado Financeiro Líquido:

Despesas financeiras: redução de R$ 50 milhões em relação ao 3T18, explicada pela apreciação do real em 3% no período sobre a exposição líquida consolidada e menores juros sobre financiamento. Em 2018, apresentou uma redução de -20% em relação a 2017. Receitas financeiras: inferiores ao 3T18(-41%) e 2017(-2%), em ambos períodos influenciadas pela redução da taxa de juros básica do Brasil. Variações cambiais líquidas: em relação ao 4T18, foram impactadas pela depreciação do peso mexicano frente ao dólar sobre o saldo devedor do mútuo da Braskem Idesa e pela despesa com a transição do hedge accounting de exportação que estava represada no patrimônio líquido. Quando comparadas a 2017, foram impactadas pela depreciação do real no período sobre a exposição líquida do resultado financeiro não designado para hedge accounting e pela despesa com a transição do hedge accounting de exportação, que estava represada no patrimônio líquido.    

– Endividamento:

Em 31 de dezembro de 2018, o prazo médio do endividamento era de cerca de 14 anos e o custo médio ponderado da dívida da Braskem era de variação cambial + 5,52%. No ano destacam-se as seguintes captações de dívida: US$ 158 milhões (R$ 610,5 milhões) com para nova planta de PP nos Estados Unidos e US$ 295 milhões para fins corporativos. No final do ano a Dívida Bruta consolidada era de US$ 9,214 milhões (sendo 97% da dívida em US$) e a companhia tinha US$ 1.794 em Caixa e Aplicações Financeiras que garante a cobertura dos vencimentos de dívida dos próximos 40 meses.A alavancagem medida pela relação dívida líquida/EBITDA em dólares, ao final de 2018 foi de 2,06x. resultados-de-braskem-06    

– Geração Livre de Caixa:

No 4T18, a geração livre de caixa da Braskem foi 72% inferior ao 3T18, explicada pelo menor EBITDA no período, parcialmente compensado pela variação positiva do capital de giro operacional. No acumulado de 2018, a geração livre de caixa foi de R$ 7.068 milhões sendo 187% superior à 2017, explicada principalmente: pela variação positiva do capital de giro operacional; pela depreciação do real frente ao dólar; pelo menor pagamento de imposto de renda nos Estados Unidos; e pelo menor pagamento de juros. resultados-de-braskem-07  

– Lucro Líquido:

Em 2018, o lucro líquido foi de R$ 2.867 milhões, 30% inferior que o ano de 2017 (R$ 4.133 milhões). No 4T18, a companhia apresentou um prejuízo de –R$ 179 milhões. resultados-de-braskem-08    

Conclusão sobre os resultados de Braskem do 4T18:

Confesso que ao olhar os controladores já me dá vontade de ficar longe dessa empresa. Imagina ser sócio de uma empresa que a Odebrecht é dona de 50,1% do capital votante e a Petrobrás é dona de 47% deste Capital e as duas controlam em conjunto. Dois símbolos da corrupção recente no país, talvez os dois maiores. Mas analisar empresas e investir é exatamente procurar descontos, conhecer os riscos e decidir ao investir ou não. Em Dezembro de 2018, o Leonardo Bittencourt, que me ajuda neste artigo e nosso especialista na área de Petróleo e gás e responsável pela Série Ouro Negro que está nos Primeiros Passos da nossa Área de Membros, escreveu um artigo interessante sobre o Plano da Petrobrás para os próximos 15 anos, clique aqui. No mundo, principalmente Oriental, Índia, China e Arábia Saudita já existe um movimento para juntar as empresas Petrolíferas como a Petrobrás, com as Petroquímicas tipo a Braskem. Abaixo coloco uma frase deste artigo do Bittencourt que mostra que embora não seja o foco da Petrobrás hoje, existe a possibilidade de uma sinergia entre ela e a Braskem no futuro. resultados-de-braskem-09  

Margem Bruta

Vimos acima que a margem Bruta da companhia diminuiu muito e com isso o Lucro Bruto e a margem Ebitda também. Isso ocorreu principalmente porque o Nafta que correspondia a 40% do CPV em 2017 passou para 42% em 2018, sendo que no 4T2018 foi de 44%. E o outro motivo foi ocasionado pela alta do dólar. O propeno que era responsável por 19% dos Custos em 2017 subiu para 22% agora em 2018, principalmente pelo aumento na Unidade Estados Unidos (saiu de 10% para 12% do CPV total) e na Unidade Europa (4% para 5% do CPV total). Isto significa que estamos diante de uma companhia com R$ 57,7 milhões de Receita Líquida em 2018 contra R$ 50,2 milhões em 2017, e que o Brasil representa 73,17% do total de Receitas mas apenas 61,04% do Ebitda. As operações nos Estados Unidos e Europa, e principalmente as operações no México trouxeram resultados melhores em 2018. Mas por quê? A alta do dólar fez com que a nível nacional a companhia tivesse um aumento pequeno de Receita frente a um grande aumento dos custos de Matéria Prima (Nafta, Propeno, Etano e outros), e em um setor como esse de indústria pesada, a margem Bruta costuma ser pequena e o custo da matéria prima representa cerca de 80% do Custo do Produto Vendido Total. Mesmo com esses resultados fracos em 2018 e com um cenário adverso para dívidas em moeda estrangeira, a companhia conseguiu reduzir seu endividamento Bruto de US$ 10 bilhões para US$ 9,2 Bilhões. Dentro dessa dívida Bruta temos um Project Finance na Braskem Idesa no México (US$ 2,7 bilhões), além de um acordo de leniência pouco superior a US$ 400 milhões.  

E outro ponto positivo dos resultados de Braskem

foi a grande geração de Caixa Livre de R$ 7 bilhões em 2018 que possibilitou a redução do Endividamento da companhia em 2018. Foram R$ 6,5 bilhões em pagamentos de financiamentos contra uma captação de R$ 4,5 bilhões. No entanto, cabe ressaltar que o 4T2018 ajudou apenas com R$ 400 milhões.   Agora como já é de praxe a análise do futuro da companhia, assim como o preço justo calculado e a recomendação ficam na Area de Membros na aba resultado de Empresas. Mais informações no parágrafo abaixo.

Está com dificuldade de achar oportunidades?

Quer receber recomendações sobre as melhores ações da Bolsa? Relatórios e Vídeos semanais de análise de empresas. Clique aqui e vire um Membro Gold (pagando menos de R$1,25 por dia!)

Veja a tabela abaixo com todos os benefícios:

Membro BronzeCarteira ZMembro Gold
Carteira PEG NãoSimSim
Carteira BarganhasSimSimSim
Carteira P/L abaixo da MédiaSimSimSim
Carteira DividendosNãoSimSim
Carteira GrahamNãoSimSim
Carteira de GreenblattNãoSimSim
Carteira P/VP x ROENãoSimSim
Carteira Z (fundos de Investimentos)NãoSimSim
Carteira Dica de HojeNãoNãoSim
Dados de empresaSimSimSim
Relatórios Dica de Hoje (ações + Fiis)NãoNãoSim
Resultados de Empresas com cálculo de preço justoNãoNãoSim
Panorama de AçõesSimSimSim
Radar de FIIsNãoNãoSim
Vídeos Dica de HojeNãoNãoSim
HangoutsNãoNãoSim
Descontos em CursosNãoNãoSim
Clique GratuitoR$ 239,90 anualR$ 447,00 anual

*As carteiras Membro Bronze podem ser modificadas sem aviso prévio, a qualquer momento. Confira os resultados de Porto Seguro do 4T18.

Para informações sobre o Curso de opções Dica de Hoje, clique aqui.

Abraços e Bons Investimentos!

Daniel Nigri (analista CNPI)

Com a ajuda de Leo Bittencourt

 

Disclosure

Elaborado pelo analista independente Daniel Isaac Nigri CNPI 1810, este relatório é de uso exclusivo de seu destinatário.

Este estudo é baseado em informações disponíveis ao público nos próprios sites de RI das empresas analisadas ou comparadas, consideradas confiáveis na data de publicação.

As opiniões, aqui expressas, estão sujeitas a mudanças, por se tratarem de estimativas baseadas em fundamentos e projeções de futuro que podem ou não ocorrer.

Este relatório não representa oferta de negociação de valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros.

As análises, informações e estratégias de investimento têm como único propósito fomentar o debate entre o analista responsável e os destinatários.

Sugestão aos destinatários

Os destinatários devem, portanto, desenvolver as próprias análises e estratégias. (Caminhar com as próprias pernas e ter bom senso)

Informações adicionais sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros aqui abordados podem ser obtidas mediante solicitação, e serão arquivadas por 5 anos conforme determinação da CVM.

O analista responsável pela elaboração deste relatório declara, nos termos do artigo 17º da Instrução CVM nº 483/10, que as recomendações do relatório de análise refletem única e exclusivamente a sua opinião pessoal e foram elaboradas de forma independente.

O analista Daniel Isaac Nigri CNPI é o responsável principal pelo conteúdo do relatório e pelo cumprimento do disposto no Art. 16, parágrafo único da Instrução ICVM 483/10.