SANTANDER – RESUMÃO RESULTADOS 3T17

0
263
resultados-santander-square

resultados-santander-capa

 

Banco Santander (código Bovespa: SANB11; SANB3; SANB4)

 

RESUMÃO – Resultados 3T17:

(Data de divulgação: 25/outubro/2017)

(Dados retirados do site de RI:  http://www.ri.santander.com.br/)

 

 

– Pontos POSITIVOS:

 

Lucro Líquido Gerencial:

Somou R$7.201 milhões nos primeiros nove meses de 2017, atingindo o maior patamar histórico, com crescimento de 34,6% em doze meses e aumento de 10,7% em três meses. Crescimento sustentável e consistente do lucro líquido em 14 dos últimos 15trimestres.

 

Receitas totais:

Totalizaram R$39.201 milhões nos primeiros nove meses de 2017, com aumento de 18,1% em doze meses (ou R$6.007 milhões). Em três meses, as receitas totais cresceram 6,5%.

 

Retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROAE):

ajustado pelo ágio, atingiu 17,1% no terceiro trimestre de 2017, apresentando aumento de 4,0p.p. em dozes meses.

 

Resultado de crédito de liquidação duvidosa:

atingiu R$7.053 milhões nos primeiros nove meses de 2017, com redução de 9,3% em doze meses (ou R$723milhões). Em três meses, essas despesas apresentaram aumento de 2,9%, em função de casos pontuais no segmento do Corporate.

 

Carteira de crédito total:

somou R$262.965 milhões em setembro de 2017, com aumento de 6,3% em doze meses, superando o crescimento do mercado. Em três meses, a carteira aumentou 2,4%.

 

Índice de inadimplência:

superior a 90 dias atingiu 2,9%, redução de 0,6p.p. em doze meses. Em três meses, esse indicador permaneceu estável.

 

Receitas de prestação de serviços e tarifas bancárias: somaram R$ 11.372 milhões nos nove primeiros meses de 2017. Essas receitas cresceram 19,4% em doze meses (ou R$ 1.850 milhões) e aumentaram 2,1% em três meses (ou R$ 78 milhões).

 

Carteira de crédito por nível de risco:

No final de setembro de 2017, as carteiras classificadas nos níveis “AA” e “A” representavam 76% do total da carteira de crédito.

 

Crescimento da base de clientes:

 

– Pontos NEGATIVOS:

 

Despesas gerais:

Somaram R$ 13.985 milhões nos primeiros nove meses de 2017, com aumento de 6,9% em doze meses (ou R$897milhões) e crescimento de 5,6% em três meses.

 

Índice de Basileia:

alcançou 16,2% em setembro de 2017, com redução de 1,4p.p. em doze meses e queda de 0,3p.p. em três meses, superando em 5,7 p.p. a soma dos requerimentos mínimos de Patrimônio de Referência e Capital de Conservação.

 

Para receber gratuitamente o Relatório completo, insira seus dados abaixo.

Leve seus investimentos para o próximo nível!