AS SMALL CAPS

SMALL-CAPS

As Small Caps

Esse ano as empresas small caps (aquelas, que tem valor de mercado pequeno) têm se valorizado muito mais que o Ibovespa e que o IBRX 50. Por isso, cada vez mais pessoas tem olhado para essas empresas o que tem aumentado a liquidez delas também. A própria B3 (antiga BMF – Bovespa) possui um índice para essas empresas e existe um ETF para falarmos das small caps. (o SMLL).

Veja abaixo foto retirada do site do Valor Econômico no qual mostra a rentabilidade das mais diversas aplicações:

 

SMALL-CAPAS-01

 

Vemos na tabela que o índice small cap subiu mais de 20% no primeiro quadrimestre.

Mas, porque essas ações estão crescendo tanto?

Para respondermos a pergunta acima precisamos entender como se dá o crescimento das empresas comumente na bolsa.

Vamos imaginar que abriu um restaurante na esquina da sua casa e que esse restaurante investiu R$ 500 mil para inaugurar seu primeiro ponto, tudo capital próprio para facilitar. O restaurante vive cheio e as pessoas adoram e falam bem para as outras. Enquanto isso, abriu outro restaurante que também investiu os mesmos R$ 500 mil, mas esse pertencente a uma cadeia com mais de 40 restaurantes espalhados pela cidade e que as pessoas também adoram e que falam umas para as outras e que vive cheio. Aí eu pergunto para você: Qual dos dois negócios irá dobrar seu patrimônio primeiro?

O primeiro restaurante tem patrimônio líquido de R$ 500 mil. Para dobrar seu capital (neste caso igual ao patrimônio líquido) precisa gerar outros R$ 500 mil de lucros para virarem reservas de lucro por exemplo. Mas vamos supor que ele consiga isso no primeiro ano incrivelmente. Já a grande rede de restaurantes, possui um patrimônio líquido (para facilitar vamos supor 500 mil de cada restaurante) de R$20 milhões. O lucro deste único restaurante (que vamos supor que também conseguiu R$ 500mil) que abriu em relação aos 40, obviamente irá ajudar o resultado geral, mas ele não conseguirá garantir o aumento de R$ 20 milhões necessários para dobrar o capital. Obvio que existem o lucro dos outros restaurantes também. Mas estes outros já se encontram em um estágio de maturação mais avançado, e os lucros são mais previsíveis. Imaginemos que cada um tenha um lucro anual de R$ 100 mil, como são 39 restaurantes, seriam 3,9 milhões, mais o lucro de 500 mil do restaurante novo, temos 4,4 milhões de lucro. Um ROE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido) excelente, de 22%. Mas, bem longe dos 20 milhões de reais necessários para dobrar o patrimônio líquido.

Esse único restaurante seria uma aproximação de uma small cap e a cadeia de restaurantes seria a aproximação de uma blue chip como ambev, wege, vale, ultrapar, lojas Renner, Kroton, Bradesco dentre outras.

Estas empresas que eu citei acima, já foram há muito tempo atrás small caps também. Mas hoje elas são tão grandes que certamente não conseguirão dobrar ou aumentar seu patrimônio líquido em 40 ou 50% de um exercício para o outro.

O que isso significa?

Isso significa que a small cap tem muito mais chance de crescer rápido que uma empresa grande. E atualmente com a queda de juros na economia, os investimentos ficarão cada vez mais baratos (juros menores) para todas as empresas, e consequentemente, elas terão maior chance de crescer mais.

Empresas como Senior Solutions, Arezzo, Aalliar, Eco Rodovias ou Eztec, (não são recomendações, peguei boas e ruins de propósito), por exemplo, fazem parte da composição da carteira da B3, para o índice small. E estas possuem mais chances de crescer que empresas muito grandes como vimos acima. Importante ler o artigo até o final para ver a parte de risco também.

Dizemos que o período inicial de uma small cap pode ser de crescimento acelerado e inclusive quando fazemos o cálculo de preço justo de uma empresa dessas dividimos, às vezes, em até 3 estágios de crescimento antes da perpetuidade. Enquanto isso, empresas de energia elétrica, de saneamento ou aquelas que eu citei acima, que já estão amplamente consolidadas devem ter um crescimento constante e já conhecido.

Outra forma de se entender esse crescimento maior das small caps, é a partir do tamanho da economia. Vamos imaginar ambev, por exemplo, que já possui 70% do mercado de cerveja do Brasil. Qual a chance dela aumentar 10% o seu share e subir para 77%. Se a economia brasileira crescer 3% ao ano nos próximos 30 anos e o crescimento de consumo de cervejas expandir nesta mesma proporção. Se Ambev tiver um crescimento acelerado de 10% por 30 anos, em 2047, ela teria mais de 120% do mercado (logo é impossível!!!). Ela poderia exportar, mas se você continuar esse pensamento para a economia mundial, chega um momento que a maturidade da empresa acontece. Ambev já entendeu isso e virou um player que paga altos dividendos. Kroton está começando a chegar neste ponto. É cada vez mais difícil aprovar uma fusão dela.

Veja abaixo algumas empresas que fazem parte do índice small caps da B3. Para a composição completa das 64 ações clique aqui:

 

Mas então por que todo mundo não investe apenas em small caps?

Vamos voltar para aquele primeiro exemplo: Imagina que a pessoa que abriu aquele único restaurante tenha tido no primeiro ano um prejuízo de R$ 300 mil. Como o investimento inicial (capital) era de R$ 500 mil dizemos que houve um Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE) do restaurante de menos 60%. Enquanto isso caso ocorresse o mesmo na cadeia de 40 restaurantes, os outros 39 gerariam o mesmo lucro de R$ 100 mil e o aberto recentemente teria prejuízo de R$ 300 mil. Percebam que agora o lucro final caiu de R$ 4,4 milhões para R$ 3,6 milhões da cadeia de restaurantes como um todo (ROE de 18% sobre o Patrimônio Líquido de R$ 20 milhões). Da mesma forma que o lucro desse único restaurante não tem tanto impacto sobre o resultado ele também não tem tanto influencia no prejuízo.

 

O que isso significa?

Significa que small caps são um ótimo investimento e que podem trazer retornos expressivos no longo prazo, inclusive maiores que de empresas grandes e marcas já conhecidas. No entanto, é necessário saber solucionar as melhores, ou no mínimo as que tem melhores projeções. Caso contrário, o risco pode ser enorme. Vocês viram que no exemplo o Retorno do restaurante único variou de -60% para +100%, enquanto o da cadeia de restaurantes variou apenas de 18% a 22%. O momento atual de crescimento da economia projetado, queda da inflação e das taxas de juros trazem uma chance maior do retorno que do risco, e por isso elas crescem mais que a média.

Portanto, a estratégia de small caps é pra quem aceita correr um risco maior em troca de um retorno maior. Enquanto a estratégia em blue chips é de um risco menor em troca de um retorno mais constante e previsível. Já fiz inclusive um vídeo apenas sobre small caps em novembro do ano passado, já antecipando que elas estavam descontadas. Quem viu aproveitou. Para assistir Clique aqui.

Como vocês acompanham nos vídeos do meu canal no youtube e na minha página no facebook, na minha carteira tem espaço para todos os tipos de empresa. Tanto blue chips, quanto mid large caps, quanto small caps ou até micro caps. A questão é saber a quantidade de cada uma delas de acordo com o seu perfil de risco. Eu faço essa consultoria individual, Para consultar valores só mandar email para [email protected].

Um último recado. Nesta semana está tendo o treinamento do Guiainvest com vários vídeos grátis durante a semana. Aqui está o primeiro que já saiu na terça feira. Eu recomendo principalmente pra quem é iniciante e precisa entender alguns conceitos de forma mais abrangente. Eu já fui iniciante uma vez, e alguns conceitos eu precisei ouvir de um professor, aí depois de outro professor, e às vezes, eu só consolidava aquele conceito ao ouvir a mesma coisa de 6 ou 7 vezes diferentes. Portanto eu recomendo. Meu interesse não é impor o meu conhecimento é trazer você para o mundo do investimento para que você possa montar seu próprio jeito de pensar.

Abs e Bons Negócios

Daniel Nigri   analista CNPI numero 1810.

  • Fátima do Pilar

    Bom Diiiaaa Daniel!!!! Mais uma vez um texto show! Gosto muito dos seus exemplos, consigo acompanhar bem sua linha de raciocínio e aprender muito!!! Foco na meta!!! Abraaaço! Bom trabalho aí!!!

    • Daniel

      Legal Fátima. E os investimentos? Estão indo bem?

      • Fátima do Pilar

        Continuo firme!!! Fiz uma planilha de meta para 2017, quando necessário altero as prioridades mas estou firme em 30% da renda mensal… um pouquinho em renda fixa, um pouquinho em variável e caixa para os impostos de 2018!!! Tô orgulhosa de mim mesma… kkkkkkkkkkk

        • Fátima do Pilar

          No caso das ações: calma, paciência, sangue frio, consciência no longo prazo (15, 20 anos)… gostei de um vídeo seu: O jeito de investir de Peter Lynch… li mais sobre ele e gostei das dicas de investir em empresas que você e e tals… muito legal…

  • misael da silva

    Mas um artigo excelente.
    Este ano estou fazendo uma planilha das ações que tenho e futuramente irei compra mais e e tb me arriscar um pouco mais. Mas irei pesquisar e analisar e pedir ajuda.
    Como falou a Fátima antes no investimentos é com calma e paciência. Pois irá ter dias que tudo irá desabar e em outros tudo irá o ares.
    Desde já agrade.