BDR: Entenda melhor essa modalidade de investimento

0
12
BDR

Como investir?

Para investir diretamente em BDRs basta abrir conta em uma corretora de valores e dar ordens de compra e venda, como se faz quando se investe em ações.

Algumas corretoras estão lançando fundos que aplicam principalmente em BDRs. Nesse caso, o procedimento para investir é como em qualquer outro fundo. Vale lembrar que nesse caso há regras de aplicação mínima, taxa de resgate e taxa de administração.

Quais as vantagens?

Acesso facilitado aos valores mobiliários de companhias estrangeiras sem a necessidade de pagamento dos custos relacionados à remessa de recursos e manutenção de conta no exterior.

Diversificação de investimentos.

Quem emite BDRs?

Existem os BDRs patrocinados, que são emitidos pelas próprias empresas que negociam nas bolsas americanas e os não-patrocinados, que são os acessíveis ao público em geral e são emitidos pelo Itaú, Bradesco e B3.

Essas instituições financeiras são responsáveis por toda operação e pela escrituração do ativo. Quando você compra o BDR no Brasil, a instituição envia o dinheiro para uma corretora americana e compra as ações na bolsa de valores dos Estados Unidos. Os papéis seguirão em custódia lá em nome da instituição e você tem no Brasil o recibo.

É seguro investir em um BDR?

Sim, muito seguro. As instituições autorizadas para a emissão dos BDRs são sólidas e com todo o operacional muito estruturado no Brasil e EUA.

Além disso, todos os programas de BDRs são fiscalizados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), um dos maiores órgãos reguladores do mercado financeiro.

E, se um dia você estiver investindo em um BDR, mas a instituição financeira decidir encerrar o programa, ela deve obedecer a uma série de regras que buscam proteger quem adquiriu os certificados. Entre os requisitos, está a venda das ações que servem de lastro e o repasse dos recursos para quem comprou os BDRs .

Quem pode investir em BDRs?

A CVM liberou para que todos os investidores possam investir em BDRs não-patrocinados listados na B3. E esta mudança vem em um momento onde as taxas de juros baixas tem feito brasileiros procurarem novas soluções de investimento. O número de CPFs na Bolsa Brasileira mais do que dobrou em 2020, em relação a 2019, e a abertura para o mercado externo é mais um passo na linha de dar acesso a mais produtos para compor uma carteira diversificada.

Qual a diferença entre BDRs e ações?

Ao comprar um BDR você não é o titular de fato da ação da empresa, você é titular do certificado e não da ação. A diferença é sutil, mas fica mais perceptível se lembrarmos que, no país onde está custodiada a ação que serve de lastro para seu BDR , o titular do ativo é a instituição financeira que emitiu o BDR no Brasil, ou seja, a instituição depositária.

Cada BDR não necessariamente representa uma ação. O BDR pode representar uma ação de uma empresa estrangeira ou um conjunto de ações. Neste caso, é preciso ficar atento ao fator ou paridade do BDR, que indicará a proporção do ativo.

Qual o mínimo para começar?

Não existe um mínimo para investir, o mínimo é o preço de uma ação. Por exemplo, se existe uma ação sendo negociada a R$ 1,00, você pode investir R$ 1,00 nessa ação.

Então o mínimo a investir em um BDR é o preço de uma ação.

Posso alugar BDRs?

Assim como com ações, você também pode alugar seus BDRs. Quem acredita na queda do ativo, precisa alugá-lo e vendê-lo. Mais tarde, ele tentará comprar o ativo (para devolver o aluguel) a um preço mais barato, lucrando a diferença. Quem alugou o ativo, ganha uma comissão que varia de acordo com o tempo do empréstimo.

Lembrando que operações como esta só podem ser feitas em plataformas de home broker e é indicada para investidores mais experientes. Na Warren você ainda não pode realizar operações como esta, ainda, mas esta função será liberada na plataforma em breve.

Quais custos e impostos?

Sobre impostos, a tributação sobre ganho de capital (você comprar um ativo hoje e vender em uma data futura por um valor acima do que o papel custou: a diferença entre os valores seria seu lucro) com BDRs é a mesma aplicada ao lucro obtido com ações, ou seja, 15%, com a diferença de que não há isenção até negociação de R$ 20 mil, como ocorre nas ações.

Sobre os dividendos e outros proventos pagos, o governo norte-americano retém 30% do dividendo distribuído nos Estados Unidos e recebido pelos estrangeiros. Além deste imposto, há uma tarifa de cerca de quatro ou cinco por cento cobrada pela instituição responsável pelo BDR aqui no Brasil. Temos ainda um desconto de 0,38 % de IOF .

Quais os riscos?

Investidor fica exposto às variações de preços de um ativo estrangeiro.

Como é a liquidação?

As operações são realizadas no Brasil e a liquidação é feita em reais.

Quem oferece?

A B3 é a única entidade administradora de mercados que oferece todos os processos de negociação, liquidação e custódia dos BDRs NP no Brasil.

Quais são os custos?

Se o investidor comprar diretamente tem de pagar taxa de corretagem e taxas cobradas pela B3, que ficam em torno de 0,03%. Algumas corretoras cobram taxa de custódia.

Paga IR?

Se comprar diretamente um BDRs o investidor vai ter custo tributário.

Ao negociar o papel na bolsa paga de imposto de renda de 15%. No caso de day trade, a parcela é de 20%.

Fique atento aos dividendos pagos. De acordo com especialistas, os dividendos são entendidos como “rendimentos recebidos de fonte no exterior”. Esse pagamento é feito mensalmente por meio do carnê-leão. No entanto, o investidor só precisa pagar o carnê mensalmente caso tenha recebido mais de R$ 1.903,98 mensalmente em dividendos ou rendimentos. Se recebeu acima de R$ 1.903,98, é enquadrado na tabela progressiva (que vai de 7,50% a 27,5%).

Investimento em ações no exterior x BDR: qual é o melhor?

Tem que pesar no seu perfil e se prefere uma quantidade maior de pais comprando no mercado americano o nosso canal tem todo suporte necessário para escolher.

Entenda também que BDRs são recibos negociados no Brasil de ações de empresas estrangeiras. Já operar por meio de uma corretora no exterior, significa comprar diretamente ações de uma companhia estrangeira.

Conclusão

A diversificação da carteira é sempre importante e é algo que reforçamos com frequência nos nossos conteúdo. E, neste sentido, o BDR aparece como um ótimo produto para diversificar.

E essa diversificação não apenas se dá porque você tem acesso a mais empresas mas, também, a setores que não existem ou que são mais fracos no Brasil em relação a outros mercados, como tecnologia, por exemplo.

Além disso, em 2020, com a pandemia do coronavírus, a diversificação se mostrou ainda mais importante. As ações na Bolsa Brasileira sofreram mais do que as americanas. E isso fica nítido ao olharmos a variação do Índice de BDRs Não Patrocinados – GLOBAL que registrava, até a segunda quinzena de agosto de 2020, um avanço superior a 45% enquanto nosso Ibovespa amargava uma queda de 20%.

Também é importante mencionar, novamente, o fator câmbio. Ao investir em um BDR você está expondo seu capital ao Dólar, o que pode ser mais um fator de diversificação da sua carteira.

Entrando no detalhe da performance, cito, abaixo, a variação de alguns dos BDRs mais negociados na Bolsa Brasileira.

Segunda Semana 20% OFF + Carteira Nova

Alugar BDRs

Quem assinar hoje até 18hs vai poder participar da Mentoria de assinantes exclusiva

Cinco Carteiras

  • Uma carteira novinha (Carteira de BDR).
  • BDR STOCKS e BDR REITS
  •  Stocks (Ações Americanas)
  •  REITS (Os “Fundos Imobiliários” americanos) HIGH YIELD (Carteira composta por Stocks, REITS e ETFs)
  •  Carteira de Graham Americana
  •  Curso com nossos especialistas
  •  Acesso às futuras carteiras SEM CUSTOS EXTRAS
  • Mentoria Mensal
  • Grupo Exclusivo no Telegram.

Link para assinar e ter acesso ao Dica Internacional