BOLSA A 500 MIL PONTOS!! É POSSÍVEL?

0
449

BOLSA A 500 MIL PONTOS!! É POSSÍVEL?

Recentemente, o André Fogaça do Guiainvest, educador financeiro e investidor desde 2004, e inclusive amigo meu nesse novo mundo dos investimentos, lançou sua nova tese de investimentos que está sendo muito debatida nos grupos de whatsapp e no twitter.

A tese dele é que a Bolsa está barata e que o Ibovespa se replicar as ondas de alta anteriores pode chegar a 500 mil pontos em um intervalo de 3 a 5 anos. Se você quiser assistir a tese completa clique aqui e veja os 7 pontos que ele elucida. Inclusive, eu pessoalmente visitei a sede do Guiainvest em Porto Alegre em Maio de 2018 e gravamos um vídeo no Youtube, clique aqui para ver o nosso bate papo.

 

Mas, aí surge a Pergunta, hoje a bolsa está em quase 100 mil pontos. É possível que ela suba 5x em um período tão curto?

 

É isso que iremos analisar neste texto.

É importante ressaltar que o preço das ações nada mais é que a soma de todos os resultados futuros das empresas, descontadas a uma taxa que inclui as variáveis macroeconômicas, como juros do país, inflação, desemprego etc… e variáveis de risco de cada empresa separadamente. E o índice Ibovespa é uma média ponderada das 66 ações mais negociadas na B3.

 

Pensando dessa forma temos dois triggers (gatilhos) de alta para uma Bolsa como um todo:

  • Melhora das condições de mercado com redução de inflação e Juros, que garanta uma entrada maciça de investidores, migrando da Renda Fixa para a Renda Variável e que reduza as taxas de desconto nas precificações das empresas para aumentar seu valor justo.
  • Crescimento forte dos lucros das empresas, que podem vir de 3 formas: Reposição da Capacidade Ociosa de Produção para aumentar as margens. O custo fixo acaba sendo diluído. Assim um aumento pequeno de Receita pode gerar um aumento nos lucros bastante expressivo.

bolsa-a-500-mil-pontos-01

 

Vê-se acima que a capacidade de uso atual do Brasil é bem menor que no ciclo de consumo de 2010 a 2013, e esse crescimento de utilização ocorreu também no outro Bull-Market de 2003 a 2008, como vemos acima na linha vermelha.

 

Outra forma das empresas aumentarem o lucro de forma grande é realizando novos investimentos em ampliação de produção e o país investindo em infra-estrutura. Isso já começa a ocorrer.

Já se fala em licitações de ferrovias, em novos leilões de energia elétrica, novas rodovias, e na parte de empresas, é esperado um investimento recorde para os próximos anos.

E a terceira forma que empresas aumentam seus lucros de forma grande, é pela redução de custos e despesas. Essa linha não teremos grandes novidades, a não ser das provenientes da capacidade de utilização.

Mas cabe ressaltar que para as empresas sobreviverem nesse momento todo de crise, estas precisaram se ajustar e reduzir suas despesas ao máximo. Apenas como um exemplo, veja abaixo, como os custos de extração e de refino da Petrobrás caíram no Brasil nesse período de crise.

 

Agora com a recuperação da economia tudo isso será potencializado em lucros maiores que já começaram a aparecer nos resultados do 4T2018.

 

Alguns dos que já saíram.

Cabe ressaltar que não são recomendações de compra, porque basta olhar o preço da cotação nos últimos meses, e vocês verão que o mercado todo já esperava essa alta e ambas as cotações já subiram esses mesmos percentuais, ou percentuais próximos.

Inclusive na nossa Área de membros, clique aqui, na parte de assinantes, fizemos um position trade em Bradesco com esse racional e com ganho de quase 20% em pouco mais de 3 meses.

 

 

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

 

Mas mesmo assim, seria possível em um período tão curto subir 500%?

 

Primeiro, para deixar todos na mesma página, para a bolsa chegar a 500 mil pontos esta precisaria crescer anualmente o percentual indicado na tabela abaixo, para 3, 4, 5 e 6 anos.

 

PeríodoRendimento Anual
3 anos71,00% ao ano.
4 anos49,53% ao ano
5 anos37,97% ao ano
6 anos30,77% ao ano.

 

Pra você que não entendeu segue a memória de cálculo de 3 anos.

100.000 pontos hoje (aproximadamente) + 71% – 171000 pontos fim do ano 1

171000 pontos fim do ano 1 + 71% = 292.410 pontos no fim do ano 2

292.410 pontos fim do ano 2 + 71% = 500.021,10 pontos no fim do ano 3.

 

Cabe ressaltar que a bolsa subiu 38% em 2016, 26% em 2017 e 15% em 2018. Teria que render muito mais para chegar nesse patamar necessário para 3 anos.

 

A melhor forma de se avaliar o potencial de crescimento de lucros é pelo indicador P/L ou Preço sobre Lucro. Para me ajudar nessa avaliação, encontrei uma imagem que mostrava o P/L brasileiro em completa euforia em 2007, que eu coloco para você abaixo:

bolsa-a-500-mil-pontos-04

Fonte 

 

Veja na imagem que o Brasil ainda alcançou uma máxima em pontos muito maior que os 56000 pontos da figura. Portanto vamos considerar que na euforia o mercado precificou o Ibovespa com P/L de 20 quando a taxa de juros brasileira era de 11,25%, fonte Bacen. Então atualmente com os juros a 6,5% e em uma possível euforia podendo cair, imaginemos que o mercado precifique o Brasil na média com P/L de 28, o que seria um recorde de euforia em nosso mercado acionário.

 

OK, seria uma loucura!! Mas estamos falando de cenários extremamente otimistas para que a Bolsa chegue a 500 mil pontos.

 

O indicador P/L atual que consta no último relatório do índice do Morgan Stanley, MSCI Brazil, como mostra a imagem abaixo é de 16,75, ou 11,04 o projetado para o fim do ano.

bolsa-a-500-mil-pontos-05

 

 

Daí tiramos duas informações:

  1. Do preço atual até o PE de 28 a bolsa teria 67,16% para crescer por conta de euforia do mercado.
  2. Para haver essa queda de 16,75 do P/L atual para 11,04 no projetado, o Morgan Stanley está apostando em uma alta de 51% dos lucros nesse ano.

 

Refazendo a tabela com essas informações, e repito, super otimistas chegaremos a Planilha abaixo, incluindo o Ibovespa atual em 167000 pontos para simular uma possível euforia generalizada futura, em um cenário super otimista.

 

PeríodoP/L final

(muito otimista)

Aumento de Lucros médio no períodoIbovespa Final
3 anos2845%509.120,38
4 anos2832%507.004,95
5 anos2825%509.643,55
6 anos2821%524.117,54
7 anos2817%501.207,43
8 anos2815%510.856,82
9 anos2813%501675,00
10 anos2812%518.676,65

 

Para quem trabalha fazendo precificação diariamente sabe que um período prolongado de alta de lucros de 25% ao ano, já é considerado grande crescimento e restrito para poucas empresas.

 

Agora imagine, na média do Ibovespa esse tipo de crescimento ao longo de todos os próximos anos?

 

Ainda temos alguns agravantes. O Valor do Ibovespa é nominal. No passado, a inflação mais alta fazia com que a rentabilidade nominal que aparece no gráfico seja maior. Inclusive poucos sabem, mas o Ibovespa já cortou 11 zeros no período da alta inflação. Era pro índice agora estar chegando em 10 quadrilhões.

Outro agravante, é que o Governo terá seus gastos muito restritos neste próximo período de crescimento por causa da Lei que limita o aumento dos gastos públicos à inflação do período anterior. Desta forma, o PIB crescerá menos, pois é menos um ente que gera empregos e gira a economia. Mesmo que de forma ineficiente, mas gira.

Sendo realista, acredito que caso não haja nenhum problema mundial, a Bolsa poderia chegar a 500 mil pontos lá na frente em 9 ou 10 anos. Mas, raramente, passa um período tão prolongado sem nenhuma crise, como foi de 1947 a 1972 nos Estados Unidos por exemplo.

Lembro pela décima oitava vez que todas as projeções do artigo foram Muito Otimistas!!!

E agradeço novamente ao André Fogaça pela tese dos 500 mil pontos, que nos ajuda a discutir e divulgar mais o investimento em Renda Variável

Aproveite para conhecer nossa Área de Membros Dica de Hoje, clique aqui e veja todas as vantagens de se tornar um Membro Gold, assistindo ao vídeo Primeira Vez na Área de Membros.

 

Abs e Bons Investimentos

 

Daniel Nigri