BrasilAgro A força do agronegócio – parte II

0
47

 

O plano de negócios da empresa BrasilAgro tem como objetivo principal o retorno financeiro a partir da valorização das propriedades. A companhia cita que o valor de uma propriedade rural está diretamente relacionado à geração de caixa por unidade de área, sendo assim, eles trabalham para maximizar o retorno sobre os investimentos, e fazem isso através de:

  • Identificação, aquisição, desenvolvimento e exploração de propriedades rurais com alto potencial de valorização;
  • Retornos imobiliário e operacional combinados;
  • Otimizando a produtividade e o rendimento das propriedades rurais, aplicando novas tecnologias e técnicas agrícolas que maximizem o resultado;
  • Realização de ganhos de capital, através da venda seletiva de propriedades rurais já desenvolvidas.

 

BrasilAgro foi a primeira no segmento de produção agrícola a abrir o capital, em 2006, faz parte do Novo Mercado da B3 e foi também a primeira empresa brasileira do agronegócio a listar ADRs. Na época do IPO, o valor total foi de R$ 552,62 milhões.

A meta era adquirir 12,7 mil hectares de terras, sendo que, três anos depois (2009), ela já possuía 119,9 mil hectares e uma receita líquida de R$ 45,4 milhões.

A receita líquida divulgada no último trimestre foi de R$ 391,2 milhões.

 

Operacional BrasilAgro

O foco da BrasilAgro é na compra de propriedades rurais subutilizadas ou não- produtivas, pagando assim, menos por elas. Após a aquisição, eles iniciam as atividades agropecuárias e de plantio, tornando a terra produtiva e consequentemente aumentando sua valorização.

As atividades são de pastagens ou agrícolas:

  • grãos,
  • cana de açúcar,
  • pastagem
  • floresta

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

Logo, a compra de terras por um preço atrativo é a base para maximizar o retorno. Porém, a estratégia prima por aquisições que possam adicionar à valorização variáveis essenciais a esse tipo de negócio, como infraestrutura de logística: centros de distribuição, estrutura e capacidade de armazenagem, acessos para distribuição (transporte) e também mercado consumidor.

E quando a empresa adquire propriedades sem essa infraestrutura, ela analisa a necessidade de desenvolvê-las para alcançar o retorno desejado.

Outra estratégia da empresa é ter diversas propriedades (terras) em várias regiões e também culturas em produção (ano), minimizando assim os riscos em relação ao clima e também no que diz respeito à exposição da receita do negócio aos preços das commodities.

Ela também tem um plano para manter equilibrado o portfólio de terras, ou seja, terras em diferentes etapas de desenvolvimento, e isso é importante para mitigar o risco de altos e baixos excessivos na necessidade operacional para desenvolvera produção; isso diminuiu a oscilação do fluxo de caixa operacional e, consequentemente, a NCG e o caixa livre.

 

fazendas-brasilagro

 

Todos os trimestres a empresa divulga a valorização das propriedades rurais, conforme você pode acompanhar abaixo:

 

valorizaçaõ-das-terras-brasil

 

No final de 2018, o Portfólio foi avaliado em R$1,3 bilhão, com 33% das terras ainda não desenvolvidas. E outro dado que mostra a estratégia do negócio é que R$774 milhões foram vendidos (terras) com TIR entre 14% e 27%, de acordo com dados divulgados em 2018.

O valor de mercado da BrasilAgro hoje é de R$ 935.823.000,00.

E há algumas semanas ela divulgou fato relevante, referente à venda de uma fazenda. Clique no link abaixo e acesse:

Fato Relevante 03/07/2019

Acompanhe a evolução da cotação:

 

evoluçãoo-cotação

 

Abaixo temos um resumo dos negócios, retirado do site BvmfBovespa:

 

bovespa

 

Estimativas BrasilAgro

No ano safra 2018/2019 a empresa tem 134.848 m/h de superfície plantada, uma área 31,10% maior que no ano safra 2017/2018; as terras arrendadas aumentaram de 28.148 para 63.714 em 2018/2019, e as terras próprias recuaram de 74.706 para 71.134 no mesmo período.

 

brasilagro-hectares

 

Em relação à colheita, a empresa projeta:

  • 6,2 mil toneladas de algodão
  • 2,2 milhões de toneladas de cana
  • 241,8 mil toneladas de grãos
  • 22,5 mil cabeças de gado.

 

produção-por-cultura-brasil

 

Em relação à soja, que é a cultura mais representativa, a BrasilAgro mantém para o ano safra 2018/2019 preço travado em 46,3% da produção, e o restante aberto, sendo 79,9% comercializado e 20,10% disponível.

 

Projeções PIB Agro

Segundo CPEA (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) e CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), é esperado para 2019 um crescimento de 1,40% no faturamento médio das atividades do segmento primário agrícola, devido a uma projeção de produção e preços maiores em relação a 2018.

Mas a renda nos quatro primeiros meses de 2019 está sofrendo influência do aumento dos custos de produção em um percentual maior do que o crescimento no faturamento.

No ano passado, o setor apresentou alta de 0,1%, devido à ótima safra de soja, café e algodão, que compensou o desempenho fraco das outras culturas de grãos, como milho, que recuou 18,3%,laranja, com recuo de 10,7% e cana de açúcar, com recuo de -2%.

Vale lembrar que a agricultura e o agro contribuíram com 23,5% do Produto Interno Bruto em 2017, com safra recorde no primeiro trimestre daquele ano.

 

Estrutura Societária

A empresa possui 59,31% das ações sendo negociadas na Bovespa e os 40,69% restantes são da Cresud, que é um dos líderes na produção de produtos agrícolas básicos na Argentina e a única companhia do ramo com ações listadas na Bolsa de Comércio de Buenos Aires.

Abaixo a composição acionária:

 

composição-acionaria-agronegocio

 

Concluindo

A empresa BrasilAgro tem um modelo de negócios bem estruturado e vem evoluindo, transformando mais de 123 mil hectares de terras em 12 anos de operação. Ela percebe a importância de diversificar entre área própria e arrendada, conseguindo assim uma maior diversificação de culturas e região.

Outro exemplo de diversificação são as operações de menor volatilidade, como a pecuária, mas também investir em plantios com maior margem como o algodão no Nordeste, reduzindo assim riscos climáticos e também aumentando o potencial de geração de caixa operacional.

As estratégias são essenciais para o negócio, e compreendê-las é essencial para o investidor – só assim saberemos o que estamos comprando e se existe potencial de retorno/valorização/geração de valor naquele investimento.

Lembrando que isso não é uma recomendação de compra, mas um esboço sobre o negócio e sua geração de valor.

Informação é dinheiro e, principalmente quando o conhecimento é cultivado e melhorado, o resultado final será sempre uma valorização.

Até a próxima semana.

Patrícia Rossari.

 

 

 

Não deixe de se inscrever no workshop gratuito Geração de Renda com Investimentos que o Daniel fará nesta semana e na próxima.

 

Funciona assim, o Daniel preparou 3 vídeos gratuitos

  1. O “mindset” de geração de Renda.
  2. Rendimentos crescentes em Fundos Imobiliários.
  3. O efeito multiplicador de Renda com ações.

 

E você precisa apenas se inscrever neste link para receber em seu e-mail as aulas nos dias 07/08, 12/08 e 13/08. Não perca a chance de conhecer este conhecimento gratuitamente.

 

Revisão de Texto: Marciel Montalvane