Expectativa x Realidade

0
231

Expectativa x Realidade

Muita gente quando está iniciando na Bolsa gosta de saber se o preço importa ou não importa, e quando chega a conclusão que este importa, vem pra segunda dúvida que é pior ainda que a primeira:A ação está cara ou barata?

A melhor forma de responder isso é dizendo que as ações incutem em seus preços, todos os lucros projetados para o futuro descontados a uma taxa que inclua o risco desse negócio. Riscos de mercado, obsolescência, inovações e etc… Outra forma de pensar, e que eu inclusive mais gosto é:

“Os preços das Ações incluem a Expectativa que o mercado tem sobre o futuro delas”

Daniel Nigri

 

Uma rápida história

 Eu lembrei disso durante o Carnaval desse ano aqui em Teresópolis, e peço agora licença para fazer uma pausa e contar uma história, embora eu saiba que muitas pessoas não gostam.

Em um dos Carnavais que eu ajudei a organizar em uma comunidade local, conheci duas organizadoras há uns 4 meses atrás, quando começamos com o projeto. Vamos usar nomes fictícios: Fátima e Janaína.

Fátima, era aquela moça que todos diziam que era a melhor em tudo. Era a mais despachada para negociar produtos, era a melhor para conseguir apresentações locais, pois conhecia mais contatos, além de ser uma ótima decoradora. Ou seja, não faltavam bons pré-requisitos para Fátima, e a comunidade toda depositava grande confiança no sucesso do Carnaval nas costas de Fátima. Isto é, havia uma grande expectativa em Fátima. E seu único defeito era que não lidava bem com os “nãos” que recebia. Logo se irritava e o restante do dia de trabalho era desperdiçado.

Janaína era o oposto de Fátima, não possuía contatos, era tímida e não tinha boa dicção. Ninguém confiava o sucesso do Carnaval nos ombros dela, mas ela tinha uma grande vantagem. Ela era muito esforçada. Quando via que não fazia bem uma determinada coisa, ela tentava sempre melhorar. Recebia 15 “nãos” e isso não a afetava, sempre pensava que o próximo poderia ser diferente. Ou seja, a expectativa em Janaína era quase nula.

 

Qualquer resultado que saísse dali seria uma surpresa positiva.

Dessa forma o tempo passou, e como o Brasil ainda está em crise, os “nãos” se sucederam, Fátima logo se desanimou. Disse que todos estavam errados e ainda garantiu que esse ano o Carnaval seria simples, até porque nenhuma criança precisa pular Carnaval. Enquanto isso Janaína, se aperfeiçoou na parte de decoração, conheceu um fonoaudiólogo que a ajudou pelo menos um pouco na questão da dicção, por mais que o tempo tenha sido curto, e usou a dificuldade a seu favor para dar mais ânimo e tentar procurar novos possíveis doadores (dinheiro / produto) para o Carnaval que ela considerava vital para os meninos e meninas da Comunidade.

 

O Patinho-feio performou melhor

Foi realmente muito bonito e emocionante, ver no último Domingo toda a comunidade carregando Janaína nos ombros. Aquele “ex-patinho feio” das negociações conseguiu resolver mais da metade do Evento, enquanto isso Fátima, apesar de toda a sua competência e conhecimento, ficou a margem do Evento, observando de longe, pois seu resultado foi pífio.

Certamente esse reconhecimento e a alegria de Janaína foram um dos pontos altos do Carnaval. Uma pessoa simples que fez sucesso e trouxe quase que sozinha alegria para uma comunidade, apenas com seu esforço e dedicação.

 

 

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

 

Quando nós pensamos em empresas cotadas em Bolsa, podemos ter os seguintes cenários delineados abaixo:

  1. Empresa com expectativa de Potencial de Crescimento Grande

Expectativa x Realidade

 

Este cenário acima, foi o cenário da Fátima do nosso exemplo. A expectativa no trabalho dela era enorme. Ela falhou ao entregar os resultados esperados. Se a Fátima fosse uma empresa da bolsa, certamente ela teria caído muito.

Neste cenário, no ano passado podemos citar as ações da Ultrapar (UGPA3) ou da RD antiga Raia Drogasil (RADL3), ambas com grandes perspectivas de altas nos lucros. E o que se viu foi o da tabela abaixo:

 UGPA3RADL3
Lucro Líquido anualizado 4T2017R$ 1,574 bilhãoR$ 511 milhões
Lucro Líquido anualizado 4T2018R$ 1,151 bilhãoR$ 502 milhões
Variação de Lucro-26,87%-1,76%
Cotação em 31/12/2017R$ 75,00R$ 91,80
Cotação em 31/12/2018R$ 53,20R$ 57,15
Variação de Preço-29,07%-37,75%

 

Vemos acima que como a expectativa em ambas as empresas era grande e de manutenção dos bons resultados dos últimos anos, a queda na cotação foi forte, apesar da Bolsa (Ibovespa) ter subido em 2018 mais de 15%.

 

  1. Empresa sem expectativas de grandes crescimentos:

Este cenário, é o cenário de Janaína. Ela era preterida por Fátima para a prospecção de doadores para o Carnaval, mas ela mostrou os melhores resultados. Da mesma forma, existem empresas que são preteridas em seus setores e que mesmo resultados regulares e com crescimentos baixos já são suficientes para fazê-las se valorizar muito.

Veja abaixo o cenário de Copel, a empresa distribuidora de energia do Paraná. Uma empresa muito mal falada até o fim de 2017, e que mesmo com lucros anualizados por 10 anos seguidos e com P/L abaixo de 6 o mercado preferia não comprar. Em 2018, esse racional mudou, e o mercado começou a perceber Copel, mas veja que o resultado da companhia não mudou muito.

Retirado da plataforma Pense Rico em parceria com a Área de Membros Dica de Hoje

 

No ano de 2018, as ações de CPLE3, mesmo sem estar nos holofotes da Bolsa, e das principais recomendações do setor elétrico, saiu de R$ 21,40 no fim de 2017 até o fechamento de R$ 29,80 no fim de 2018, ou seja, a ação subiu 39,25%, mesmo sem nenhuma expectativa. Mesmo um pequeno crescimento de lucro de 7% fez as ações subirem 39,25%!

Outro exemplo claro disso foram as ações de Banrisul. No setor bancário era a sexta ou sétima melhor opção para 2018, no fim de 2017. Tinha grandes desafios, uma eleição difícil no Rio Grande do Sul, e a expectativa era que o Banco poderia perder rentabilidade e o lucro ficaria estável.

E aí olha os resultados no gráfico abaixo:

 

O lucro acabou crescendo muito nos últimos trimestres. (Peço que não olhe o 4T2017 porque teve um item não recorrente que distorce o todo). E o resultado dessa surpresa positiva foi uma super-valorização da ação que saiu de R$ 14,90 em 31/12/2017 até R$ 22,18 no fechamento de 2018, o que representa uma alta de 48,86% nos preços das ações.

Assim como na vida, nos desapontamos com algumas pessoas que nutríamos uma expectativa muito grande, por causa de suas habilidades Pessoas que tinham todas as qualidades para alcançar o sucesso, mas preferem ficar rodando em uma espiral de auto-sabotagem exibindo seu orgulho e suas credenciais. Na Bolsa temos exemplos como esses também de empresas que vivem de resultados passados e daquela imagem que ela criou e não de resultados recentes que comprovem a expectativa.

Outras pessoas que achávamos que iriam passar por nossa vida sem trazer nada de positivo nos surpreende positivamente. Na Bolsa temos exemplos dessa forma também de empresas que todo o mercado espera muito pouco, e ela surpreende positivamente.

A grande vantagem da Bolsa de Valores

…é que diferente da vida, nós podemos calcular, com alguns indicadores, o nível de expectativa que o mercado está pagando por uma determinada empresa. Exatamente, baseado nesta margem de segurança, neste final de semana, preferi trocar uma empresa que estava na Carteira Dica de Hoje, com Preço/Lucro de 30 e incluí outra do mesmo setor com P/L de 19.

Se você não conhece a nossa plataforma de recomendações, clique aqui . Você pode se cadastrar gratuitamente no pop-up para receber sua senha de acesso em seu email, e com isso acessar a uma parte da Área de Membros.

Para ser Membro Gold assinante diretamente clique aqui e aproveite o plano anual.

 

Abraços e Bons Investimentos

 

Daniel Nigri  – Analista CNPI