Qual a Importância da Distribuição Logística no Resultado

0
376

Qual a Importância da Distribuição Logística no Resultado

Um sistema logístico é formado por uma rede composta de etapas que funcionam de forma sincronizada. É de conhecimento comum que a maioria das empresas ainda trata a logística como um processo menos importante no sistema integrado de gestão, o que é um erro grotesco e que tem como consequência custos elevados que corroem a margem e diminuem os lucros das organizações.

Os resultados de um negócio, aqueles que aparecem no balanço patrimonial não aparecem lá por acaso, eles são a causa do sistema integrado contínuo de gestão, os CPV são um reflexo do quanto sua cadeia logística é eficiente e capaz de se adequar as variâncias do mercado fornecedor e consumidor, a receita é o resultado do quanto se produziu e se entregou com a qualidade, preço e tempo contratados, enfim é apenas lógica e mesmo assim muita gente ainda pensa que logística é a tarefa de carregar caixas.

É importante compreender que escrever objetivos bonitos, com palavras bem colocadas, criativas não é o mais importante, quando analisar um release, uma demonstração financeira, preste atenção, analise os dados, os custos e as suas variações fazendo análises verticais, perceba a parte qualitativa da logística, ou seja, a imagem no mercado, a aceitação dos seus produtos e questione os profissionais do RI, pergunte e verifique nos dados a produtividade dos seus processos, e aí então defina seus objetivos como investidor para aquele negócio.

Seja qual for o processo, um dos principais objetivos de uma estratégia logística bem formulada e aplicada é a capacidade de reduzir custos, na produção seriam os custos do retrabalho e das perdas por falhas nos programas de produção, no transporte custos com falhas na roteirização, avarias, perdas de clientes por ineficiência da ponta final do processo, e assim por diante. Entender que a melhoria dos serviços logísticos é um investimento para maximizar os lucros é uma tarefa árdua para alguns gestores, embora seja um dos raciocínios mais simples da área técnica administrativa.

 

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

Distribuição

logistica

A logística de distribuição figura entre as mais “populares” da área, não é raro encontrarmos especialistas em cross docking (modelo de distribuição que acelera o fluxo e diminui os custos, pois não prolonga a armazenagem), seria o just-in-time da distribuição. A possibilidade de escolher como será estruturado o canal de distribuição, se a empresa fará diretamente ou terceirizando o serviço, precisa levar em conta os objetivos da empresa e o tipo de produto, além obviamente de considerar que a distribuição esta conectada com a movimentação e o transporte e este por sua vez é o elo mais impactante quando se fala de custo logístico.

Não se trata só de armazenagem ou fluxo sem gargalos elevando a eficiência em termos de tempo, e sim se essa organização se adapta ao sistema de transporte e roteirização para que o cliente receba a mercadoria certa, no tempo certo com a qualidade contratada. Todos os elos do sistema precisam estar integrados, isso porque milagres não acontecem, a programação de produção adequada à capacidade do processo, o layout de acordo com o produto, os insumos na quantidade e no local adequado (sim isso importa e muito na eficiência e nas margens, índices de eficiência, múltiplos etc.), os processos integrados para não criar gargalos, as ferramentas da qualidade funcionando para diminuir as perdas e os retrabalhos, que influenciam diretamente a eficiência do processo em quantidade e em qualidade e ambos prejudicam o sistema, aumentam os custos e bagunçam a distribuição. Ou seja, não adianta maximizar o fluxo encarecendo os custos de distribuição se a cadeia não funciona desde o início.

Outro fator relevante é a necessidade de conhecer o serviço terceirizado, saber como esta estruturada a atividade, desde pontos de acesso que facilitem a chegada e saída até as quantidades de docas disponíveis e seus tamanhos, isso é fundamental para saber se é possível adequar o sistema de distribuição a sua produção e isso vale para cadeia de fornecimento também. A empresa precisa investir em mecanismos de controle para acompanhar a operacionalização do processo, a roteirização, a entrega, com isso a prevenção de perdas trará resultados significativos, caso da AmBev. Avaliar e demonstrar constantemente os processos e seus resultados, financeiramente, produtivamente, em tempos e no quesito qualidade.

 

Exemplo de Influência no Resultado

A integração dos sistemas que possuem processos dependentes com tempos diferentes precisa de estratégias logísticas adequadas para que o sistema logístico funcione, e isso requer profissionais capacitados. Falando mais precisamente da parte logística como ferramenta integrante do planejamento estratégico, como ferramenta que pode ser usada para gerar/agregar valor ao negócio, podemos definir como principais, (fato que se dá por ser abordadas pelos principais autores do tema, com algumas diferenças que não alteram o conceito principal) os seguintes tópicos:

  • Reduzir custos variáveis (principalmente estocagem, armazenagem e transporte). Aqui vale lembrar que é preciso tomar cuidado para não fazer besteira, isso porque essa estratégia é utilizada por empresas que querem aumentar os lucros, e para isso às vezes fazem algumas coisas que em médio prazo tem consequências desastrosas, por isso é importante analisar os processos não só de dentro para fora e sim de fora para dentro (lembrando as lições do mestre Peter Drucker).
  • Reduzir capital (diminuir investimentos, possibilitando assim um aproveitamento superior dos próprios ativos, tendo por consequência um retorno nesses ativos). Atenção só faça isso se você já fez investimentos suficientes para bancar essa estratégia, não podemos reduzir diminuir investimentos de investimentos que nunca existiram.
  • Melhoramento do nível de serviços (é uma equação que define a relação do resultado em termos de lucros com o nível de melhoria do serviço apresentado aos clientes). Básico e fundamental, mas atenção com os parâmetros que serão usados na definição das ações que serão implementadas, antes que qualquer coisa faça as contas e verifique se a empresa pode arcar com o custo sem alterar o preço final, ou então se o mercado comporta um aumento de preço devido à melhoria de serviço.

Concluindo

Sim caros amigos, a logística é uma estratégia que deve ser usada para gerar vantagem competitiva, imagine que na indústria o processo que gera o valor depende da logística, desde a aquisição da matéria prima, dos insumos, a estocagem, a programação da produção, o abastecimento, a armazenagem, o transporte e a distribuição física. Não é pouca coisa.

Importante salientar que o sistema logístico não é imutável, ele sofre alterações constantes por inúmeras variáveis internas e externas, porém é de fundamental importância lembrar que essas estratégias não são modificadas da noite para o dia, requer planejamento e envolvimento de outros processos do sistema além obviamente de investimento e profissionais qualificados, até porque ter o dinheiro e não aplicá-lo corretamente é tão ou mais nocivo que não fazer nada.

Confira também esse artigo, onde falo sobre Indicadores de Rentabilidade.

Abraços e bons investimentos,

Patricia Rossari