Lucro do Magazine Luiza cai 11,4% no 4º trimestre, mas cresce 54,3% no ano

0
65

Lucro do Magazine Luiza cai 11,4% no 4º trimestre, mas cresce 54,3% no ano

O lucro líquido do grupo varejista Magazine Luiza caiu 11,4% no quarto trimestre de 2019 em comparação ao mesmo período de 2018, para R$ 168 milhões. No acumulado de 2019, o lucro líquido reportado foi de R$ 921,8 milhões, um salto de 54,3% em relação ao ano de 2018.

lucro líquido ajustado tem queda de 6,4% em 2019

A companhia teve lucro líquido ajustado de R$ 185,3 milhões no 4T19, queda de 0,5% na comparação com o 4T18.

O resultado veio acima da maior estimativa dos analistas consultados pela Bloomberg.

No ano de 2019, o lucro líquido ajustado foi de R$ 552,1 milhões, queda de 6,4% frente os R$ 589,6 milhões de 2018.

Veja mais dados:

Você conhece os nossos planos de assinaturas?

Veja todas as possibilidades de planos e escolha de acordo com seu perfil

Clique e conheça a página dos planos e possibilidades

Salto nas vendas on-line

As vendas on-line do Magazine Luiza tiveram crescimento acelerado no quarto trimestre de 2019, avançando 92,8%, para R$ 4,3 bilhões. No total do ano, o crescimento foi de 76%.

Com o avanço, a participação das vendas on-line nas vendas totais da companhia atingiu 48%. No quarto trimestre, as vendas totais da empresa, incluindo lojas físicas e on-line, atingiram R$ 8,99 bilhões.

O aumento da participação do varejo on-line foi impulsionado pelo desempenho do aplicativo do Magazine Luiza, que chegou a 19 milhões de usuários ativos mensais. A empresa também atribui a maior fatia de vendas pelo site ao aumento do número de vendedores no marketplace e à entrega mais rápida.

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

Aquisição da Estante Virtual

O Magazine Luiza concluiu a aquisição da Estante Virtual, um dos maiores marketplaces de livros do Brasil.

“A aquisição reforça a estratégia do Magalu de crescimento em novas categorias e aumento da frequência de compra”, afirmou a empresa em comunicado.

A Estante Virtual conta com mais de 6 mil sellers e um sortimento de 20 milhões de livros, que logo estarão disponíveis também no Superapp do Magalu.

Fundada em 2005, começou como uma plataforma para vendas de livros usados e, nos últimos anos, evoluiu também para a comercialização de livros novos, que já representam cerca de ⅓ de todos os livros vendidos.

Em 2019, a Estante Virtual vendeu 3 milhões de livros para 1 milhão de clientes, movimentando mais de R$120 milhões. Historicamente rentável, a Estante Virtual recebe uma comissão sobre a venda de livros muito acima da média de outras categorias no e-commerce.

Após a integração da Estante Virtual, os clientes poderão optar pela retirada do produto em qualquer uma das mais de 1.100 lojas do Magalu, em até 48 horas e sem a cobrança de frete. Ou poderão receber os livros no endereço escolhido, entregues pela Malha Luiza, a entrega mais rápida do Brasil.

Vale destacar que o Magalu está presente em mais de 780 cidades, das quais cerca de 300 não têm livrarias.

Com a aquisição, o Magalu também reforça a categoria de livros em sua própria plataforma, lançada em 2019, e avança no sentido de se tornar referência no segmento.

Fonte: Valor Econômico/Finance News

https://valor.globo.com/empresas/noticia/2020/02/17/lucro-do-magazine-luiza-cai-114percent-no-4o-trimestre-mas-cresce-543percent-no-ano.ghtml

Tenha acesso a um dos nossos relatórios completos da Dica de Hoje Research

Receba Gratuitamente no seu e-mail uma amostra do relatório exclusivo para assinantes da Dica de Hoje Ações

BAIXE O RELATÓRIO DA DICA DE HOJE AÇÕES GRATUITAMENTE