Amazônia : guerra das narrativas quanto à questão ambiental brasileira

0
30

Nessa semana vimos uma guerra das narrativas quanto à questão ambiental brasileira.

Vários fundos estrangeiros pressionando o Brasil para proteger a Amazônia e cessar desmatamento.

Acho que temos que avançar sim, mas é importante também compartilhar algumas informações.

Amazônia é a maior floresta tropical do mundo. Ocupa 61% do Brasil e tem 84% de floresta preservada.

Tem uma importância ímpar na biodiversidade.

O Brasil tem 12% da disponibilidade de água doce do planeta.

Temos um código florestal que é uma norma de proteção ambiental extremamente restritiva.

Entre os países de maior reserva florestal do planeta, Rússia, Brasil, Canadá, EUA e China, temos a segunda maior reserva.

Mais de 60% de vegetação nativa em vários biomas preservada, 3 x mais do que qualquer outra nação.

8.500 km de litoral com vários ecossistemas – recifes de corais, mangues, lagoas, estuários e pântanos.

45,3% da nossa energia é proveniente de fontes renováveis, contra 14% do resto do mundo.

Nós temos a matriz mais limpa dentre as 10 maiores economias do mundo.

83% da nossa energia elétrica vem de fontes limpas.

No setor de transportes, 23% da matriz energética é renovável.

Além disso, temos mais facilidade de atingir metas do acordo de Paris que outras nações. Por exemplo, a net de aumento de participação de biocombustíveis na matriz e percentual de renováveis na matriz.

O Brasil segue comprometido e seguirá a passos largos em busca de uma agenda de futuro, comprometida com a inclusão social e desenvolvimento econômico com responsabilidade ambiental por meio do desenvolvimento de três temas:

1) bioeconomia – desenvolvimento sustentável com base em ativos ambientais;

2) incentivos ambientais; e

3) investimentos em fontes renováveis na matriz, que aliás, nos últimos anos tem crescido demais: energia solar, eólica, biomassa e hidráulica.

Além disso, hoje temos um programa de concessões de infraestrutura que seguem diretrizes de ESG (Environmental, Social and Governance). Os projetos estão sendo estruturados para serem aptos aos selos verdes, o que abrirá portas para os green bonds e green loans. Veja a emissão de green bonds feita pela Rumo agora.

Os projetos têm contado com a participação do CBI (Climate Bond Initiative) e a ideia é fazer com que eles contribuam com a descarbonização da matriz. Os projetos estão atendendo uma série de requisitos ambientais.

Temos que evoluir sim, mas o Brasil já é uma potência ambiental.

Veja todas as possibilidades de planos e escolha de acordo com seu perfil

Clique e conheça a página dos planos e possibilidades