Estrategistas, estamos na segunda semana da atual série K – opções call (compra) e W – opções put (venda) que vencem no dia 19/11/21. A volatilidade continua na Bolsa de Valores do Brasil e a semana foi marcada pelo temor em relação a política fiscal, vamos ver quais as notícias impactaram os mercados globais e quais os derivativos que mais se destacaram?

PANORAMA GERAL DO MERCADO:

O Ibovespa encerrou novamente uma semana com desvalorização de -2,6%, aos 103.501 pontos, o menor nível de 2021. Em outubro, a Bolsa brasileira teve o pior mês do ano com uma correção de -6,7% e acumula perdas de -13,0% no ano.

A Bolsa nas últimas semanas foi bastante afetada por maiores incertezas fiscais. A PEC dos Precatórios, solução apresentada pelo governo federal para ajuste do limite de gastos, segue sem consenso para aprovação, devendo ser votada na semana que vem. Por isso, o governo analisa uma saída para permitir o Auxílio Brasil, com a possibilidade de estender por alguns meses o auxílio emergencial financiado através de crédito extraordinário e não depende de aprovação para seguir. Além disso, a semana também foi marcada pela divulgação do IPCA-15 acima das expectativas, em 1,2% e pela aceleração no ritmo de elevação da taxa Selic, em 1,5 p.p. para 7,75%, em resposta à piora do risco fiscal.

A temporada de balanços no Brasil ganhou força nessa semana. Entre os destaques, tivemos a divulgação da Petrobras que anunciou o pagamento de R$ 31,8 bilhões em antecipação de remuneração aos acionistas. No entanto, ruídos em relação à política de preços voltaram a puxar os preços das ações para baixo. Além disso, a Vale divulgou resultados operacionais piores do que o esperado no terceiro trimestre, 18% abaixo do esperado pelo mercado e os números pesaram no papel.

No exterior, os índices americanos encerraram a semana novamente perto das máximas históricas, apesar de balanços das big techs abaixo do esperado. As gigantes da tecnologia como Amazon e Apple decepcionaram, afetadas por custos mais altos e problemas nas cadeias de suprimentos. As Bolsas americanas também foram impactadas pela apresentação de um novo esboço do Plano da Família Americana com valor de US$ 1,75 trilhão, na expectativa de unir as diferentes alas do partido democrata e destravar sua agenda econômica. Apesar de ter sido recebido com tom positivo pelos parlamentares, o projeto ainda terá que ser negociado.

Destaques da semana:

ABEV3 – Ambev: Opção call dispara a 475% na semana!

A cervejaria divulgou nesta última quinta-feira o resultado do 3º trimestre que veio muito forte: lucro líquido de 3,7 bilhões de reais, crescimento de 57,4% comparado a igual período do ano passado. A companhia teve um aumento de 7,7% do volume de bebidas em meio ao aumento de custos e crescimento de 7,8% do EBITDA. Com isso, os papéis saltaram 13,3% e estão cotados atualmente a R$ 16,96.

Alta de 13,3%

Fonte: TradingView

Apesar da semana ter sido difícil para o IBOVESPA, tivemos esse belo destaque da ABEV3 e por consequência suas opções calls se valorizaram e iremos destacar a: ABEVK177. Esta opção de compra dá o direito do titular de comprar ABEV3 por R$ 17,75 (strike) somente no dia do vencimento por ser uma opção do tipo europeia (poucas calls são do tipo europeia). É considerada uma opção OTM ou fora do dinheiro pois seu strike de R$ 17,75 é superior ao preço do ativo-objeto, sendo R$ 16,96. Por ora o seu delta é baixo: 0,30, isso significa que se ABEV3 valorizar R$ 1,00, ou seja, subir de R$ 16,96 para R$ 17,96 (valorização de 5,89%) o prêmio de ABEVK177 ganhará R$ 0,30, saindo de R$ 0,23 para R$ 0,53 (valorização de 130%). Vejam que mesmo um baixo valor de delta poderá acelerar o prêmio a ponto de ter essa expressiva valorização. Já o seu gamma é de 0,29, isso significa que se ocorrer a hipótese anterior (valorização de ABEV3 de R$ 16,96 para R$ 17,96) o delta ganhará 0,29, passará de 0,30 para 0,59.

Alta de 475%

Fonte: TradingView

 AZUL4 – Azul S.A. Opção put se valoriza em 311%

 As ações das empresas ligadas ao turismo foram penalizadas essa semana devido a deterioração econômica que o Brasil atravessa. Dentre todas as empresas aéreas a Azul foi a que mais se desvalorizou, -16,17%,  sendo cotada atualmente a R$ 24,77.

Queda de 16,17%

Fonte: TradingView

 Após essa expressiva desvalorização de AZUL4 iremos destacar a sua put: AZULW275. Esta opção de venda dá o direito do titular de vender AZUL4 por R$ 27,50 (strike) somente no dia do vencimento em 19/11 por ser uma opção do tipo europeia assim como todas as puts são.

É considerada uma opção ITM ou dentro do dinheiro pois o strike de R$ 27,50 está acima do preço atual do ativo-objeto R$ 24,77, portanto é uma opção carregada de valor intrínseco que é justamente a diferença do strike pelo preço da ação:

VI = strike – preço atual do ativo-objeto

VI = 27,50 – 24,77

Valor intrínseco = 2,73 que é a vantagem imediata que o titular possui. Mas AZULW275 possui baixo valor extrínseco que é o valor de expectativa que o mercado possui em relação ao ativo-objeto e sua volatilidade, podemos calcular da seguinte forma:

Valor extrínseco = Prêmio da opção – valor intrínseco

VE = 2,80 – 2,73

VE = 0,07

Alta de 311%

Fonte: TradingView

Estrategistas ficamos por aqui, mas antes queremos te convidar a participar do nosso grupo de estudo no Telegram: Descomplicando Opções:

https://t.me/joinchat/tXnMTeqQv_EyZjgx

Também nos acompanhe nas nossas redes sociais:

Já participa do nosso grupo do Telegram?

Videos, informações e novidades vem aí.

Link do grupo

Já participa do nosso grupo do Telegram?

Vídeos, informações e novidades vem aí.

Link do grupo

Sigam-nos nas redes sociais:

Estratégia Xeque Mate

            @estrategiaxequemate

             Estratégia Xeque Mate

Abraços, até a próxima!

Sigam-nos nas redes sociais:

Marcelo Meurer

Marcelo Meurer é graduado em Direito pela UFJF e graduando em Engenharia de Software pela Estácio. É especialista em derivativos e possui experiência no mercado financeiro há mais de dez anos. Fundador da Estratégia Xeque Mate, uma refinada técnica geradora de renda constante e robusta por meio de operações estruturadas com ações e opções.