Resumo de Santander – 1T18

resultados-santander-capa

SANTANDER (códigos Bovespa: SANB3, SANB4, SANB11)

RESUMÃO – Resultados 1T18:

(Data de divulgação: 24 de Abril/2018)

(Dados retirados do site de RI)

Pontos POSITIVOS:

– Lucro Líquido Gerencial:
Somou R$2.859 milhões no 1T18, atingindo o maior patamar histórico, com crescimento de 25,4% em doze meses e aumento de 3,9% em três meses. Esse desempenho continua sendo sustentado pelo crescimento da vinculação e número maior de transações dos clientes.

santander-1t18

 

– Receitas totais:
Totalizaram R$ 14.298 milhões no 1T18, com aumento de 13,7% em doze meses (ou R$1.721 milhões) e crescimento de 4,1% em três meses.

– Retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROAE):
O ROAE do Santander, ajustado pelo ágio, atingiu 19,1%, aumento de 3,2 p.p. em doze meses. Essa evolução evidencia o crescimento recorrente das suas receitas totais, com ganho de eficiência.

santander-1t18

 

– Carteira de crédito total:
A carteira de crédito somou R$ 280.398 milhões no final de março de 2018, aumento de 9,0% em doze meses. Em três meses a carteira cresceu 2,9%, com evolução em praticamente todos os segmentos, sendo os destaques para pessoa física e financiamento ao consumo que cresceram 5,2% e 4,1%, respectivamente.

santander-1t18

 

– Receitas de prestação de serviços e tarifas bancárias:
As receitas de prestação de serviços e tarifas bancárias totalizaram R$ 4.134 milhões no 1T18, crescimento de 11,5% em doze meses, no entanto, apresentou uma redução de 2,5% em três meses, em razão principalmente da sazonalidade em cartões (devido a comparação com maiores vendas de final de ano) e seguros (devido a renovações de apólice que se concentram no quarto trimestre do ano).

– Crescimento da base de clientes:

 

Quer ter acesso a nossas carteiras de Ações?

Insira o seu endereço de email abaixo para receber gratuitamente e conheça as carteiras da Área de Membros!

 

Pontos NEGATIVOS:

– Resultado de crédito de liquidação duvidosa:
Atingiu R$2.652 milhões no 1T18, com aumento de 17,1% em doze meses. Esse desempenho é explicado principalmente pela maior receita de recuperação de crédito no 1T17, o que contribuiu para a redução das provisões naquele período. Em comparação com 4T17, o resultado ficou estável.

santander-1t18

 

– Despesas gerais:
As despesas gerais, incluindo depreciação e amortização, somaram R$ 4.805 milhões no 1T18, registrando crescimento de 3,8% (ou R$ 176 milhões) em doze meses, principalmente devido à maior despesa de pessoal em razão da destacada distribuição de participação nos lucros. No entanto, em três meses essas despesas reduziram 7,3%, principalmente pelas maiores despesas administrativas registradas no 4T17.

– Índice de Basileia:
O índice de Basileia alcançou 15,3% ao final de março de 2018, redução de 0,5 p.p. em doze meses e 0,6 p.p. em três meses, superando em 4,2 p.p. a soma dos requerimentos mínimos de Patrimônio de Referência e Capital de Conservação.

santander-1t18

santander-1t18

Conclusão sobre os resultados:

Os resultados de Santander novamente surpreenderam positivamente e veio um novo crescimento forte dos lucros. O ROE de Santander finalmente chegou ao mesmo patamar dos maiores bancos nacionais (Itau e Bradesco).

Chama atenção na carteira de crédito a alta da carteira superior a 20% tanto para pessoas físicas quanto para Financiamento ao consumo, enquanto houve uma queda de 6% no financiamento para grandes empresas. O banco consegue cobrar um spread maior das pessoas físicas, mas em um momento de inversão da economia, essa política que hoje gera Retornos sobre patrimônio Líquido grande pode virar uma grande inadimplência.

A queda do índice de Basileia ainda não preocupa porque ainda está longe do mínimo necessário pelo Banco Central, e além disso o Banco hoje possui R$30 bilhões em reservas de lucros em seu patrimônio líquido que poderiam ser incorporados ao capital, mediante uma bonificação de ações. Acredito que esse cenário acontecerá no futuro.

Eu percebo, a partir da variação do 4T2017 para o 1T2018 que já existe um esgotamento dessa alta taxa de crescimento do Banco Santander. Acredito em uma alta para 2018 em algo próximo de 10% a 12% em 2018 e nos próximos anos também. Aí vemos que Santander tem P/L de 14,3, enquanto Bradesco e Itau possuem ambos 13,4.

Logo, embora seja um banco sólido com bons resultados e que já fez parte da Carteira Dica de Hoje, vejo ele hoje um pouco acima do valor justo.

Está com dificuldade de achar oportunidades? Quer receber recomendações sobre as melhores ações da Bolsa? Relatórios e Vídeos semanais de análise de empresas. Clique aqui e vire um Membro Gold (pagando menos de R$1 por dia!)

Veja a tabela abaixo com todos os benefícios:

Confira também o último resumo de VALE.

 

Veja a tabela abaixo com todos os benefícios:

 Membro Bronze*Carteira ZMembro Gold
Carteira PEG SimSimSim
Carteira BarganhasSimSimSim
Carteira P/L abaixo da MédiaSimSimSim
Carteira DividendosNãoSimSim
Carteira GrahamNãoSimSim
Carteira Z (fundos de Investimentos)NãoSimSim
Carteira Dica de HojeNãoNãoSim
Radar de FIIS (NOVO)NãoNãoSim
Relatórios Dica de Hoje (ações + Fiis)NãoNãoSim
Vídeos Dica de HojeNãoNãoSim
HangoutsNãoNãoSim
Clique GratuitoR$ 179,90 anualR$ 359,90 anual

*As carteiras Membro Bronze podem ser modificadas sem aviso prévio, a qualquer momento.

Novo curso de opções Dica de Hoje, clique aqui.

 

 Abraços e Bons Investimentos!

Daniel Nigri (analista CNPI)

Com a ajuda de Leo Bittencourt

 

Disclosure

Elaborado pelo analista independente Daniel Isaac Nigri CNPI 1810, este relatório é de uso exclusivo de seu destinatário.

Este estudo é baseado em informações disponíveis ao público nos próprios sites de RI das empresas analisadas ou comparadas, consideradas confiáveis na data de publicação.

As opiniões, aqui expressas, estão sujeitas a mudanças, por se tratarem de estimativas baseadas em fundamentos e projeções de futuro que podem ou não ocorrer.

Este relatório não representa oferta de negociação de valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros.

As análises, informações e estratégias de investimento têm como único propósito fomentar o debate entre o analista responsável e os destinatários. Os destinatários devem, portanto, desenvolver as próprias análises e estratégias. (Caminhar com as próprias pernas e ter bom senso)

Informações adicionais sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros aqui abordados podem ser obtidas mediante solicitação, e serão arquivadas por 5 anos conforme determinação da CVM.

O analista responsável pela elaboração deste relatório declara, nos termos do artigo 17º da Instrução CVM nº 483/10, que as recomendações do relatório de análise refletem única e exclusivamente a sua opinião pessoal e foram elaboradas de forma independente.

O analista Daniel Isaac Nigri CNPI é o responsável principal pelo conteúdo do relatório e pelo cumprimento do disposto no Art. 16, parágrafo único da Instrução ICVM 483/10.