Quem não conhece a Disney?

Não estou falando especificamente dos parques famosos de Orlando, mas da marca em si.

Provavelmente, você que está lendo esse texto, já consumiu algum produto ligado a marca. Como veremos a seguir, a Disney conta com um portfólio amplamente diversificado de produtos e serviços.

Mas você conhece todas as operações da Walt Disney Company (DIS)?

Esse é o objetivo desse terceiro texto da série “Apresentando ações estrangeiras”, que começa agora, para mostrar para vocês o universo da marca.

A Walt Disney Company é uma empresa global de entretenimento que possui operações em quatro segmentos de negócios:

  1. Media networks;
  2. Parks, Experiences and Products;
  3. Studio Entertainment;
  4. Direct-to-Consumer & International (DTCI);

Vamos então destrinchar cada um desses segmentos para entender como a companhia ganha dinheiro e conhecer todos os produtos e serviço que ela oferece.

Media Networks

Operações relevantes:

  • Canais a cabo nos Estados Unidos, das marcas Disney (Disney Channel, Disney Junior e Disney XD), ESPN (com nove canais esportivos de televisão), Freeform, FX e National Geographic.
  • Rede de televisão aberta da marca ABC;
  • Produção e distribuição televisiva;
  • Revistas da National Geographic;
  • Investimento de 50% na A+E Television Networks;

Segue abaixo os canais a cabo relevantes da companhia nos Estados Unidos, com o número de assinantes em milhões, em pesquisa feita pela Nielsen em setembro de 2019:

Fonte: Walt Disney Company

Parks, Experiences and Products

Parques e experiências:

  1. Walt Disney World Resort na Flórida, que contempla parques temáticos (Magic Kingdom, Epcot, Disney’s Hollywood Studios e Disney’s Animal Kingdom), hotéis, um complexo de varejo, restaurantes e entretenimento (Disney Springs), um complexo de esportes, centros de conferência, acampamentos, campos de golfe, parques aquáticos e ainda outras instalações recreativas para atrair visitantes de estadia prolongada.
  2. Disneyland Resort na Califórnia, que contém dois parques temáticos (Disneyland e Disney California Adventure), três hotéis resort e um complexo de varejo, restaurantes e entretenimento (Downtown Disney).
  3. Disneyland Paris, que inclui dois parques temáticos (Disneyland Park e Walt Disney Studios Park), sete hotéis resort temáticos, dois centros de convenções, um complexo de lojas, restaurantes e entretenimento (Disney Village) e uma instalação de golfe.
  4. Hong Kong Disneyland Resort (participação de 47%), que inclui um parque temático e três hotéis resort temáticos.
  5. Shanghai Disney Resort (43% da participação acionária), que contempla o Parque temático de Shanghai Disneyland, dois hotéis resort temáticos, um complexo de varejo, restaurantes e entretenimento (Disneytown) e uma área de recreação ao ar livre.
  6. Além disso, a companhia licencia a operação do Tokyo Disney Resort, recebendo royalties sobre as receitas geradas pelo resort, que inclui dois parques temáticos (Tokyo Disneyland e Tokyo DisneySea), quatro hotéis da marca Disney, seis outros hotéis e um complexo de varejo, restaurantes e entretenimento.
  7. A companhia conta ainda com a Disney Cruise Line, uma linha de cruzeiros de férias de quatro navios, que opera na América do Norte e Europa. A empresa está ainda expandindo seus negócios de cruzeiros adicionando três novos navios, sendo o primeiro programado para o final de 2021 e os outros dois para 2022 e 2023.

Produtos:

Licenciamento de nomes comerciais, personagens, propriedades visuais e literárias para fabricantes, desenvolvedores, editores e varejistas de todo o mundo.

As operações de licenciamento de mercadorias contemplam diversas categorias de produtos, como brinquedos, roupas, decoração e móveis, acessórios, saúde e beleza, alimentos, artigos de papelaria, calçados e eletrônicos.

Algumas das principais propriedades licenciadas pela empresa são: Mickey e Minnie, Guerra nas Estrelas, Vingadores, Frozen, Toy Story, Homem-Aranha, personagens do Disney Channel e Carros.

A companhia ainda vende produtos das marcas Disney, Marvel, Pixar e Lucasfilm em lojas de varejo operadas com o nome Disney Store, na América do Norte, Europa Ocidental, Japão e China.

Studio Entertainment

Operações relevantes:

  • Produção e distribuição de filmes sob a Walt Disney Pictures, Twentieth Century Fox, Marvel, Lucasfilm, Pixar, Fox Searchlight Pictures e Blue Sky Studios;
  • Desenvolvimento, produção e licenciamento de peças de teatro na Broadway e em todo o mundo;
  • Produção e distribuição musical;
  • Serviços de pós-produção, que incluem efeitos visuais e de áudio através da Industrial Light & Magic e Skywalker Sound;

Direct-to-Consumer & International (DTCI)

Operações relevantes:

  • Redes e canais de televisão internacionais que incluem Disney, ESPN, Fox, National Geographic e Star;
  • Serviços de streaming através da Disney +, ESPN +, Hotstar e Hulu;
  • Outras plataformas e serviços de distribuição de conteúdo digital;
  • Investimentos que incluem participação de 50% na Endemol Shine Group, de 20% na Seven TV, de 30% na Tata Sky e 21% na Vice Group Holdings.

Com isso, conhecemos todas as principais fontes de receita da companhia.

Agora que já conhecemos como a Disney ganha dinheiro, podemos concluir que é uma das empresas mais diversificadas do mundo, tendo uma pluralidade incrível de fontes de receitas.

Apenas para ilustrar, com o coronavírus, os parques temáticos estão fechados, por outro lado, sua receita com a Disney + aumentou muito, com milhões de novos assinantes nesse período de isolamento e mais de 50 milhões no total. Por falar na Disney +, é esperada sua chegada ao Brasil, em outros países da América e no norte da Europa ainda em 2020, enquanto na Ásia, chegará em 2021.

Vale a pena destacar que a Disney + é um serviço de streaming, com as marcas Disney, Pixar, Marvel, Star Wars e National Geographic. Esse serviço foi lançado nos EUA recentemente, em novembro de 2019.

Em relação ao coronavírus, os impactos também virão dos atrasos dos lançamentos de filmes, séries e programas, além do fechamento de cinemas e teatros, que devem demorar mais tempo para voltar a sua normalidade.

O fechamento dos parques, somado a possíveis crises econômicas de outros países, também poderá gerar resultados adversos para a companhia, já que causará diminuição no fluxo de turistas. Entretanto, a maior valorização do dólar frente a outras moedas, que ocorreu logo após o surto do coronavírus, está arrefecendo e, com isso, as outras moedas estão se valorizando mais nos últimos dias.

Essa situação pode ser favorável para a companhia, já que a valorização do dólar aumentaria os preços dos produtos para consumidores de fora dos Estados Unidos, o que, acompanhado de crise econômica, causaria redução no consumo.

Mas como vimos, devido a seu alto poder de diversificação, mesmo que um segmento tenha alguns problemas momentâneos na operação, outras são beneficiadas e aumentam as receitas. Essa é uma das grandes vantagens da empresa.

E você, já conhecia todas as operações da Disney?

Em breve teremos análises completa da Disney e de outras empresas estrangeiras aqui no Dica de Hoje Research.

Esse foi o terceiro texto da série “Apresentando ações estrangeiras”.

Nas próximas semanas, lançaremos também nossa carteira internacional, contemplando serviços ainda não vistos no Brasil.

Não perca!

Abraços e Bons investimentos,

Raphael Rocha.

Para ter acesso à nossa carteira completa de ações, aos preços máximos com margem de segurança e aos relatórios diários das empresas da Bolsa, Clique e assine o nosso Dica de Hoje Ações e pague em até 12x.

Abraços e Bons Investimentos,

Raphael Rocha.

Já participa do nosso grupo do Telegram?

Videos, informações e novidades vem aí.

Link do grupo

 

Raphael Rocha

Meu nome é Raphael Rocha, tenho 24 anos e sou formado em Administração pelo Ibmec. Algumas de minhas paixões são viagens, leitura e o mercado financeiro. Invisto e ajudo as pessoas a investirem melhor desde os 20 e estou sempre em busca de conhecimento.