Resumo dos resultados: Eternit, Arezzo, Rumo e C&A

0
66

Eternit reduz prejuízo para R$ 14,8 milhões no 1º trimestre

A Eternit (ETER3) reduziu o prejuízo líquido em 41,7% no primeiro trimestre de 2020, de acordo com o balanço divulgado pela empresa nesta quinta-feira (28). O valor negativo passou de R$ 25,4 milhões registrados no mesmo período de 2019 para R$ 14,8 milhões.

A receita líquida caiu 8,1% na mesma base de comparação, encerrando em R$ 113,6 milhões. O Ebitda, que representa o lucro antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações, teve uma redução de 70,5% de seu valor negativo, agora em R$ 4,7 milhões.

Segundo a administração, o desempenho operacional foi “nitidamente afetado” na segunda quinzena de março pela pandemia de covid-19. O negócio de Fibrocimento, que crescia em vendas até fevereiro, encerrou o trimestre com queda de 1%. Pelo lado positivo, a companhia destacou a exportação de amianto crisotila.

Para lidar com os impactos da crise, a Eternit decidiu concentrar seus esforços no core business da empresa, interrompendo as operações de sua controlada Companhia Sulamericana de Cerâmica (CSC) e aprovando o aumento de capital de R$ 46,8 milhões para projetos estratégicos de investimento, como as telhas fotovoltaicas e o programa de modernização do Fibrocimento.

Lucro da Arezzo cresce 11,9% e totaliza R$ 25,8 milhões no trimestre

O lucro líquido da Arezzo (ARZZ3) subiu 11,9% no primeiro trimestre de 2020 e acumulou R$ 25,8 milhões, de acordo com o resultado financeiro divulgado ao mercado nesta quarta-feira (27).

A receita líquida, por sua vez, sofreu uma leve queda de 0,4% e totalizou R$ 375,4 milhões.

O Ebitda, valor de geração de caixa da companhia, cresceu 17,8% nos três primeiros meses do ano. A margem Ebitda ficou em 17,1% com alta de 2,6 pontos percentuais.

O SSS, índice que mede as vendas das mesmas lojas, contando com franquias, lojas próprias e online, ficou em -10,6% ante os R$ 3,8% do mesmo período de 2019.

Rumo reporta prejuízo no 1T20

A Rumo (RAIL3) divulgou nesta quarta, 27, após o pregão, os resultados do primeiro trimestre de 2020 (1T20).

De janeiro a março, a companhia teve prejuízo de R$ 274 milhões. No 1T19 teve lucro de R$ 27 milhões.

Considerado o valor ajustado, a empresa reportou prejuízo de R$ 136 milhões. No 1T19 teve lucro de R$ 27 milhões.

O EBITDA ajustado foi de R$ 653 milhões, -19% vs. 1T19, com margem de 45,9%, impactado por  menor volume, refletindo a entrada tardia da safra de soja em relação ao 1T19 e as restrições operacionais em março e a queda de tarifa no trimestre.

“Neste trimestre, apresentaremos o EBITDA e lucro/prejuízo líquido ajustado, garantindo: (i) a comparabilidade com o 1T19, mediante a exclusão dos custos e despesas da Malha Central no 1T20; e (ii) a desconsideração de despesas associadas ao processo de renovação da concessão da Malha Paulista”, explicou a Rumo.

C&A tem prejuízo com fechamento de lojas

A C&A registrou no primeiro trimestre um prejuízo de R$ 55,4 milhões, revertendo o lucro de R$ 751,4 milhões apurado no mesmo período de 2019, prejudicada pela pandemia, que levou ao fechamento das lojas.

A receita recuou 6%, a R$ 977 milhões, e o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização caiu 89%, para R$ 78,2 milhões.

Fontes: Money Times, Finance News e valor Investe

Você conhece os nossos planos de assinaturas?

Veja todas as possibilidades de planos e escolha de acordo com seu perfil

Clique e conheça a página dos planos e possibilidades

Já participa do nosso grupo do Telegram?

Videos, informações e novidades vem aí.

Link do grupo