Resumo dos resultados: Trisul, Sinqia, Santos Brasil,Tegma e Camil

0
119

Quer ter acesso as analises completas com preço justo e  opinião da nossa equipe de analistas?

Clique e conheça a página dos planos e possibilidades

Lucro da Trisul sobe 17% no 1º trimestre e totaliza R$ 31 milhões

A Trisul (TRIS3) encerrou o primeiro trimestre de 2020 com crescimento de 17% no lucro líquido. Dados financeiros divulgados ontem (12) mostraram que o valor subiu de R$ 26,5 milhões no mesmo intervalo do ano passado para R$ 31 milhões. Em relação ao trimestre anterior, houve queda de 29%.

A receita operacional líquida caiu 5% na comparação anual e 20% na base trimestral, atingindo R$ 171,2 milhões.

O Ebitda, que mede a geração operacional de caixa da companhia, totalizou R$ 35,9 milhões, o que representa um avanço de 4% em relação ao primeiro trimestre de 2019 e uma retração de 30% ante o trimestre passado.

Por conta da disseminação da covid-19, a Trisul decidiu suspender os lançamentos do período, o que trouxe maior impacto negativo no volume de vendas. A companhia decidiu fazer uma captação de R$ 70 milhões para reforçar o caixa.

Foram concluídas as fases 1 e 2 do empreendimento Conquista Amaralina, a fase 2 do Praça Estação Jandira, o Viva Mar Bem-Te-Vi e o Side Atlântica.

Sinqia reverte prejuízo e lucra R$ 400 mil no primeiro trimestre do ano

A Sinqia (SQIA3) reverteu o prejuízo de R$ 2,3 milhões no primeiro trimestre de 2019 e lucrou R$ 400 mil no mesmo período deste ano, de acordo com o balanço financeiro divulgado pela companhia.

No ano, a empresa obteve prejuízo líquido de R$ 1,7 milhão ante os R$ 2,1 milhões acumulados em 2019.

A receita líquida, por sua vez, cresceu 26,2% com R$ 48,6 milhões em comparação com os R$ 38,5 milhões dos mesmo três meses de 2019. No acumulado do ano, o valor também obteve alta de 25,1% com R$ 185,2 milhões.

O Ebitda, valor de geração de caixa da companhia, virou positivamente em 2600% e totalizou R$ 3,3 milhões. Nos 12 meses, o valor também subiu 15,4% com um total de R$ 16,9 milhões.

“Permanecemos em uma situação financeira confortável, com caixa bruto de R$ 340,9 milhões ao final do trimestre. Diante do momento de incerteza e retração econômica, estamos avaliando os impactos da crise sobre nosso pipeline de fusões e aquisições e adotando uma postura mais conservadora, visando manter liquidez elevada e alavancagem baixa”, informou a Sinqia sobre o cenário da empresa.

Santos Brasil reporta prejuízo no 1T20. Ebitda sobe

A Santos Brasil (STBP3) divulgou na noite desta terça, 12, o resultado do 1T20.

A companhia apurou prejuízo líquido de R$13,3 milhões no 1T20, comparado ao prejuízo líquido de R$9,1 milhões no 1T19.

No 1T20 o EBITDA foi de R$38,5 milhões, um crescimento de 17,4% em relação ao 1T19, com margem de 17,2%. Em base recorrente, o EBITDA foi de R$36,3 milhões, com margem de 16,2%.

No trimestre, a companhia incorreu em itens não recorrentes no montante líquido de R$2,2 milhões, que afetou positivamente o resultado.

Desconsiderando os itens não recorrentes, o EBITDA realizado recorrente do 1T20 foi de R$36,3 milhões, com margem de 16,2%.

“Os efeitos da pandemia do novo coronavírus (COVID-19) na economia global impactaram marginalmente o desempenho operacional das unidades de negócio da Santos Brasil no 1T20, considerando a movimentação de contêineres dos terminais, a armazenagem no Tecon Santos e nos CLIAs, bem como as atividades da Santos Brasil Logística e do Terminal de Veículos. As operações do Tecon Santos continuaram crescendo no trimestre, apesar da intensificação dos impactos da crise a partir de março e, também, das dificuldades na cadeia logística global, terrestre e portuária, decorrente de confinamentos (lockdown), políticas de isolamento social e de quarentena que ocorreram em praticamente todas as regiões do mundo, especialmente na China”, afirmou a Santos Brasil.

Tegma: lucro líquido no 1T20 tem queda de 27,6%

A Tegma (TGMA3), que atua na logística de veículos prontos para montadoras e importadoras, divulgou nesta terça à noite o resultado do 1T20.

O lucro líquido no 1T20 foi de R$ 19,3 milhões, 27,6% inferior ao 1T19.

O lucro operacional/EBIT do 1T20 foi de R$ 26,8 milhões, uma margem de 9,6%, 4,1 p.p. inferior ao ano anterior por conta de maiores despesas e de efeitos da Covid-19.

A receita líquida no 1T20 apresentou a queda de 5,7% na comparação anual em razão da queda da quantidade de veículos transportados na divisão automotiva, já refletindo a COVID-19 a segunda quinzena de março.

O retorno sobre o capital investido da Tegma em 1T20 foi de 40,4%, no entanto desconsiderando o crédito tributário do 3T19, teria sido de 32,1%.

Tabela

Resultado da Camil Alimentos

A Camil Alimentos (CAML3) divulgou os resultados do quarto trimestre de 2019 (4T19 – dez/2019 a fev/2020) e acumulado do ano de 2019 (2019 – mar/2019 a fev/2020).

O lucro líquido atingiu R$ 83,6 milhões -16,6% (YoY) com margem de 5,6% (-1,9pp YoY) no 4T19 e R$239,6 milhões (-33,9% YoY) com margem de 4,4% (-3,2pp YoY) no ano. Comparado ao resultado ajustado de 2018, o lucro líquido apresentou variação de +7,8% YoY e a margem -0,2pp YoY no 4T19 e -2,5% YoY e -0,7pp no ano.

O EBITDA atingiu R$137,1 milhões (+19,0% YoY) com margem de 9,2% (+0,5pp YoY) no 4T19 e

R$441,7 milhões (-8,6% YoY) com margem de 8,2% (-2,0pp YoY) no ano. Comparado ao resultado ajustado de 2018, o EBITDA apresentou variação de +57,0% YoY e a margem +2,6pp YoY no 4T19 e +9,3% YoY e -0,3pp no ano.

Tabela

Fonte: Finance News e Money Times

Você conhece os nossos planos de assinaturas?

Veja todas as possibilidades de planos e escolha de acordo com seu perfil

Clique e conheça a página dos planos e possibilidades

Já participa do nosso grupo do Telegram?

Videos, informações e novidades vem aí.

Link do grupo