Dificuldades e mentalidade de investidor

0
122

Dificuldades e mentalidade de investidor

Dificuldade do Investidor

Medo

O medo pode ter uma função favorável de disparar um alarme em momentos realmente perigosos como forma de proteção

Mas, por outro lado, se você não dosa o medo, ele pode paralisar, tirando sua coragem de agir, mesmo que você tenha consciência de que tem capacidade para vencer essa adversidade. É quase irracional porque você sabe que daria certo se você tentasse.

Excesso de confiança

Esse sentimento também pode prejudicar que você alcance os resultados esperados. Ele dificulta que você identifique qu está cometendo algum erro na hora de investir e qual erro seria esse.

Ganância

A ganância, por sua vez, pode levar ao afobamento e à ansiedade, fazendo com que o investidor aposte quando deveria simplesmente parar ou buscar outra opção.

Por exemplo, na bolsa de valores é muito comum as pessoas comprarem quando uma ação está subindo muito – o que não faz sentido, porque já estão caras para comprar. E quando a empresa está em crise – a hora que seria barato para comprar – as pessoas vendem as ações por desespero, apenas seis meses após o início dos investimentos, enquanto que planejamento inicial era de dez anos de aportes.

batalha entre Racional  X Subconsciente

Em nossa cultura as pessoas pensam que agem de acordo com a razão na maioria das tomadas de decisão. Os investidores acreditam nisso e desconsideram a existência de um subconsciente. A neurociência explica que mais de 90% das decisões são tomadas no subconsciente e não no consciente.

Nosso subconsciente carrega informações e experiências importantes que a gente desconhece, como memórias afetivas ou situações de medo desde quando éramos bebês. É esse somatório de experiências que nos fazem ter propensão a agir corretamente ou não. Todos esses sentimentos podem interferir no processo decisório, que tem falhas e faz você acreditar que sua decisão tenha sido somente racional Desta forma, você deixa de perceber algumas coisas, que passam batido.

Um exemplo disso na hora dos investimentos é a pessoa consultar um gráfico e visualizar uma oportunidade de compra, quando, na verdade, ela visualiza uma projeção de acordo com algo que ela viu no noticiário, como a alta do dólar.

Atenção seletiva

É como se a pessoa fizesse uma suposição do que acontecerá no futuro, baseando-se em critérios emocionais, mas sem se dar conta disso. E, desconsiderando uma análise técnica. acaba buscando por informações do mercado que justifiquem essa suposição.

Desta forma, ela pode, por exemplo, tomar decisões de investimentos com base em informações que estão na mídia, circulando deliberadamente no mercado. Acaba por fazer uma análise de poucos fatos e usar elementos que justifiquem o que ela acredita. Isso leva até mesmo a pessoa a acabar conversando com quem tem opinião parecida, para não ser confrontada.

É o que chamamos de Atenção Seletiva. E o investidor que não está atento pode acabar, então, consultando vários indicadores, mas levando em consideração apenas aqueles que reforçam a tese que ela deseja confirmar.

Mentalidade de Manada

A mentalidade de manada tem predominado entre os investidores no mercado de ações.

No entanto, os investidores em valor valor não seguem o rebanho. Na verdade, eles têm muitas características de contrários, ou seja, quando todos os outros estão comprando, eles geralmente estão vendendo ou ficando de volta.

Os investidores em valor geralmente não compram as ações mais populares, porque elas estão muito caros. Eles são cautelosos sobre investir em empresas que são nomes de famílias e dão uma segunda olhada nestas ações apenas quando os preços das ações caíram.

Princípios de um Investidor de Sucesso

Princípio #1 – Pense como Proprietário

A avaliação de ações deve ser feita através da ótica de um proprietário do negócio.

Imagine que você já possui o negócio – você vai se você comprar uma ação, como uma fatia de propriedade da empresa emissora.

O investimento é mais inteligente quando mais se parece com negócios.”

________________________________________

– Warren Buffett

Princípio #2 – Entenda que o Mercado pode ser Irracional

O mercado pode irracionalmente derrubar o preço das ações, e isso não tem qualquer relação com valor real do negócio.

Nestes momentos de queda irracional no mercado, o investidor em valor deverá ficar atento para selecionar excelentes empresas que estejam negociadas a preços muito abaixo do valor intrínseco.

Na maioria das vezes, as ações estão sujeitas a flutuações de preços irracionais e excessivas em ambas as direções, como conseqüência da tendência arraigada da maioria das pessoas a especularem ou apostarem, para dar lugar à esperança, ao medo e à ganância.”

________________________________________

– Benjamim Graham

Princípio #3 – Encontre o Valor Intrínseco do Negócio

O investidor deve tentar encontrar o valor intrínseco da ação, que pode ser uma faixa de valores, e geralmente é uma estimativa, porque o cálculo do valor intrínseco não é de forma alguma uma ciência exata.

A avaliação do valor intrínseco do negócio pode ser feita através de diversos métodos e não é apenas uma medida quantitativa.

O valor do negócio deve ser avaliado observando também características qualitativas, como vantagem competitiva, qualidade da administração, governança corporativa, para citar alguns.

Existem muitos métodos de investimento disponíveis, mas tive o maior sucesso ao comprar ações com preços muito baixos em relação ao seu valor intrínseco.”

________________________________________

– Sir John Templeton

Princípio #4 – Tenha uma Margem de Segurança

O investidor precisa de uma margem de segurança – em outras palavras, as ações estão suficientemente desvalorizadas para enfrentar qualquer incerteza ou recessões – e decida se seus estudos e análises apontam para um investimento rentável.

Pelo fato de poderem cometer erros ao longo da jornada como investidor, ao adotar uma margem de segurança o investidor poderá se proteger caso tenha cometido erros de avaliação.

O conceito central de investimento em valor é a margem de segurança. A ideia de investimento em valor deve ser antes de tudo sobre a redução de risco. Se você reduzir o risco, os retornos cuidarão de si mesmos.”

  1. T. Fitzpatrick

Conclusão: É uma questão emocional

Tenha em mente que uma boa performance é igual ao potencial menos a interferência. Em vez de aprimorar apenas o seu potencial, é importante trabalhar no que está fazendo você errar, que pode ser o emocional.

Conhecimento técnico é essencial, mas um investidor que já tem conhecimento e está aplicando-o, muitas vezes só precisa saber identificar o que o está paralisando e o que está impedindo a sua assertividade.

Quanto mais você conseguir trabalhar as emoções a seu favor, mais resultados positivos terá! Sucesso no seu mindset e nos investimentos!

Abraço

Marcelo Rabinovici

Chegou o Curso mais esperado do ano

É o curso certo para a hora certa

Agora é a hora de ter calma e comprar bons ativos descontados. Como Daniel Nigri sempre diz: É HORA DE COMPRAR RENDA BARATA.

Por isso, a importância de se ter uma boa reserva em liquidez.

O que é importante é TER UMA ESTRATÉGIA.

COM UMA ESTRATÉGIA vai aproveitar as melhores oportunidades.

Aliás no CURSO GERAÇÃO DE RENDA 2.0 vai ter três ESTRATÉGIAS.

Esse ano é o Geração de Renda 2.0

Com mais Lives e matérias inéditos

Esse é o nosso treinamento mais aguardado, justamente por atender tanto o investidor iniciante quanto o experiente.

Vai perder essa oportunidade?

Pagina do curso (veja os detalhes)